Ataque em estação de trem mata pelo menos 27 na China

Homens armados com facas invadiram estação na cidade de Kinming e atacaram passageiros; grupo ainda não foi identificado

Estado de São Paulo

Passageiros sairam correndo da estação para escapar do ataque - REUTERS

Passageiros sairam correndo da estação para escapar do ataque – REUTERS

PEQUIM – Pelo menos 27 pessoas foram mortas em um “ataque violento” ocorrido em uma estação de trem na cidade chinesa de Kunming, na Província de Yunnan. Segundo a mídia estatal, ação foi realizada por um grupo de pessoas não identificadas portando facas. Pelo menos outras 162 pessoas ficaram feridas, afirmou a agência oficial Xinhua, acrescentando que o ataque ocorreu na noite de sábado.

A televisão estatal afirmou em seu microblog oficial que o incidente foi considerado um “ataque terrorista violento”. A Xinhua, citando um de seus repórteres no local, disse que vários suspeitos foram detidos e alguns foram mortos pela polícia.

O morador Yang Haifei disse à Xinhua que estava comprando uma passagem quando viu um grupo de pessoas, a maioria vestida de preto, correndo para dentro da estação e atacando as pessoas. “Vi uma pessoa vindo na minha direção com uma faca longa e corri junto com todos”. Aqueles que estavam mais devagar foram pegos pelos criminosos, segundo a testemunha.

Imagens publicadas em um serviço de microblog chinês semelhante ao Twitter, mostraram corpos cobertos de sangue no chão da estação. Ainda não há informação detalhada sobre os responsáveis pelo ataque. O chefe de segurança local, Meng Jianzhu, estava indo para o local, segundo a TV estatal.

O ataque ocorre em um momento particularmente sensível, já que a China se prepara para a reunião anual do Parlamento, que começa em Pequim na quarta-feira e, normalmente, é acompanhada por um reforço da segurança em todo o país. / REUTERS