Botafogo derrota o Fluminense e conquista o 20º título carioca

O Globo

RIO – Depois de um início de altos e baixos, o Botafogo sobrou na turma do Campeonato Carioca. Mesmo precisando apenas do empate, o time dirigido por Oswaldo de Oliveira conquistou a 11ª vitória consecutiva, ao derrotar o Fluminense, por 1 a 0 , em Volta Redonda, e faturar o estadual antecipadamente. O gol que assegurou o 20º título carioca do alvinegro foi marcado pelo camisa 20: Rafael Marques. Campeã da Taça Rio, a equipe já havia erguido a Taça Guanabara, tal como em 2010. E o craque Seedorf, que se emocionou ao fim do jogo, ergue seu primeiro troféu com a camisa alvinegra.

Seedorf ergue a taça: o Botafogo é campeão carioca de 2013 (Foto: André Durão / Globoesporte.com)

– Cada título tem a sua emoção, mas o trabalho é revigorante. A emoção foi igual a todos os campeonatos, a mesma emoção gigante. A dedicação foi total e fizemos metade do campeonato neste domingo, jogamos muito bem. Merecemos, tivemos constância e força. Foram momentos difíceis e fico feliz de estar aqui – comemorou Seedorf.

O Botafogo chega ao título com 15 vitórias, três empates e apenas uma derrota (para o Flamengo, na penúltima rodada da Taça Guanabara). Tal como o herói do título, Oswaldo de Oliveira – que faturou seu primeiro título carioca – deu a volta por cima com a conquista, já que também vinha sofrendo com as vaias até a última rodada da Taça Guanabara.

A partida começou com os ânimos exaltados. Com 13 minutos, o árbitro Marcelo de Lima Henrique já havia mostrado três cartões, para Wellington Nem, Thiago Neves e Gabriel.

Com os ânimos acalmados, o Fluminense foi superior no primeiro tempo, obrigando Jéfferson a fazer algumas defesas. Bastante acionado, o lateral-esquerdo Carlinhos criou boas chances na etapa inicial. Porém, o ataque alvinegro foi mais eficiente.

Rafael Marques teria aberto o placar aos 29 minutos, após receber passe de Lodeiro. Mas o juiz errou ao marcar o impedimento, já que Leandro Euzébio dava condições de jogo ao atacante. Dois minutos depois, Jéfferson fez excelente defesa com a ponta dos dedos em chute da entrada da área de Rhayner. Aos 36, após escanteio, a bola bateu em Bolívar e Jefferson voou para espalmar a escanteio.

Aos 40, Rafael Marques fez o gol do título. Após escanteio, Lucas pegou rebote da intermediária e mandou para a área. Dória não dominou e a bola sobrou para o camisa 20 abrir o placar. Fellype Gabriel ainda desperdiçou ótima chance aos 43, ao chuta para cima rebote na área tricolor.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Seedorf – que pouco apareceu na etapa inicial – cobrou falta na área e Bolívar fez o gol de cabeça. Dessa vez, o árbitro acertou ao marcar o impedimento. Dois minutos depois, Leandro Euzébio perdeu a bola ao fazer falta criminosa em Lodeiro, Fellype Gabriel pegou o rebote e lançou Seedorf. O meia holandês chutou para boa defesa de Cavalieri.

Aos 9, Seedorf recebeu de Lucas, foi à linha de fundo e toca para trás. Rafael Marques pegou de primeira a chutou para fora

Thiago Neves deu o primeiro chute a gol do Fluminense aos 20, de fora da área. Jéfferson agarrou sem dar rebote. O Botafogo deu o troco no minuto seguinte. Seedorf deu o drible da vaca em Edinho e foi à linha de fundo. Lodeiro pegou o rebote, tentou por cobertura e a bola foi para fora. Eufórica, a torcida alvinegra já gritava ‘olé’ aos 21 minutos.

Aos 33, Digão agarrou Bolívar na área, Dória fez o gol de cabeça, mas o juiz marcou pênalti. Seedorf cobrou e mandou no travessão. Seedorf cobrou, mas acertou no travessão.

Mas o pênalti desperdiçado não fez a menor falta. Afinal, o alvinegro sobrou na turma no Carioca e a torcida e jogadores fizeram a festa ao fim do jogo no Raulino de Oliveira.

BOTAFOGO 1 X 0 FLUMINENSE

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (FIFA-RJ)

Auxiliares: Dibert Pedrosa e Ediney Mascarenhas

Cartões amarelos: Gabriel, Marcelo Mattos (BOT); Thiago Neves, Wellington Nem, Edinho, Leandro Euzébio (FLU)

BOTAFOGO: Jefferson, Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar (Lima, aos 5’/2ºT); Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro, Seedorf e Fellype Gabriel; Rafael Marques (Vitinho, aos 30’/2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Leandro Euzébio, Digão e Carlinhos; Edinho (Felipe, aos 23’/2°T), Jean, Wágner e Thiago Neves; Rhayner e Wellington Nem (Michael, aos 25’/2ºT).Técnico: Abel Braga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uma Resposta para Botafogo derrota o Fluminense e conquista o 20º título carioca

  1. Thiago disse:

    Amigo, você deveria ler mais sobre o processo do mensalão. Sugiro o livro de Paulo Moreira Leite. Assim, quem sabe, você posse receber uma luz mais clara de reflexão.
    Abraços