“Briga” entre prefeitura e concessionária ameaça iluminação de Natal em São Luís (MA)

Folha.com

Uma disputa entre a Prefeitura de São Luís (MA) e a Cemar, empresa privada de distribuição de energia elétrica, ameaçou deixar às escuras a decoração natalina instalada pela administração na cidade.

A prefeitura pediu na Justiça para a Cemar iluminar as árvores de Natal instaladas em diversos pontos da cidade. A principal atração da decoração –uma árvore de cerca de 50 metros de altura e efeitos luminosos localizada na praça Maria Aragão– foi desligada por equipes de fiscalização da Cemar.

A prefeitura instalou então um gerador para manter a árvore acesa e recorreu à Justiça contra a empresa para ligar a decoração. A Procuradoria-geral do município pediu a prisão dos diretores da empresa em caso de descumprimento.

Segundo a empresa, o motivo para o desligamento da árvore foi uma irregularidade na instalação. A Cemar afirma também que das 11 árvores instaladas pela prefeitura, seis precisavam de ampliação da potência da rede.

A empresa nega que o desligamento da árvore e a dificuldade em energizar a decoração tenha relação com uma dívida de empresas ligadas à Prefeitura de São Luís. Segundo a Cemar, o problema foi técnico.

A Cemar disse que foi realizada uma reunião no domingo (19) entre o prefeito João Castelo (PSDB) e o presidente da empresa, Augusto Miranda, na qual foi fechado um acordo amigável para ligação e fornecimento de energia elétrica para a decoração.

A prefeitura não se manifestou sobre o caso.