Com gol de costas de zagueiro, Uruguai se classifica e elimina Itália

Folha de São Paulo

uruguai1

Diego Godin sobe para marcar o gol da vitória uruguaia. Foto: YVES HERMAN / REUTERS

Campeão da Copa do Mundo de 1950 no Brasil, o Uruguai conseguiu uma emocionante vitória por 1 a 0 sobre a Itália nesta terça-feira (24), na Arena das Dunas, em Natal, pela última rodada do Grupo D, e se classificou para as oitavas de final.

Donos de quatro títulos mundiais, os italianos caíram na primeira fase pela segunda vez consecutiva. Eram os únicos que poderiam se igualar ao Brasil em número de conquistas neste Mundial.

O gol, aos 35 min do segundo tempo, foi do zagueiro Godín, herói do título espanhol do Atlético de Madri na recém encerrada temporada e autor de outro tento na final da Liga dos Campeões da Europa. No lance, após escanteio, ele subiu no meio de outros três jogadores do Uruguai e outros dois da Itália e, de costas, acabou marcando o gol.

Os italianos, que jogavam pelo empate, ficaram com um atleta a menos aos 13 min da segunda etapa, quando o volante Marchisio, que tinha a bola dominada, deu uma solada em Arévalo Ríos e foi expulso.

Ainda no final do jogo, o zagueiro italiano Giorgio Chiellini e o atacante uruguaio Luis Suárez se estranharam, e o europeu diz que foi mordido pelo rival, mostrando uma marca no ombro.

A Costa Rica, que já havia garantido uma das duas vagas, ficou com a liderança do chamado grupo da morte, após 0 a 0 com a antecipadamente eliminada Inglaterra nesta terça.

Os costa-riquenhos vão enfrentar o segundo colocado do Grupo C, formado por Colômbia, Costa do Marfim, Grécia e Japão. Os uruguaios pegarão o líder dessa chave.

Saiba mais

Com gol de pênalti nos acréscimos, Grécia vai às oitavas pela 1ª vez

 Colômbia goleia o Japão e vai encarar o Uruguai nas oitavas

Costa Rica empata, vence grupo da morte e faz lanterna Inglaterra ouvir olé