Confira a entrevista do professor Sá Marques, pré-candidato a vereador de São Luís

Pré-candidatura do professor Sá Marques foi lançada pelo deputado Wellington do Curso em 23/12/15, em churrascaria da capital

Sá Marques

O professor José Raimundo de  Sá Marques,  conhecido popularmente por Sá Marques é um nome forte para disputar uma vaga na Câmara Municipal de São Luís em 2016.

Sá Marques tem como reduto eleitoral o bairro João Paulo e conta com o apoio de várias categorias – professores, estudantes, policiais, folclorista, entre outras. Tem ainda o apoio do deputado Wellington do Curso (PPS), amigo há mais de uma década.

O pré-candidato disse que caso seja eleito, vai continuar morando no João Paulo, não vai abandonar a sala de aula e que não pensará duas vezes em rejeitar e alardear aquilo que for para prejudicar o bem-estar da população, a cidade e os funcionários públicos.

Veja abaixo a entrevista com o pré-candidato a vereador Sá Marques.

Quem é o professor Sá Marques?

Cresci na periferia do João Paulo, filho de um motorista da Assembleia Legislativa, Luís Marques e de Lili Sá Marques, conhecida folclorista, ambos de poucos estudos, mas, de honradez e trabalhadores como poucos já vi, portanto, de origem humilde, onde apenas o vereador José Cupertino de Araújo, de forma presente, mas incipiente diante da ausência do estado, atendia aos anseios dos mais humildes do João Paulo e circunvizinhanças.

Logo, pensei desde criança que poderia ser útil em uma sociedade eivada de problemas sociais, e que teria em Zé Cupertino a minha inspiração, vontade essa que se acirra diante do exemplo de superação do meu amigo Wellington do Curso. Estudei o primário, o ginásio, o segundo grau (linguagens antigas) em escolas públicas (Duque de Caxias/Luís Viana/ Escola Técnica).Na década de 80 trabalhei na ALUMAR (Laboratório Químico), e na CVRD, hoje Vale (laboratório de químic) na Serra dos Carajás, no Pará.

Voltei para São Luís no final da década de 80, onde me graduei em História,  ministrando aulas nessa disciplina há 26 anos nos principais preparatórios do estado e em muitas escolas.

Há mais de uma década me graduei em direito, me especializei em ciências criminais, e há mais de 10 anos ministro aulas no Curso Wellington (direito/historia), onde procuro me esmerar ao máximo pelo sucesso dos meus concidadãos.

Também, perto de completar 26 anos, atuo como investigador da Secretaria de Segurança Pública,  onde também sempre procurei atuar dentro da ética que se exige de um servidor público.

Porque você quer ser candidato a vereador por São Luís em 2016?

Não temo ao bom combate, e assim primarei de forma constante pelo auto – policiamento na ética junto aos meus pares, aprovando aquilo que é de interesse público e bem – estar o que advir do poder executivo, elogiando junto a mídia as iniciativas do mesmo, mas, que não irei titubear em criticar e rejeitar qualquer tentativa de prejudicar a minha cidade, ao seu povo e aos funcionários públicos, mesmo sendo da base de apoio à me locupletar de benesses; a sociedade não irá deparar com a letargia e nem com o xiitismo da minha parte.

Por que de forma implacável vislumbro combater pela melhoria das condições de vida da população da minha cidade, com destaque o saneamento básico, a saúde, a educação e notadamente a geração de emprego e renda.

Por qual partido você pretende concorrer ao cargo de vereador em 2016?

Sou filiado ao PPS, a quem devo fidelidade e respeito, e onde o deputado Wellington é presidente municipal, até o presente momento.

Quais projetos você tem para São Luís, caso eleito?

Não desejo ficar na zona de conforto, esperando somente o que o município possa oferecer para colocar aquilo que vislumbro em prática, pois deixa o parlamentar de mãos atadas para trabalhar, principalmente se ele não “reza eternamente a cartilha do executivo” – Dá para trabalhar, permanecer na política e não se eternizar à submissão ao poder.

Assim, procurarei buscar recursos à desenvolver projetos sociais comunitários junto ao município e junto a união, onde ai, se sabe da exigibilidade de rigorosos e competentes projetos à angariá – los, no que sei que a maioria dos nossos “velhos políticos” não os buscam devido a incisiva fiscalização da CGU e o “consequente abraço da Polícia Federal”. Logo, quero ser fiscalizado..

Buscarei a defesa a defesa implacável dos servidores públicos, no que tange a remuneração dos mesmos, onde isso que digo não ficará somente na falácia pre- eleitoral, pois aqueles que me conhecem sabem da minha coragem e da minha vontade.

A questão é: Desenvolvimento – Crescimento com qualidade de vida – Esse é o meu projeto maior.

Muitos professores depois de eleitos abandonam a sala de aula. Caso eleito, vai abandonar a sala de aula?

Que a sociedade guarde – Do João Paulo só saio para o cemitério, e das de aula só se a velhice e a fadiga me dominarem. Não abandonarei os meus companheiros à contra senso do que os nossos políticos se utilizam nos falsos discursos de melhorias à lograrem êxito eleitoral. E depois pretendo de forma tenaz buscar a melhoria das condições de vida da população da minha cidade e combater a forma exdrúxula de fazer política, pois ensejarei pelos mesmos caminhos com que tratei o bem público e a educação ao longo dos anos que não fui apenas ator coadjuvante do sucesso de milhares.

Resumindo – Alunos e João Paulo, vocês terão me tolerar ainda por tempo indeterminado.

Você está entrando na política com grandes chances de ser eleito por ter apoio de diversas categorias (professores, estudantes, policiais, folcloristas, entre outras) e ser uma novidade. Caso eleito, Sá Marques será um parlamentar de atitude ou mais um como tanto outros?

Prefiro nem entrar à desembocar na letargia. Elogiarei e aprovarei tudo aquilo que for para o bem do meu povo, mas, o povo de São Luís pode guardar que não pensarei duas vezes em rejeitar e alardear aquilo que for para prejudicar o bem – estar da população, a minha cidade e aos funcionários.

Preguiça e letargia não fazem parte da minha vida.

Você contará com o apoio do deputado estadual Wellington do Curso na sua campanha. Em que isso poderá ajudar?

Fico extremamente lisonjeado com o apoio do meu amigo/irmão/chefe deputado Wellington do Curso, com o qual desfruto de fortes laços de amizade há mais de uma década,  e que aprendi a respeitar como homem, e que atua pelo sucesso de todos; é sério,  honrado, bem intencionado, onde quem o conhece sabe da bondade que tem.

Carrego nas costas um grande peso pelo apoio que tenho na cidade, por parte dos meus amigos, dos alunos e ex alunos, dos professores e de policiais que há décadas conhecem a minha postura, e em especial do deputado Wellington, o qual sem sombra de dúvidas é o mais atuante na AL, e que se contrapõem à tudo aquilo que não coaduna com a dignidade humana e com o que se espera do poder público. É um homem combativo e honrado, e dai vem o reconhecimento da sociedade, e dai vem o meu forte alicerce no que almejo – Temos histórias um tanto parecidas em superação, ele com certeza mais..

Eu e Wellington temos o vírus do trabalho,  do não enganar, da fidelidade ao que se propõe,  ao querer ver as coisas funcionarem e com os olhos voltados principalmente aos mais humildes.

Wellington é isso aí que todos conhecem e que desejo seguir – Combate e honradez.

A população está desacreditada nos políticos. Porque acreditar no Sá Marques?

 É só verificar a minha ficha funcional de quase três décadas, sondar com a minha vizinhança, entre colegas de trabalho e alunos.

Sou extremo no que defendo, e sempre defendi o sucesso de todos, e de forma tenaz a punibilidade daqueles que se locupletam de forma exdrúxula do dinheiro público, do enriquecimento ilícito. Defendo o “estado policial” em relação ao dinheiro público.

Dizem que não sou político pelo que defendo – Lutarei bravamente pela forma de ver um político, servidor público como outro qualquer – Servidor = Que serve.

Qual a sua avaliação sobre o governo Dilma, Flávio e Edivaldo?

A avaliação que faço do governo de Dilma Roussef,  é de ela errou (isso é natural) em situações pontuais em macroeconomia, mas, que não se pode deixar de ressaltar que praticamente seria impossível o Brasil escapar a atual crise, que começou a partir da política econômica liberal do partido republicano norte americano, tendo como estopins a falência do maior banco de seguros do mundo (hipotecas), no que se espalhou pela Europa, gerando índices alarmantes de desemprego (em torno de até 28%), a qual reduziu a importação de mais de 50% de commodities do Brasil.

Porém, deve – se ressaltar que a corrupção, que é endêmica no Brasil, mas, eu como membro da polícia judiciária, devo ressaltar que temos hoje mais recursos e liberdade para investigar (polícia civil/polícia federal), tanto em nível federal como em nível estadual, situação vista a olhos bem abertos.

Agora, os novos avanços sociais, reconhecidos internacionalmente, não retroagir diante das pressões das potências capitalistas, que ansiosas estão pela minimização do estado brasileiro; será loucura.

No que diz respeito ao Maranhão, devo ressaltar que as nossas contas estão em dia e que não se vislumbra o mínimo de possibilidade de desequilíbrio desta situação.  Porém,  apesar de que se passou somente um ano, ainda continuo acreditando na possibilidade de que o Sr.  Governador Flávio Dino representará uma VERDADEIRA MUDANCA, pois se assim não o fizer, a decepção terá mais ecos à letargia histórica. Portanto, com o apoio e simpatia que o Dr. Flávio desfruta do governo federal, esperamos, sinceramente, que logremos em fim a valorização, a ética e a dignidade salarial do trabalhador tão garganteada pelos que pregam o socialismo, e que faz parte o nosso gestor maior.

Senhor governador, os funcionários públicos estão esperançosos com o senhor…

Quanto a administração do Sr. Edvaldo Holanda, sinceramente sou suspeito em falar, pois muita gente pode querer argumentar de que o comentário se prende ao fato de eu ter forte ligação com o deputado Wellington do Curso, mas, como cidadão e historiador que sou, não posso me furtar em reconhecer a saúde municipal, a educação, o asfalto da cidade, os salários dos servidores públicos, enfim, a administração municipal, depois de três anos, a única sensação é: Cadê a mudança?  Ainda não vi. Nada pessoal e com todos o respeito à pessoa do Sr.prefeito e ao cargo que exerce – Três anos…

  Já existem vários pré-candidatos definidos a prefeito de São Luís. Com quem Sá Marques vai caminhar para prefeito em 2016?

Ainda é muito cedo para declinar. Teremos que observar as nuances dos discursos e o histórico de cada um, dando garantias de que não ensejarei pela conveniência das benesses e muito menos das pressões, sejam elas de onde vierem.

Ainda sentarei com o deputado Wellington para falar sobre, onde definiremos a quem defender, tendo a certeza de que será aquele que melhor se coadunar aos anseios da população e da cidade.

Foto: Hilton Franco