Crimes pelo Brasil: Triplo homicídio em Pernambuco

Jornal do Commércio, Pernambuco

Uma festa de casamento terminou em tragédia na noite de sábado (18), no quilômetro 14 da estrada de Aldeia, em Camaragibe. O crime envolveu os noivos. Após matar a esposa e o chefe dele, e ferir uma terceira pessoa, o assistente de vendas Rogério Damascena, de 29 anos, disparou contra a própria cabeça. A noiva Renata Alexandre, de 25 anos, e Marcelo Guimarães, de 40 anos, morreram no local.

Cenário da taragédia

O noivo Rogério Damascena teve morte cerebral na manhã deste domingo (19), no Hospital da Restauração. Renata e Rogério haviam se casado no Civil na última sexta-feira (17).

LEIA MAIS

Tiroteio em casamento;Primo descarta que vítimas seriam amantes

O rapaz ferido com um tiro de raspão está internado no Hospital Santa Joana. O seu nome ainda não foi divulgado.

Os corpos de Renata e Marcelo foram encaminhados para o Instituto de Medicina Legal (IML).

O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Na manhã deste domingo, o pai de Rogério prestou depoimento à polícia, mas preferiu não conversar com a imprensa. O seu nome também não foi divulgado.

De acordo com o delegado João Brito, o motivo do crime ainda não foi esclarecido e, por isso, não é possível afirmar se as vítimas eram amantes. O delegado adiantou apenas que a noiva Renata Alexandre foi a primeira vítima atingida. No momento dos disparos, ela estava próximo ao portão da casa onde ocorreu a festa.

Após matar a noiva, Rogério Damascena disparou contra Marcelo Guimarães, que estava próximo à piscina. Em seguida, ele atirou na própria cabeça.

Com base nos depoimentos já apurados pelo DHPP, a polícia acredita que a arma utilizada foi uma pistola 380, e que, antes do crime, estava no carro do pai de Rogério. A arma ainda não foi localizada, mas a polícia apreendeu o carro (uma picape) e uma moto utilizada, no dia da festa, pelo autor dos crimes.

O delegado João Brito informou que conversou com alguns convidados do casamento. Todos estavam bastante abalados. Eles contaram que, um dia antes da festa, o noivo Rogério disse que faria uma surpresa, o que deixa claro que o crime foi premeditado.