Eleitora do prefeito Edivaldo Holanda se revolta e retira placa com propaganda enganosa da prefeitura de São Luís

DSC_0121

DSC_1061

Pela terceira vez a prefeitura de São Luís tenta construir uma ponte sobre o rio Gangan (o nome correto é rio Pai Inácio) no bairro Turu e fica só na promessa.

A primeira tentativa foi na gestão do ex-prefeito Tadeu Palácio (2002 a 2008), a segunda na gestão do ex-prefeito João Castelo (2009 a 2012) e a terceira na gestão do prefeito Edivaldo Holanda.

‘Na gestão de Tadeu colocaram bate-estacas, fizeram a base da ponte e não concluíram. Veio o Castelo que desmontou tudo que tinha, novamente colocaram bate-estacas, fizeram a base e foi esquecida. Agora no governo de Edivaldo Holanda foi colocado a placa sem prazo, sem valor e agora retirada’, disse Ricardo Passos, funcionário da prefeitura de São Luís.

Em outubro de 2013 o prefeito visitou o local onde a ponte deveria ser construída acompanhado por secretários, pelo deputado federal Weverton Rocha (PDT) e pelos vereadores Pedro Lucas (PTB) e Ivaldo Rodrigues (PDT).  Desde então nunca mais voltaram para ver o que foi feito.

Segundo a Secretaria de Urbanismo e Habitação (Semurh), a ponte de concreto terá algo em torno de 30 metros e ligará a avenida Nossa Senhora da Vitória (Parque Vitória) à avenida General Arthur Carvalho (Turu).

‘As máquinas irão fazer a escavação do leito do riacho onde será levantada a ponte, uns dois metros de profundidade, bem como toda a retificação e ainda o remanejamento de cinco postes’, explicou o secretário José Silveira na época. A lorota de José Silveira foi por água abaixo. Em novembro de 2013 José Silveira foi demitido acusado de ter beneficiado empresa historicamente ligada à sua família com dispensas de licitação em R$ 2 milhões.

Cerca de sete meses depois da ida do prefeito ao local, não há nenhuma obra. A placa da prefeitura que anunciava a obra foi derrubada por dona Sonia, que ‘alugou’ o quintal para fazer a propaganda da obra e não recebeu o pagamento.

‘O rapaz ficou dizendo que ia colocar a placa eu eu disse que para colocar placa tem que pagar. Não posso colocar placa da prefeitura no meu quintal sem eles darem um agrado. Eles botaram num sábado e disse que na terça vinham aqui, pois iam dizer para o chefe deles. Eu acho que o cara está é embolsando o dinheiro e nunca veio pagar. Eu peguei e mandei tirar a placa. Votei para esse cidadão tanto para deputado quanto para prefeito. Fiz a maior campanha para ele. Hoje estou arrependida. Nem Tadeu fez, nem Castelo e agora Edivaldo. Não sei o que fizeram com a verba. Eu não vou ser malhada pela comunidade. A placa não tem o valor, não tem o início e nem o fim do serviço da obra, disse Sonia.

Por enquanto, a única ponte existente no local é de madeira e não foi feita pela prefeitura.

DSC_0125

DSC_0126

Fotos: Hilton Franco