Flamengo repete vexame no Maracanã, perde para León e está eliminado na Libertadores

O Globo

Flamengo x León (Foto: André Durão)

Novamente, um time mexicano calou a torcida do Flamengo no Maracanã. Precisando da vitória para seguir adiante na Libertadores, o rubro-negro perdeu por 3 a 2 para o León diante de 60 mil torcedores, na noite desta quarta-feira, e foi eliminado na fase de grupos, repetindo a campanha ruim de 2012, quando também caiu cedo demais. A derrota aumenta a sequência de decepções da equipe na competição, fazendo a torcida lembrar dos 3 a 0 para o América do México, também no Maracanã, nas oitavas de final da edição de 2008.

Com o resultado, o Flamengo terminou em terceiro lugar no grupo 7, com sete pontos, atrás do Bolívar (11) e do León (10). O Emelec foi o último, com cinco. Domingo, o time carioca tem outro compromisso decisivo, na final do Carioca, contra o Vasco. O Flamengo joga pelo empate para ficar com o título.

Com um chute perigoso de Alecsandro, logo aos cinco minutos, o Flamengo mostro que iria pressionar desde o início, empurrado pela torcida. Cinco minutos depois, porém, veio o primeiro baque: Elano, que voltava de lesão muscular, voltou a sentir e teve dar lugar a Gabriel. Além de não voltar a assustar o time mexicano, o time carioca ainda se complicou na defesa: aos 20 minutos, Arizala aproveitou a falta bem cobrada à direita da área e cabeceou no meio da zaga para abrir o placar.

André Santos empatou aos 29, também de cabeça, aproveitando saída errada do goleiro Yarbrouhg, mas a zaga voltou a falhar e permitiu o segundo gol do León, no minuto seguinte: em novo cruzamento da esquerda, Boselli subiu mais que Samir na pequena área e fez 2 a 1.

Mas a apreensão da torcida rubro-negra não durou muito: aos 33, Everton cruzou da esquerda, Alecsandro bateu desequilibrado mas deu sorte, ao ver a bola desviar no zagueiro e entrar no canto direito de Yarbrough. Logo depois, o atacante bateu de cabeça com o zagueiro Samir, e precisou levar três pontos durante o intervalo.

O segundo tempo continuou eletrizante. Aos dois minutos, Yarbrough evitou gol de cabeça de Gabriel com bela defesa no canto direito. Aos seis, Paulinho chutou da entrada da área, rente à trave esquerda. Com o León apostando nos contra-ataques, todas as bolas recuperadas deixavam o torcedor rubro-negro de cabelo em pé. Aos 13, Felipe espalmou um chute de longe para o meio da área, mas Boselli não aproveitou o rebote e cabeceou em cima do goleiro. Logo depois, Arizaba passou por Samir na área mas o chute desviou e ficou com Felipe.

Vendo que o time já não conseguia manter a pressão, o técnico Jayme de Almeida atendeu o pedido da torcida e lançou Negueba no lugar de André Santos aos 25. O Flamengo voltou ao ataque, mas não conseguia furar a retranca mexicana, e recorria a cruzamentos que invariavelmente eram interceptados pela defesa. A esperança acabou de vez aos 38, quando Peña pegou a sobra de um chute cruzado na área e bateu para fazer o gol da vitória do León.