Flumiense vira para cima do Huachipato no Chile e se recupera na Libertadores

Folha de S.Paulo

O Fluminense venceu por 2 a 1, de virada, o Huachipato, nesta quarta-feira, no Chile, pela terceira rodada do Grupo 8 da Libertadores e virou líder da chave.

Rodriguez fez o gol dos chilenos aos 45min do 1º tempo, mas Wellington Nem, aos 21min, e Wagner, aos 31min da segunda etapa viraram.

Com o resultado, o Flu atingiu a liderança do grupo com seis pontos, mas com um jogo a mais do que Grêmio e Caracas, que se enfrentam no dia 5 de março. No dia seguinte, o time carioca e o Huachipato voltam a se enfrentar, desta vez no Rio.

Wellington Nem (esq.) comemora gol com Rhayner e Carlinhos (à direita) sobre chilenos

O resultado manteve a sina de só visitantes ganharem seus jogos no grupo.

O JOGO

O primeiro tempo foi morno e sem muitas chances de gol. O Huachipato começou tomando a iniciativa do jogo, mas sua única jogada era descer pelas pontas e tentar o cruzamento. Com isso, a equipe não conseguiu levar perigo ao gol de Diego Cavalieri.

A primeira boa chance foi do Fluminense, quando, aos 7min, Deco dominou perto da área, tocou para Wellington Nem, que cruzou rasteiro para Fred. Só que, de dentro da área, o 9 do Flu mandou por cima do gol, perdendo uma chance que costuma aproveitar.

Nos minutos seguintes, o jogo ficou brigado no meio de campo. O Huachipato esbarrava em suas limitações. Enquanto o Flu parecia apático e excessivamente cauteloso.

Aos 18min, Jean fez lançamento para a área. O goleiro saiu com uma voadora, mas não achou a bola, que sobrou para Thiago Neves, mas o meia deixou a bola escapar no domínio e o zagueiro Labrín afastou.

O Flu só teria outras boas chances 17min depois. Aos 35min, Carlinhos tentou cruzar, mas acabou mandando a bola na trave.Um minuto depois, Jean cruzou para Thiago Neves, que deu um ótimo passe para Wellington Nem, mas o atacante, de dentro da pequena área e com o goleiro batido, mandou na trave.

Quando o primeiro tempo se encaminhava para o empate sem gol, o lateral Croveto fez um cruzamento e a zaga do clube tricolor deu bobeira. Rodriguez, esperto, teve espaço para dominar e bater com o peito de pé no canto esquerdo de Diego.

No segundo tempo, o Flu voltou com mais posse de bola e disposto a reverter o resultado. A proposta do Huachipato era uma só: defender. O time carioca tinha dificuldade para entrar na defesa do adversário, mas o time brasileiro chegou ao empate aos 21min, quando Carlinhos desceu pela esquerda, cruzou para Fred, que ajeitou de peito para Wellington Nem chutar forte, no alto, sem chances para Veloso.

A virada veio aos 31min, quando Wellington Nem brigou pela bola na área e ela sobrou para Wagner, que chutou forte e rasteiro no canto esquerdo. Era o gol da virada.

Depois, o Huachipato tentou empatar, mas a zaga do Fluminense não deu muitos espaços para os chilenos. Aos 47min, os chilenos ainda tiveram uma falta, mas González mandou na barreira.