Forte terremoto sacode Chile e gera tsunami

O Estado de São Paulo

SANTIAGO – Um forte terremoto foi registrado na noite desta terça-feira, 1º, na região norte do Chile, na fronteira com o Peru, desencadeando um tsunami que forçou a evacuação das zonas costeiras. Não houve relatos imediatos de ferimentos ou danos graves, mas foram registrados deslizamentos de terra e falhas no sistema elétrico. Nos países vizinhos, edifícios tremeram em cidades do Peru e em La Paz, na Bolívia.

O governo chileno emitiu um alerta de tsunami e ordenou a desocupação de toda a costa do país – o ministro do Interior, Rodrigo Penailillo, disse que deve permanecer ativo durante seis horas. A medição da intensidade do tremor variava segundo o serviço geológico consultado, indo de 8,2 a 8,3 graus na escala Richter.

A Marinha peruana também emitiu um alerta de tsunami – o terremoto foi sentido com força nas regiões de Tacna, Moquegua e Arequipa.

No Equador, a Secretaria-Geral de Riscos informou ter ativado um alerta vermelho na costa, a fim de deixar os habitantes prontos para uma retirada. “Todo o nosso perfil costeiro precisa estar vigilante e preparado”, disse o presidente Rafael Correa no Twitter. A advertência cobre, entre outras regiões, a Ilha de Baltra, no arquipélago de Galápagos; a Província de Esmeraldas e as praias de La Libertad, na Província de Santa Elena, perto do porto de Guaiaquil.

O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico também emitiu um alerta para toda a costa da América Latina. “Um terremoto deste tamanho tem o potencial de causar um tsunami destrutivo capaz de atingir o litoral próximo do epicentro dentro de minutos e as costas mais distantes em questão de horas “, disse o comunicado.

Autoridades chilenas enfatizaram que moradores das cidades de Arica, Parinacota e Tarapaca para deixar a costa. Segundo o site wikisismos, as ondas chegaram 1,80m em Pizagua, a 1,62m em Iquique e a 1,58 em Patache. Centenas de chilenos deixaram suas casas em direção a regiões mais altas.

O Observatório Oceânico e Atmosférico dos EUA (NOAA) avaliava se deveria estender o alerta de tsunami para o Havaí. O Serviço Geológico dos EUA diz que o terremoto teve seu epicentro registrado a 86 quilômetros e a 38 quilômetros de profundidade a noroeste de Iquique, no Chile, às 20h46.

O tremor atingiu uma área que tem sido abalada por vários terremotos ao longo das duas últimas semanas. O mais recente sacudiu edifícios em partes da Bolívia e do Peru.

HISTÓRICO

O Chile é um dos países mais propensos do mundo a terremotos. Um tremor de 8,8 graus, seguido por um tsunami, na região central em 2010 matou mais de 500 pessoas, destruiu 220 mil casas e varreu portos e resorts. O mais forte terremoto já registrado também ocorreu no Chile – um tremor de 9,5 graus em 1960 que matou mais de 5 mil pessoas. / AP, REUTERS e EFE