Governo de Roseana Sarney participa de exploração de mão de obra escrava recrutada em Penalva-MA para construir o arraial da Lagoa

Trabalhadores escravos foram recrutados em Penalva, cidade maranhense onde a renda média per capita é de R$ 233,34.

Blog do César Belo

Trabalhadores estavam alojados em condições improvisadas

Roseana Sarney diz que ama São Luís no São João/Carnaval, mas odeia no período eleitoral. Ela acordou no início da tarde(14 horas) com motivos para não participar este ano do Arraial da Lagoa.

Vinte e cinco trabalhadores(um menor de 17 anos) foram resgatados na tarde desta segunda-feira(27) de condições análogas a da escravidão. Eles construíam o famosíssimo Arraial da Lagoa.

A obra foi embargada, posto que os trabalhadores labutavam sem contratos, em condições insalubres, sem equipamentos de proteção,  até água potável faltava. Eles dormiam como gado no chão batido.

O governo do estado foi chamado para  assinar Termo de Ajustamento de Conduta(TAC) como co-responsável pelas condições absurda em que foram encontrados os trabalhadores,    no Arraial da Branca.

Todos os trabalhadores foram recrutados em Penalva. São pessoas extremamente pobres, que submeteram-se as condições humilhantes sob a co-responsabilidade do governo de Roseana Sarney.

Em poucos dias será possível observar Roseana Sarney, saracoteando na companhia de Ricardo Murad no Arraial da Lagoa.  Como diz  Ricardo Murad : “Pobre é como cachimbo, nasceu para levar fumo”.