Helicóptero cai e mata 4 na Bahia; 3 seguem desaparecidos

Folha.com

DE SALVADOR

A Polícia Civil confirmou neste sábado a morte de Fernanda Kfuri, 35, das crianças Luca Kfuri de Magalhães Lins, 3, Gabriel Kfuri Gouveia, 2, e da babá das crianças, Norma Batista de Assunção, 49. Eles são vítimas do acidente com o helicóptero que caiu na noite desta sexta-feira (17) próximo à praia de Itapororoca, no distrito de Caraíva (a 776 km de Salvador), na Bahia.

Helicóptero com namorada de filho de Cabral cai e mata 4 na BA
Bombeiros buscam passageiros de helicóptero que caiu na Bahia

Fernanda ainda foi resgatada com vida na praia e foi levada ao Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, em estado gravíssimo. Ela morreu na madrugada deste sábado.

Segundo as autoridades baianas, três pessoas ainda estão desaparecidas: Mariana Noleto, namorada do filho do governador Sérgio Cabral (PMDB-RJ), o empresário Marcelo Almeida, que pilotava o helicóptero, e Jordana Kfuri, irmã de Fernanda e mãe de Luca. Ela é mulher do empreiteiro Fernando Cavendish, dono da construtora Delta.

Pescador retira do mar destroços do helicóptero que caiu em Caraíva (BA) ontem à noite

A aeronave –modelo Esquilo, prefixo PR-OMO– levantou voo do aeroporto de Porto Seguro pouco depois das 18h rumo a um resort no distrito de Trancoso.

O voo até o Jacumã Ocean Resort deveria levar 10 minutos, mas o helicóptero não chegou ao destino. A hora exata do acidente ainda não foi determinada. Segundo a Capitania dos Portos, havia chuva e neblina no momento da queda.

Corpos e destroços foram encontrados próximos à praia de Ponta da Itapororoca. As buscas começaram por volta das 19h de sexta, quando a Capitania dos Portos foi alertada do desaparecimento da aeronave. Mergulhadores vasculhavam, na manhã de sábado, uma área a 500 metros da praia.

O filho do governador, Marco Antônio Cabral, namorado de Mariana, decidiu tomar o voo seguinte porque o helicóptero estava lotado.

Clique Correio da Bahia e saiba mais detalhes do acidente.