Hilton Franco protesta com os celulares desligados por 7 dias

Hilton Franco

Há 31 anos,  no dia 3 de abril de 1973, foi realizada a primeira ligação pública utilizando-se um aparelho portátil. Na ocasião, o pesquisador da Motorola Martin Cooper ligou para um telefone fixo diretamente de uma esquina do centro de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Os primeiros aparelhos pesavam 1Kg e media 25 cm de comprimento e 7 cm de largura. A bateria se esgotava em 20 minutos.

Quatro décadas depois os celulares passaram a se integrar ao cotidiano das pessos dos grandes centros urbanos e se tornaram a vedete. Existem pessoas que não conseguem viver sem um celular nas mãos – conectada a internet, ouvindo músicas, assistindo filmes, vendo tv, enviando mensagens e/ou usando sua principal função que é ligar ou receber ligações.

Eu tenho dois celulares que ficam ligados 24h/dia. É raro não atender uma ligação (exceto quando estou em sala de aula), para evitar que alunos também atendam durante as aulas.

Mas ultimamente tenho me irritado ao usar o celular e não conseguir falar com algumas pessoas da família e amigos. Diversos motivos como celular fora de área, desligado, ocupado, não retorna a ligação, não tem crédito, esqueceu o aparelho em casa, descarregado, estava em reunião, entre outros motivos me levaram a tomar uma decisão.

Diante do stress causado resolvi radicalizar e desligar os celulares por 7 (sete) dias initerruptos, para stressar aqueles que me ligam e os mesmos perceberem o quanto é ruim querer falar com alguém e não ser atendido.

O meu protesto começou quinta-feria (17), às 19h e se encerrará na próxima quinta-feira(24), às 19h. Até lá estou sem originar ou atender ligações, seja da família, amigos ou trabalho.

Até agora consegui manter minha palavra, mesmo diante da insistência por parte dos que convivem comigo, achando que tudo passa de sandíce minha.

Os meus contatos estão sendo feitos pessoalmente ou através das redes socias facebook, orkut e twitter além de e-mails. Já ganhei até seguidores, trata-se de minha amiga Cleo que aderiu e vai protestar por 15 (dias) com o celular desligado.

E assim que meus celulares voltarem a funcionar plenamente e eu originar ligações e não for atendido, meu protesto voltará em forma de progressão geométrica com 14 dias desligados, depois 28 dias, 56 dias…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uma Resposta para Hilton Franco protesta com os celulares desligados por 7 dias

  1. João disse:

    Olá, o fato é simples de ser explicado:
    1- Empresas de Telecomunicaçõs não tem interesse em expandir sua área de cobertura no Estado, pois 80% dos usuários aqui no Maranhão são Pré-Pagos, a relação custo e benefício não bate ( ou vcs acham que eles vão expandir ou melhorar o sistema de telefonia celular só pq o bigode de sarney foi aparado?)
    2- Nosso Estado é palpérrimo, com execessão de São Luís e Imperatriz, nao se vislumbra um retorno financeiro para as mesmas.
    3- Não temos mão de obra qualificada, e os poucos profissionais maranhenses são muito mal pagos, resultado: trazem profissionais de fora, o que encarece o serviço e desistimula a ampliação e melhoria do sistema.
    E por último…..
    Nós vivemos
    ainda numa
    colonia
    feudalcomandada pela “HORRENDA” familia Sarney(Eca!!), porisso nao podemos ainda usufruir das “delicias” da tecnologia(principalmente, tratando-se de comunicação)
    Espero que tenho ajudado, sou formado em Telecomunicações hà 8 anos, migrei para outra área de atuação, pois só andava “liso”(risos)
    Mas esta é a nossa pura realidade!!!
    Abraços Fraternos…
    João