Holanda humilha a Espanha com goleada por 5 a1

Folha de São Paulo

Momento do quinto gol da Holanda, o segundo dele na partida. Jogador driblou Casillas e Sérgio Ramos antes de marcar – DIMITAR DILKOFF / AFP

Talvez nem o placar de 5 a 1 seja suficiente para dar conta do tamanho da humilhação sofrida pela atual campeã mundial em sua estreia na Copa do Mundo, nesta sexta (13), na Fonte Nova.

Ele não conta que a torcida de Salvador usou o “olé” da tourada espanhola para festejar o passeio da Holanda sobre a Espanha.

Não reflete as falhas do zagueiro Piqué e do goleiro Casillas –nem conta que este último perdeu a chance de se tornar o goleiro com maior invencibilidade das Copas (ficou 476 minutos sem sofrer gol).

Não diz que mesmo depois de marcar cinco vezes, a Holanda continuou dominando a partida.

Não mostra a cara de decepção do zagueiro Sérgio Ramos ao olhar para o alto.

Não lembra que a partida era uma revanche da última final, quando a Espanha levantou o troféu sobre a mesma Holanda.

Não diz que os espanhóis adicionaram mais uma má estréia em Copas do Mundo ao seu currículo: foi a sétima derrota.

De tão elástico, o que o placar diz é que é melhor nem apostar neste momento que o resultado colocou os espanhóis no caminho do Brasil –o segundo colocado desse grupo enfrenta o melhor do grupo brasileiro. Há um Chile no caminho da Espanha, na próxima quarta-feira (18), no Maracanã.

O JOGO

O técnico Vicente del Bosque escalou o brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa pela primeira vez em um jogo oficial.

Coube a ele dar o primeiro toque na bola da Espanha e passar o jogo inteiro sendo apupado pelos torcedores brasileiros, depois de recusar uma convocação de Luiz Felipe Scolari.

E foi Diego Costa que sofreu o pênalti que deu origem ao primeiro gol, numa cobrança de Xabi Alonso. Os espanhóis ainda tiveram uma chance de aumentar num passe de Iniesta para David Silva, mas ele desperdiçou.

Para a Espanha, a parte feliz do jogo acabou ali.

No fim do primeiro tempo, o zagueiro Piqué deu condição a Van Persie, e o atacante holandês entrou no meio da defesa espanhola para encobrir Casillas.

O segundo tempo começou sob chuva e mais movimentado.

O que não mudou foram as falhas da defesa espanhola. Piqué levou um drible de Robben, e o holandês virou o jogo, logo aos 8 minutos.

Pouco depois o mesmo Piqué fez uma falta boba no lado direito. Na cobrança, Casillas saiu mal, e De Vrij marcou de cabeça.

Quando tudo já parecia ruim para os espanhóis, eis que a coisa piorou. Casillas errou ao dominar uma bola, e Van Persie não perdoou: 4 a 1.

Por fim, num contra-ataque, Robben infiltrou-se pela defesa espanhola para fazer o quinto.

Líder do grupo, a Holanda agora terá pela frente a Austrália, na quarta (18).

Saiba mais

Com gol de herói olímpico, México derrota Camarões na estreia

Com gol de Valdivia, Chile vence Austrália e fica à frente da Espanha