João Alberto foi o único a votar contra PEC dos Mensaleiros

Proposta de emenda constitucional prevê a perda automática de mandato de parlamentares condenados por crimes contra a administração pública ou improbidade administrativa. 

Por Lauro Jardim, da revista Veja

Senador maranhense sem ética.

No Plenário do Senado: Renan Calheiros propôs a votação à chamada PEC dos Mensaleiros, que determina a cassação automática de mandato do político que cometer crimes contra a administração pública.

Aberto o painel, o placar mostra um voto contrário. O autor da obra, justamente, o presidente do Conselho de Ética do Senado: João Alberto.

Em tom quase provocativo, Antônio Carlos Valadares pede a palavra e manda:

– Presidente, deve ter havido algum engano na votação de João Alberto.

Sem constrangimento, o próprio João Alberto assume a opção bizarra:

– Não, eu votei certo.

Saiba mais

‘PEC dos mensaleiros’ passa no Senado e agora vai para a Câmara

Declaração polêmica do senador João Alberto cai em prova de escola ribamarense