Justiça determina a imediata suspensão do ENEM 2010.

Diário do Nordeste – CE

A Justiça acatou liminar do Ministério Público Federal na tarde desta segunda (8) e determinou a imediata suspensão do ENEM 2010 até posterior deliberação. A decisão tem efeito em todo o Brasil.

A juíza da 7ª Vara Federal  acatou a argumento do MPF de que levou prejuízo aos candidatos o seguinte erro:

Caderno de provas amarelo – erro na impressão das provas apresentava questões divididas entre o cabeçalho de Ciência e Natureza  e de Ciências Humanas.

De acordo com a Justiça, dispor aos estudantes prejudicados a chance de realizar novas provas não resolveria o problema.

“Novas provas poriam em desigualdade todos os candidatos remanescentes”, afirmou a decisão da juíza Carla de Almeida Miranda Maia.

Até o momento, o Ministério da Educação não se pronunciou sobre a decisão.