Justiça proíbe TIM de vender novas linhas no Ceará

Folha.com

A Justiça estadual do Ceará determinou nesta sexta-feira (10) a suspensão da venda e habilitação de novas linhas telefônicas da operadora TIM no Estado.

A decisão liminar atende pedido do Ministério Público do Ceará e da OAB-CE (Ordem dos Advogados do Brasil). Os órgãos afirmam que os clientes da operadora estão sendo prejudicados por interrupções na rede.

De acordo com a decisão do juiz Cid Peixoto do Amaral Netto, titular da 3ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza, a proibição será mantida até que a operadora comprove que instalou os equipamentos necessários para atender à demanda e que eles estão funcionando.

A TIM também deverá apresentar um projeto de ampliação de rede em até 30 dias, de acordo com a decisão, “considerando-se os níveis atuais de bloqueios e quedas de chamadas, bem como a demanda reprimida”.

No início do ano, uma decisão da Justiça também proibiu a TIM de comercializar linhas no Rio Grande do Norte. A venda já foi liberada.

OUTRO LADO

Por meio da assessoria, a TIM informou que ainda não foi notificada da decisão.