Lista seleta de convites para casamento da filha de Roseana causa ciumeira entre aliados não convidados

Blog do John Cutrim

A festa de casamento da filha da governadora Roseana Sarney, Rafaela Murad Sarney, com Luiz Gustavo Amorim (filho do Desembargador Federal Leomar Barros Amorim de Sousa) tem gerado uma crise de ciúmes entre os amigos e aliados políticos do grupo Sarney.

Casal Rafaela Sarney e Luiz Gustavo.

A cerimônia religiosa seguida de recepção acontece neste sábado (16) no Palácio dos Leões. Para tal, Roseana preparou uma lista seleta de 200 a 300 convidados onde incluiu apenas as pessoas mais próximas da família.

Muitos deputados, secretários de estado, prefeitos e personalidades do meio social artístico ficaram de fora. Por conta da exclusão, o grupo de defenestrados anda reclamando aos quatro cantos que se sentem desprestigiados por Roseana. A crise está grande entre os aliados da filha do senador José Sarney.

Na verdade, o blog tomou conhecimento que tudo está sendo preparado com muito requinte e luxo para receber os amigos mais íntimos de Roseana. Todo aparato da festa está vindo de fora do Estado, menos o Buffet, que foi contratado entres os melhores da cidade.

Na roll de exigências do regabofe ao Buffet, foi reservado o que há de melhor entre comidas e bebidas, como grandes quantidades de Champagne Cristal (será que gelados em banheiras?) e Wisks da melhor qualidade. O líder do governo na AL deputado Manoel Ribeiro (se tiver sido convidado) vai poder se esbaldar, já que ficou de fora das festas ocorridas no Palácio nos governos Zé Reinaldo e Jackson Lago, as quais classificou de “boates, bacanais, onde gelava cerveja em banheiras”.

Para dar um tom mais pomposo e imponente a oficialização da união de Rafaela com Gustavo, o Palácio passou por uma pequena reforma, do piso ao teto. Durante toda a semana o entra e sai foi muito grande nos Leões. Informações dão conta de que até uma Suíte Nupcial foi montada para o casal.

Ante toda estrutura arquitetada, digna do casamento milionário do príncipe William, da Inglaterra, com Kate Middleton, a dúvida recorrente fica por conta do uso ou não de recursos financeiros bem como a disponibilização da estrutura do Estado para fins pessoais da governadora. Seria de bom alvitre o Ministério Público, apenas por precaução, ficar atento quanto aos gastos.

Ao que se sabe, Rafaela não é funcionária pública e muito menos ocupa cargo de grande importância no governo; além do mais a celebração de um casamento trata-se de uma festa de caráter particular. De início pensou-se em realizar o casamento no Convento das Mercês e na mansão do Calhau. Por motivos desconhecidos (?), a família rechaçou as duas opções.

Quando governador, por exemplo, José Reinaldo realizou a cerimônia e a recepção da festa de casamento com a ex-esposa Alexandra Miguel em um local particular em Brasília, isto é, deu exemplo de distinção entre o público e o privado. O que não acontece com o atual governo.

Na opinião de alguns analistas do meio político, a partir desse casamento vai ser possível saber quem tem ou não prestígio com a governadora, quem detém ou não de intimidade  e poder suficiente com a Sarney. O deputado Carlos Filho, ex de Rafaela, que praticamente não vai há nenhuma sessão da Assembleia, já confirmou presença no casório. Nem pensa em correr o risco de não ganhar mais uma vez de graça seu mandato na próxima eleição.

Para fechar com chave de ouro, ainda com data a ser definida, vai ser realizada uma balada (não é bacanal, que fique registrado) na casa do empresário Fernando Sarney. Toda a corte de Brogodó estará presente.