Medo da derrota faz Roseana desistir do Senado

Blog do Jorge Vieira

A governadora Roseana Sarney, ciente das dificuldades que terá que enfrentar para se eleger senadora em 2014, já comenta abertamente com aliados a possibilidade de permanecer no comando do Estado até o último dia do seu mandato.

Roseana recebeu uma espécie de ultimato do primeiro cavalheiro Jorge Murad para esquecer eleição e seguir com ele rumo à Europa onde pretende fixar residência por alguns anos. Quer se ver livre do Maranhão após ter raspado o tacho.

Além de problemas familiares, Roseana também teme um fracasso na eleição para o Senado e prefere não ariscar. Outro temor da governadora diz respeito ao seu candidato Luís Fernando, o “picolé de Chuchu”, que não decola e já começa ter a candidatura questionada.

Segundo comentários de aliados do Palácio dos Leões, Roseana fala em permanecer no cargo e até já teria se comprometido com o ministro do Turismo, Gastão Vieira, em apoiar sua candidatura ao Senado.

A governadora teme que deixando o comando do estado, o primeiro que sentar na cadeira de governador vai querer atropelar Luís Fernando e ser candidato a reeleição. Não é a toa, por exemplo, que o presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo, está percorrendo o Maranhão.

A permanência de Roseana resolverá uma dor de cabeça ainda maior chamada Washington Oliveira, o vice-governador do PT, que já anunciou que não aceita trocar o cargo por uma cadeira no Tribunal de Contas do Estado, deixando o caminho livre para alguém de confiança da oligarquia do Sarney assumir o governo.

Caso seja confirmada a desistência de concorrer ao Senado, ficará claro que a governadora não confia em Washington, não tem segurança no sucesso de sua candidatura ao Senado e vai aproveitar a desculpa de que o marido não mais quer vê-la em política para tirar o time de campo.