Moto Clube ladeira abaixo

 

Hilton Franco

Talvez nem mesmo o mais apasionado dos motenses lembre,mas há exatos 13 anos o Moto Clube de São caiu para a 3ª divisão do Campeonato Brasileiro.

No dia 21/09/1997 o Moto Clube disputava seu último jogo contra o Remo,no estádio Baenão, em Belém-PA. Um simples empate garantia o Moto na  série B.

Lembro-me de cada detalhe ,pois fui a Belém ,juntamente com outros torcedores motenses em ônibus cedido pelo então presidente do Moto,na época José Raimundo Rodrigues.

Saimos de São Luís-MA,no dia 20/09/1997 as 21h e após 16h de uma longa e cansativa viagem chegamos a capital paraense. Fomos direto para a rodoviária tomar banho e em seguida ao estádio Baenão. O medo, a ansiedade e o nervosismo tomava conta de cada torcedor motense.

O pequeno estádio do Baenão,palco da partida,parecia um caldeirão com a fanática torcida azulina empurrando o time durante os 90 min.

Partindo para cima do Moto,desde o início do jogo e com total apoio da torcida remista,o Clube do Remo não consegue marcar o tão sonhado gol que lhe garantia a permanência na Série B do brasileiro.Ao final dos primeiros 45 min,e com bola na trave do Moto, o jogo termina 0 a 0

Inicia-se o segundo tempo e logo é expulso o jogador Touro ,do lado motense.A via crusis do Moto e de sua apaixonada torcida tem inicio.

Inferiozirado numericamente em campo, o jogo foi agonizante para o torcedor maranhense,pois o Remo,com a ajuda de tudo e todos,  conseguiu marcar o primeiro gol aos 15 min do segundo tempo,com o meia Gilberto Pereira,após a cobrança de escanteio feita por Claúdio.

O martírio rubro-negro  aumenta os 31 min,numa falha da defesa motense, o Remo amplia o placar para 2 a 0 ,com gol de Rogério.

Agnado, xerife da defesa motense,porém com sangue e coração azulino e velho conhecido da torcida remista ( ex-zagueiro do Remo) é expulso,tira a camisa e sai vibrando(o coração do seu Boneco,como era chamado,é verdadeiramente azulino).

Aos 39 min, Tarciso aproveita nova falha da defesa motorizada  e marca 3 a 0 para desespero da torcida motense. O choro e a tristeza marcam a volta dos torcedores que percorreram 1.600Km (ida-volta),entre São Luís-Belém.

Ao chegar em São Luís,  eu fui a casa de minha vizinha Naudirene,pois encontrei nossa casa fechada.Triste e com um presentimento de má noticia que já me consumia desde a tarde do dia 20/09/1997,quando escrevi uma carta relatando a viagem que faria a Belém.

Viajei sem ninguém saber,na companhia de um amigo motense de nome José Airton.Todos me procuravam e não sabiam notícia a meu respeito.Já em Belém, liguei para avisar,porem não consegui falar com ninguém da minha família.

Na segunda-feira, dia 22/09/1997, eu tinha aula no colégio O Bom Pastor.Faltei!Motivo: A péssima notícia do suicídio do meu avô Antonio Mariano – o meu Pai Tonho.

Tudo que havia escrito na carta,relatando o meu medo da morte,aconteceu.Não comigo,mas com meu querido avô que se enforcou.

Talvez, se tivesse avisado a minha mãe sobre o meu presentimento ruim,nada teria acontecido ao meu avô.Não avisei porque ela saberia da viagem a Belém e  mesmo distante de mim 504Km,certamente não autorizaria eu viajar.

O fatídico 21/09/1997 nunca mais saiu da minha memória.A única notícia boa era saber que a primavera chegaria no dia seguinte.

Ficha técnica:

Placar final: Remo 3 x 0 Moto

Local:Evandro Almeida(Baenão),em Belém-PA.

Renda:R$ 49.121,00

Público: 9.586 pagantes

Moto: Ruy, Flávio,Edinho,Paulão e Admilson(Solon),Hélio( Vagner),Agnaldo,Luis Carlos Capixaba(Rejane),Mael e Serrinha.Técnico: Arnaldo Lira

Clube do Remo: Altermir (Renato),Belterra,Ney,Ronaldo Paraiba,Gilberto,Sandro,Rogério,Tarciso,Andradina,(Luís Carlos Apeú) e Everaldo(Edmilson).Técnico:Valdemar Carabina.

 A campanha do Moto no Brasileiro da série B, em 1997.

Moto Clube

Moto 2 x 2 Remo,no estádio Castelão em São Luís-MA em 1997.

A estréia do Moto, foi em São Luís,no Castelão contra o Remo dia 10/08/1997,com placar de 2 a 2. Na 2ª rodada em Belém,contra a Tuna Lusa o Moto foi impiedosamente goleado por 5 a 3 no dia 13/08/97.

De volta a São Luís, recebe o Gama-DF, no Castelão e sofre um vergonhosa derrota diante da apaixonada torcida motorizada,com placar de 4 a 1.

No dia 20/08/97, em Goiania, enfretava o Atlético-GO.Ao término do jogo, um empate de 3 a 3.

Três dias depois,no Distrito Federal, o Moto entra em campo para enfrentar o Gama-DF.Nova derrota,desta vez por 2 a 0.

Após cinco jogos seguidos sem sequer ter vencido, o Moto entra em campo mais uma vez diante se sua torcida,em São Luís no dia 30/08/97 e  consegue finalmente sua primeira vitória,diante do Atlético-GO,por um placar magro de 1 a 0.

Ainda em São Luis,dia 13/09/97 o Moto enfrenta a Tuna Lusa-PA,precisando de uma nova vitória pra evitar o vexame de cair para a série B.Mas, o jogo termina empatado em 0 a 0.

Na última rodada o Moto vai a Bélem,enfrentar o Remo necessitando de um simples empate,pois o Remo na última rodada tinha 5 pontos e o Moto 6 pontos.Portanto com o empate o Moto se garantia na serie B e o Remo seria o rebaixado.

Mas ao final dos 90 min, o Remo que precisava desesperadamente da vitória para permanecer na série B,conseguiu vencer a partida por 3 a 0,depois de um empate de 0 a 0 no primeiro tempo.

  Ao término da primeira fase, o Moto em 8 jogos conseguiu 6 pontos com uma única vitória sobre o Atlético-GO,no dia 02/09/1997, no Castelão.Os demais jogos contabilizaram 3 empates e 4 derrotas,marcando 10 gols e sofrendo 19,tendo saldo de 9 gols negativos.

 Após a queda o Moto disputou o campeonato brasileiro da serie C  em 1998,1999,2000,2001,2004,2005.Em 2006,2007 e 2008 o Moto não se classificou para a disputa da série C .Já em2009,o Moto  disputa a série D e não passa da primeira fase.

Em 2010,não disputou a série D pois foi rebaixado no campeoanto maranhense de 2009. Agora,aguardamos a volta para que  nos gramados daqui e de outros estádios,honre o Moto o valor de nossa gente.

Essa é a saga do Moto Clube que tantas alegrias proporcionou a sua  fiel e apaixonada torcida, da qual eu faço parte desde 1989,quando ouvir falar no Moto nas ondas da rádio Mirante AM 600 Khz.

Nota:Agradeço ao funcionário Sérgio,que gentilmente cedeu o arquivo do Jornal Pequeno para que eu pegasse os dados da partida entre Remo x Moto e a foto.

Foto:Jornal Pequeno