Motorista de caminhão de lixo acha R$ 100 mil e devolve para dono

Dinheiro pertencia à concessionária de veículos de Caicó, no RN. Funcionário que ganha R$ 700 por mês foi gratificado com R$ 500.

G1

José da Silva Fernandes é motorista da Prefeitura de Caicó há um ano e três meses. (Foto: Rosivan Amaral/Rádio Caicó AM)

De acordo com Fernandes, como de praxe a coleta teve início às 4h e na hora de descarregar o entulho, por volta das 7h, ele foi abordado pelo gerente da concessionária Santana Veículos que estava à procura do valor.

Fernandes ganha R$ 700 por mês e ganhou R$ 500.

“Quando cheguei o homem estava vendo em outro caminhão e assim que soube que ele queria o lixo da loja corri para ajudar a encontrar, pois sabia mais ou menos onde estava”, conta o funcionário da Prefeitura de Caicó ao G1.

Segundo o trabalhador, o dinheiro foi achado em um envelope branco no meio do lixo. “Não estava dentro de saco e não tinha nenhuma identificação”, conta Fernandes. “Ele não disse nada sobre como o dinheiro teria parado lá. Só agradeceu e disse que ganharíamos uma gratificação.”

O motorista recebeu R$ 500 e o outro catador, Raimundo Damião, que também ajudou a encontrar o dinheiro recebeu R$ 1 mil. “Ele disse que daria R$ 1 mil para cada um, mas recebi R$ 500”, diz Fernandes. “Mas eu não fiquei querendo mais, o que eu queria era impedir que alguém fosse punido por causa do sumiço do dinheiro. Eu estou feliz por ter feito essa ação. Foi de coração.”

José da Silva Fernandes, de 41 anos, é natural de Caicó, casado há 15 anos e pai de um menino de 13 anos. A família mora no bairro Paraíba e não tem casa própria. O funcionário público recebe um salário de R$ 700 por mês.

Comentário meu:

São pessoas honestas do tipo seu José Fernandes que o Brasil precisa. E não canalhas e corruptos iguais alguns políticos brasileiros, em especial maranhenses que roubam o dinheiro público e enriquecem da noite para o dia.