Mulher oferece três noites de sexo e DVD para o pistoleiro matar o próprio marido

Folha de Vitória, do Espirito Santo

A dona de casa Flávia Martins Barbosa foi presa acusada de contratar o pistoleiro José Augusto Santos, o Gugu, para assassinar o próprio marido, Daniel Rui Pereira, de 48 anos. Como pagamento do crime ela ofereceu ao criminoso, que também está preso, um aparelho de DVD, televisão, R$ 500 e três noites de sexo.

O plano da dupla era atrair a vítima para casa de uma amiga da acusada que estaria viajando para os Estados Unidos e doando os eletrodomésticos. No meio do caminho, no entanto, o marido desconfiou da armadilha quando passava por uma estrada de chão e reagiu, sendo baleado pelo pistoleiro.

Seis tiros foram disparados, cinco acertaram Daniel, que sobreviveu, foi socorrido para o Hospital Dório Silva. Ele passa bem, mas não tem previsão de alta.

Segundo a polícia, o crime foi tramado há alguns meses pela esposa. Flávia era casada há sete anos e contou que resolveu mandar matar o companheiro, pois era constantemente agredida por ele.

A prisão dos envolvidos no crime aconteceu horas depois da tentativa de execução. Na delegacia, Gugu apresentou versão diferente da recompensa que ganharia pelo assassinato. “Ela disse que depois que o marido tivesse morto venderia a casa e me pagaria os R$ 10 mil. Não tinha nenhuma relação com ela, foi só um caso, nada mais que isso”.

A versão, no entanto, não convenceu o delegado José Virgílio. “O rapaz disse que ganharia R$ 10 mil, mas a gente sabe que não procede até mesmo pela situação financeira dela”.

Os dois serão indiciados pelo crime de tentativa de homicídio qualificado e, se condenados, podem pegar de seis a 12 anos de prisão.