No mundo, Brasil tem a piora mais acentuada no Índice de Percepção da Corrupção da Transparência Internacional

Dinamarca pelo segundo ano consecutivo é o país menos corrupto do mundo.

Blog do Lauro Jardim

transparencia

O Brasil perdeu cinco pontos e sete posições do Índice de Percepção da Corrupção em 2015, um ranking anual realizado pela ONG Transparência Internacional.

É a maior queda entre os 168 países pesquisados — Lesoto também perdeu cinco pontos, mas teve redução percentual menor na pontuação.

O Brasil ficou em 76º lugar entre os 168 países avaliados — o 1º lugar, considerado o menos corrupto, ficou com a Dinamarca pelo segundo ano consecutivo. Na lanterna, Coreia do Norte e Somália ficaram empatados.

Dois terços dos países têm pontuação abaixo de 50 (sendo 0 o mais corrupto e 100, o menos). É o caso do Brasil, que ficou com 38.

Diz a Transparência Internacional:

— Lidando com questões de corrupção arraigadas, o Brasil foi atingido pelo escândalo da Petrobras, onde há relatos de que políticos tiveram vantagens em troca de contratos públicos rentáveis. Conforme a economia quebra, dezenas de milhares de brasileiros comuns já perderam seus empregos. Eles não tomaram as decisões que levaram ao escândalo. Mas são eles que sofrem as consequências.

O índice agrega dados de onze instituições, que fornecem a percepção de empresários e especialistas sobre o nível de corrupção no setor público.