Novo terminal rodoviário de Balsas custou R$ 3 milhões e 39 meses depois nunca foi inaugurado

DSC_0989

Terminal rodoviário de Balsas nunca foi inaugurado. Foto:Hilton Franco, em julho de 2013.

O novo terminal rodoviário de Balsas é mais um caso típico de dinheiro público jogado pelo ralo no interior do Maranhão.

Iniciado em julho de 2010, na administração de Francisco  de Assis Milhomem Coelho, o Chico Coelho, o terminal rodoviário de Balsas nunca ficou pronto.

A empresa Ircon Construções Ltda foi responsável pela obra que sofreu oito aditivos. Dois aditivos – no quinto e no oitavo foram para acrescentar valores. Em todos os oito aditivos houve prorrogação do prazo para entrega da obra. O prazo final ficou em vinte e oito meses.

Orçada inicialmente em  R$ 2.917.249,69 (dois milhões, novecentos e dezessete mil, duzentos e quarenta e nove  reais e sessenta e e nove centavos) a obra sofreu reajustes – no quinto aditivo  em setembro de 2011, foi reajustada em R$ 266.565,87 e no oitavo aditivo em março de 2012, foi reajustada em R$ 437.608,45.

O obra que estava orçada em R$ 2.917.249,69 passou para R$ 3.621.564,01 (três milhões, seiscentos e vinte e um mil, quinhentos e sessenta e quatro reais e um centavo). Esgotado o prazo de vinte oito meses, a obra completa trinta e nove meses e nunca foi entregue.

Segundo o prefeito ‘Rochinha’, em matéria publicada em maio de 2013, no blog Diário de Balsas, o novo terminal apresenta problemas  – paredes de vidro podem desabar sobre as pessoas, o prédio molha completamente quando chove e as calhas para escoar a água não suportam a vazão.

Enquanto o novo terminal não é inaugurado, os balsenses utilizam o imundo terminal que não passa por uma reforma há dez anos.

Que vergonha hein.

Clique Diário Oficial do Maranhão e veja os aditivos e prazos na página 3.

Saiba mais

A imundice da rodoviária de Balsas