Pacote de maldade de Dino: Veja como cada deputado votou na proposta de aumento do ICMS no MA

dino

O projeto do governador Flávio Dino (PC do B) de aumento das alíquotas do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) foi aprovado pela Assembleia Legislativa na manha desta quinta-feira(15).  A votação terminou com 26 votos favoráveis  e 8 contrários.

Pelo projeto, a energia elétrica daqueles que consomem até 500 quilowatts, que são os menos favorecidos, vai aumentar  de 12% para 18%, um aumento de cerca de 40%. Quem consome acima de 500 quilowatts e que hoje já paga um absurdo de 25% de ICMS vai passar a pagar 27% de ICMS.

Combustíveis como gasolina e o álcool vão ter aumento de 25% para 26% do ICMS, ou seja, a gasolina e o álcool vão aumentar de preço. O óleo diesel ficou de fora do aumento. Os serviços de telefonia e de TV por assinatura vão subir de 25% para 27%.

Esse é o presente de Natal e de fim de ano do governador comunista Flávio Dino. Esse é o grande presente do governo comunista para a população do Maranhão: aumento de imposto, aumento de energia, aumento de combustível.

O aumento começa a vigorar a partir de março de 2017.

Veja a lista dos deputados que votaram a favor do aumento do ICMS e contra o povo:

Ana do Gás (PCdoB)

Bira do Pindaré (PSB)

Cabo Campos (DEM)

Carlinhos Florêncio (PHS)

Levi Pontes (PCdoB)

Edivaldo Holanda (PTC)

Edson Araújo (PSL)

Fábio Braga (SD)

Fábio Macedo (PDT)

Rigo Teles (PV)

Valéria Macedo (PDT)

Roberto Costa (PMDB)

Othelino Neto (PCdoB)

Graça Paz (PSL)

Vinícius Louro (PR)

Rogério Cafeteira (PSB)

Zé Inácio (PT)

Rafael Leitoa (PDT)

Hemetério Weba (PV)

Marco Aurélio (PCdoB)

Sérgio Frtoa (PSDB)

Ricardo Rios (SD)

Léo Cunha (PSC)

Júnior Verde (PRB)

Stênio Rezende (DEM)

Veja a lista dos deputados que votaram contra o aumento de impostos.

Adriano Sarney (PV),

Eduardo Braide (PMN),

Max Barros (PRP),

Andrea Murad (PMDB),

César Pires (PEN),

Wellington do Curso (PP),

Sousa Neto (Pros) e Edilázio Júnior (PV)