Paraibano corre o risco de não receber repasses federais a partir de março

Geralda Alves: ex-Secretária de Saúde de Paraibano

O município de Paraibano (MA) corre sério risco de ter suas transferências constitucionais, como o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), suspensas a partir do dia 2 de março de 2017.  O alerta é da Confederação Nacional dos Municípios.

Segundo a entidade, o motivo para a  suspensão das transferências constitucionais é a não alteração dos dados do gestor no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (Siops). A alteração é feita pelo prefeito.

A ex-secretária de saúde Geralda Alves passou um mês na pasta e não informou ao prefeito Zé Hélio (PT) que era necessário solicitar  alteração dos dados do gestor no Siops.

A Geralda  tinha obrigação de saber disso. Já pensou Paraibano não receber um centavo de nada do Governo Federal no próximo mês por incompetência da comunista Geralda?

O prazo para o registro das receitas totais e despesas em ações e serviços públicos em saúde encerrou dia 30/1/17.

Além de Paraibano, outros 96 municípios maranhenses estão na mesma situação.

Entenda como funciona o processo:

Em 01 de janeiro o TSE envia ao Ministério da Saúde o cadastro dos prefeitos eleitos. O Ministério da Saúde importa o cadastro para o SIOPS. O (a) prefeito (a) eleito deve cadastrar o (a) gestor (a).

Por sua vez, o gestor já incluído no sistema, deverá cadastrar o responsável pelo preenchimento e envio de dados ao Siops, validando também a informação com o certificado digital. O login e a senha são enviados por e-mail para o responsável pelo preenchimento designado pelo gestor.

Caso o prefeito seja reeleito, o cadastro atual não sofrerá modificações.

Em caso de dúvidas, o gestor poderá enviar e-mail para: siops@saude.gov.br ou ligar para (61) 3315-3173, 3315-2823 ou 3315-2180. Se precisar de informações sobre o conteúdo ou informações contábeis, para demonstração no Siops, a entidade orienta que procurem os coordenadores dos Núcleos Estaduais.

Acesse o contato dos Núcleos aqui.

SIOPS Informe cadastro de NOVOS usuarios 2017

Lixo toma conta da MA-202

Dois lixões na MA-202 estão quase interditando a rodovia.

O blog já fez a denúncia neste sábado (4) para secretário de infraestrutura Clayton Noleto pelo Twitter e o mesmo garantiu que vai mandar recolher o lixo. Só não informou quando.

O lixo é depositado no local pelos próprios moradores e por carroceiros.

O blog aponta sugestões para o problema: os proprietários devem murar os terrenos  ou então a prefeitura de São Luís, prefeitura de São José de Ribamar ou o Governo do Estado disponibilizar containers para o depósito de lixo.

Caso isso não ocorra, os dois lixões continuarão fazendo parte da paisagem da MA-202.

 

SIOPS: 97 municípios do MA não fizeram alteração de cadastro no sistema e poderão ter repasses suspensos; veja a lista

2.713 Municípios ainda não solicitaram alteração dos dados do gestor no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (Siops)

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) alerta que  97 municípios maranhenses  ainda não solicitaram alteração dos dados do gestor no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (Siops). A entidade lembra os gestores que essa medida é necessária e obrigatória, uma vez que o prazo para registro das receitas totais e despesas em ações e serviços públicos em saúde encerrou na segunda-feira, 30 de janeiro.

Todos aqueles que não homologarem as informações de 2016 dentro do prazo serão notificados e poderão ter suas transferências constitucionais suspensas a partir de 2 de março.

Como funciona o processo:

Caso o prefeito seja reeleito, o cadastro atual não sofrerá modificações. Entretanto, quando se trata de um novo prefeito, este deve cadastrar o novo gestor do SUS, o secretário de Saúde, no sistema, utilizando a certificação digital. Por sua vez, o gestor já incluído no sistema, deverá cadastrar o responsável pelo preenchimento e envio de dados ao Siops, validando também a informação com o certificado digital. O login e a senha são enviados por e-mail para o responsável pelo preenchimento designado pelo gestor.

Penalização

A CNM lembra que o prazo para envio dos gastos em saúde do exercício passado já foi encerrado e que, a partir de 2 de março, Municípios que não se regularizarem poderão ter suas transferências constitucionais, como o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), suspensas. Não deixar para última hora é fundamental.

Na consulta de 3 de fevereiro, 4.258 Municípios ainda não haviam homologados as informações contábeis ao Siops.

Siops

O Siops, disponibilizado pela internet, tem com objetivo apurar as receitas totais e os gastos em ações e serviços públicos de saúde. Foi institucionalizado no âmbito do Ministério da Saúde, com a publicação da Portaria Conjunta da pasta e da Procuradoria-Geral da República nº 1163, de 11 de outubro de 2000, posteriormente retificada pela Portaria Interministerial nº 446, de 16 de março de 2004.

Em caso de dúvidas, o gestor poderá enviar e-mail para: siops@saude.gov.br. Se precisar de informações sobre o conteúdo ou informações contábeis, para demonstração no Siops, a entidade orienta que procurem os coordenadores dos Núcleos Estaduais.

Acesse o contato dos Núcleos aqui.

Veja também o infográfico com cadastro de usuários clicando aqui.

Confira lista de Municípios  maranhenses ainda sem secretários de Saúde.

  1. Aldeias Altas
  2. Alto Alegre do Pindaré
  3. Alto Parnaíba
  4. Araioses
  5. Bacabal
  6. Bacuri
  7. Barreirinhas
  8. Bom Jesus das Selvas
  9. Brejo
  10. Cajapió
  11. Cantanhede
  12. Capinzal do Norte
  13. Carutapera
  14. Cedral
  15. Centro Novo do Maranhão
  16. Cidelândia
  17. Conceição do Lago-Açu
  18. Cururupu
  19. Esperantinópolis
  20. Formosa da Serra Negra
  21. Godofredo Viana
  22. Gonçalves Dias
  23. Governador Edison Lobão
  24. Governador Newton Bello
  25. Governador Nunes Freire
  26. Grajaú
  27. Guimarães
  28. Imperatriz
  29. Itapecuru Mirim
  30. Lago da Pedra
  31. Lagoa do Mato
  32. Lagoa Grande do Maranhão
  33. Lajeado Novo
  34. Loreto
  35. Luís Domingues
  36. Magalhães de Almeida
  37. Marajá do Sena
  38. Mata Roma
  39. Matinha
  40. Matões
  41. Milagres do Maranhão
  42. Mirador
  43. Miranda do Norte
  44. Mirinzal
  45. Monção
  46. Nova Colinas
  47. Nova Iorque
  48. Nova Olinda do Maranhão
  49. Paço do Lumiar
  50. Palmeirândia
  51. Paraibano
  52. Parnarama
  53. Paulino Neves
  54. Paulo Ramos
  55. Pedreiras
  56. Penalva
  57. Peri Mirim
  58. Pinheiro
  59. Porto Rico do Maranhão
  60. Presidente Juscelino
  61. Presidente Médici
  62. Presidente Sarney
  63. Presidente Vargas
  64. Riachão
  65. Ribamar Fiquene
  66. Santa Filomena do Maranhão
  67. Santa Helena
  68. Santa Inês
  69. Santa Luzia
  70. Santa Rita
  71. Santo Antônio dos Lopes
  72. São Bento
  73. São Bernardo
  74. São Domingos do Maranhão
  75. São Félix de Balsas
  76. São Francisco do Brejão
  77. São Francisco do Maranhão
  78. São João Batista
  79. São João do Caru
  80. São João do Paraíso
  81. São João do Soter
  82. São João dos Patos
  83. São José dos Basílios
  84. São Luís Gonzaga do Maranhão
  85. São Pedro da Água Branca
  86. São Pedro dos Crentes
  87. São Raimundo das Mangabeiras
  88. São Roberto
  89. São Vicente Ferrer
  90. Senador La Rocque
  91. Serrano do Maranhão
  92. Tasso Fragoso
  93. Tufilândia
  94. Viana
  95. Vitória do Mearim
  96. Vitorino Freire
  97. Zé Doca

Com informações do Portal CNM

Veja o valor que cada prefeitura maranhense recebeu de recursos em janeiro de 2017

O blog do Hilton Franco fez um levantamento de  quanto cada prefeitura do Maranhão recebeu de recursos em janeiro de 2017.

Segundo o Sistema de Informação Banco do Brasil (SISBB), foram  repassados para os municípios maranhenses a bolada de R$ 587.587.374,22 (587,5  milhões).

Os municípios de São Luís  e Imperatriz receberam a maior quantia. São Luís recebeu R$ 98.096.283,71 (noventa e oito milhões, noventa e seis mil, duzentos e oitenta e três reais e setenta e um centavos) e  Imperatriz recebeu R$ 25.818.173,91 (vinte e cinco milhões, oitocentos e dezoito mil, cento e setenta e três reais e noventa e um centavos).

Os recursos são referentes ao FPM (Fundo de Participação dos Municípios), FEP (Fundo Especial do Petróleo), FUS (Fundo Saúde), FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), CIDE (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), ITR (Imposto Territorial Rural), ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), Royalties, Simples Nacional e IPI.

Confira abaixo os valores recebidos por cada prefeitura do Maranhão.

  1. Açailândia  R$ 12.245.975,66
  2. Afonso Cunha R$ 1.025.954,48 C
  3. Água Doce do Maranhão R$ 1.470.859,53
  4. Alcântara R$ 2.119.889,43
  5. Aldeias Altas R$ 3.207.157,06
  6. Altamira do Maranhão R$ 1.389.257,37
  7. Alto Alegre do Maranhão R$ 2.582.305,22
  8. Alto Alegre do Pindaré R$ 3.127.328,24
  9. Alto Parnaiba R$ 2.213.693,73
  10. Amapá do Maranhão R$ 1.054.409,43
  11. Amarante R$ 3.639.196,4
  12. Anajatuba R$ 2.547.605,45
  13. Anapurus R$ 1.998.988,87
  14. Apicum-Açu R$ 2.150.160,38
  15. Araguanã R$ 1.719.890,21
  16. Araioses R$ 3.893.760,07
  17. Arame R$ 3.010.320,20
  18. Arari R$ 2.773.766,65
  19. Axixá R$ 1.437.313,08
  20. Bacabal R$ 8.007.994,65
  21. Bacabeira R$ 3.175.287,62
  22. Bacuri R$ 2.060.730,86
  23. Bacurituba R$ 1.012.941,41
  24. Balsas R$ 11.267.909,39
  25. Barão de Grajaú R$ 2.118.760,82
  26. Barra do Corda R$ 6.576.153,18
  27. Barreirinhas R$ 5.419.641,10
  28. Bela Vista do Maranhão R$ 1.644.986,58
  29. Belágua R$ 1.182.061,20
  30. Benedito Leite R$ 957.446,22
  31. Bequimão R$ 1.901.787,91
  32. Bernardo do Mearim R$ 934.224,97
  33. Boa Vista do Gurupi R$ 1.097.936,00
  34. Bom Jardim R$ 3.989.747,45
  35. Bom Jesus das Selvas R$ 3.063.828,23
  36. Bom Lugar R$ 1.665.312,07
  37. Brejo R$ 3.436.450,50
  38. Brejo de Areia R$ 1.487.079,73
  39. Buriti R$ 3.258.164,41
  40. Buriti Bravo R$ 2.320.474,79
  41. Buriticupu R$ 5.115.423,94
  42. Buritirana R$ 1.773.016,60
  43. Cachoeira Grande R$ 1.144.658,14
  44. Cajapió R$ 1.344.603,12
  45. Cajari R$ 2.232.685,76
  46. Campestre do Maranhão R$ 1.783.068,78
  47. Cândido Mendes R$ 2.270.928,11
  48. Cantanhede R$ 2.212.719,76
  49. Capinzal do Norte R$ 1.864.488,38
  50. Carolina R$ 2.468.396,69
  51. Carutapera R$ 2.383.903,26
  52. Caxias R$ 14.060.740,04
  53. Cedral R$ 1.200.176,90
  54. Central do Maranhão R$ 1.140.389,64
  55. Centro do Guilherme R$ 1.544.457,41
  56. Centro Novo do Maranhão R$ 2.413.261,61
  57. Chapadinha R$ 6.028.962,05
  58. Cidelândia R$ 1.897.689,78
  59. Codó R$ 8.757.101,05
  60. Coelho Neto R$ 4.083.741,50
  61. Colinas R$ 442.491,86 C
  62. Conceição do Lago Açu R$ 1.967.181,68
  63. Coroatá R$ 5.028.268,90
  64. Cururupu R$ 2.945.678,52
  65. Davinópolis R$ 1.541.339,40
  66. Dom Pedro R$ 2.098.814,57
  67. Duque Bacelar R$ 1.543.264,03
  68. Esperantinópolis R$ 1.889.596,40
  69. Estreito R$ 5.775.122,60
  70. Feira Nova do Maranhão R$ 977.071,53
  71. Fernando Falcão R$ 1.444.031,12
  72. Formosa da Serra Negra R$ 2.163.015,65
  73. Fortaleza dos Nogueiras R$ 1.589.148,43
  74. Fortuna R$ 1.863.617,00
  75. Godofredo Viana R$ 1.997.405,52
  76. Gonçalves Dias R$ 2.039.128,43
  77. Governador Archer R$ 1.400.723,29
  78. Governador Edison Lobão R$ 2.291.527,46
  79. Governador Eugênio Barros R$ 1.868.732,75
  80. Governador Luiz Rocha R$ 938.657,26
  81. Governador Newton Bello R$ 1.223.732,12
  82. Governador Nunes Freire R$ 2.715.480,81
  83. Graça Aranha R$ 876.590,28
  84. Grajaú R$ 2.118.760,82
  85. Guimarães R$ 2.833.487,44
  86. Humberto de Campos R$ 3.059.824,49
  87. Icatu R$ 2.737.221,16
  88. Igarapé do Meio R$ 1.971.476,71
  89. Igarapé Grande R$ 1.393.661,85
  90. Imperatriz R$ 25.818.173,91
  91. Itaipava do Grajaú R$ 1.747.065,40
  92. Itapecuru-Mirim R$ 5.456.243,33
  93. Itinga R$ 2.704.835,82
  94. Jatobá R$ 1.100.018,12
  95. Jenipapo dos Vieiras R$ 1.791.392,98
  96. João Lisboa R$ 2.720.025,47
  97. Joselândia R$ 1.693.892,66
  98. Junco do Maranhão R$ 1.045.528,96
  99. Lago da Pedra R$ 3.925.418,83
  100. Lago do Junco R$ 1.525.707,79
  101. Lago dos Rodrigues R$ 1.131.658,45
  102. Lago Verde R$ 1.881.051,54
  103. Lagoa do Mato R$ 1.305.651,54
  104. Lagoa Grande do Maranhão R$ 1.474.024,33
  105. Lajeado Novo R$ 1.068.653,01
  106. Lima Campos R$ 2.124.632,17
  107. Loreto R$ 1.650.861,59
  108. Luís Domingues R$ 1.017.725,24
  109. Magalhães de Almeida R$ 2.214.575,47
  110. Maracaçumé R$ 2.403.562,63
  111. Marajá do Sena R$ 1.137.090,89
  112. Maranhãozinho R$ 1.853.515,49
  113. Mata Roma R$ 2.374.447,45
  114. Matinha R$ 2.335.000,92
  115. Matões R$ 3.323.584,04
  116. Matões do Norte R$ 1.873.559,76
  117. Milagres do Maranhão R$ 1.129.233,81
  118. Mirador R$ 2.375.188,41
  119. Miranda do Norte R$ 5.774.442,60
  120. Mirinzal R$ 1.701.527,13
  121. Monção R$ 2.891.571,72
  122. Montes Altos R$ 1.050.576,94
  123. Morros R$ 2.239.646,53
  124. Nina Rodrigues R$ 1.718.851,39
  125. Nova Colinas R$ 998.916,54
  126. Nova Iorque R$ 933.076,42
  127. Nova Olinda do Maranhão R$ 2.063.331,62
  128. Olho d´Água das Cunhãs R$ 2.631.195,20
  129. Olinda Nova do Maranhão R$ 1.777.083,98
  130. Paço do Lumiar R$ 7.478.276,32
  131. Palmeirândia R$ 2.165.438,77
  132. Paraibano R$ 2.136.778,61
  133. Parnarama R$ 3.274.713,66
  134. Passagem Franca R$ 2.157.219,88
  135. Pastos Bons R$ 2.355.028,08
  136. Paulino Neves R$ 2.072.124,79
  137. Paulo Ramos R$ 2.127.181,23
  138. Pedreiras R$ 3.269.229,65
  139. Pedro do Rosário R$ 2.659.369,33
  140. Penalva R$ 3.453.360,34
  141. Peri-Mirim R$ 1.576.604,62
  142. Peritoró R$ 2.388.000,75
  143. Pindaré-Mirim R$ 3.403.559,23
  144. Pinheiro R$ 6.138.889,90
  145. Pio XII R$ 2.598.735,13
  146. Pirapemas R$ 2.151.017,83
  147. Poçao de Pedras R$ 2.206.082,25
  148. Porto Franco R$ 3.244.219,47
  149. Porto Rico R$ 992.552,50
  150. Presidente Dutra R$ 3.335.503,20
  151. Presidente Juscelino R$ 1.555.544,19
  152. Presidente Médici R$ 1.026.911,08
  153. Presidente Sarney R$ 2.254.626,81
  154. Presidente Vargas R$ 1.565.164,85
  155. Primeira Cruz R$ 1.804.344,63
  156. Raposa R$ 2.557.709,38
  157. Riachão R$ 2.761.490,10
  158. Ribamar Fiquene R$ 983.293,21
  159. Rosário R$ 3.824.489,62
  160. Sambaíba R$ 1.421.469,21
  161. Santa Filomena do Maranhão R$ 1.006.820,11
  162. Santa Helena R$ 3.938.247,44
  163. Santa Inês R$ 6.812.446,80
  164. Santa Luzia R$ 5.983.909,81
  165. Santa Luzia do Paruá R$ 2.595.355,45
  166. Santa Quitéria do Maranhão R$ 2.948.706,22
  167. Santa Rita R$ 3.309.543,76
  168. Santana do Maranhão R$ 1.368.539,82
  169. Santo Amaro do Maranhão R$ 1.810.229,30
  170. Santo Antonio dos Lopes R$ 7.979.403,81
  171. São Benedito do Rio Preto R$ 2.432.199,20
  172. São Bento R$ 3.450.507,92
  173. São Bernardo R$ 2.409.119,62
  174. São Domingos do Azeitão R$ 1.301.416,93
  175. São Domingos do Maranhão R$ 3.191.969,09
  176. São Félix de Balsas R$ 949.885,43
  177. São Francisco do Brejão R$ 1.398.665,26
  178. São Francisco do Maranhão R$ 1.378.856,39
  179. São João Batista R$ 2.270.146,22
  180. São João do Caru R$ 1.916.978,16
  181. São João do Paraiso R$ 1.463.309,42
  182. São João do Sóter R$ 2.105.516,02
  183. São João dos Patos R$ 2.662.526,25
  184. São José de Ribamar R$ 12.805.814,15
  185. São José dos Basílios R$ 1.051.184,77
  186. São Luís R$ 98.096.283,71
  187. São Luís Gonzaga do Maranhão R$ 2.409.197,63
  188. São Mateus R$ 3.261.611,67
  189. São Pedro da Água Branca R$ 1.529.696,28
  190. São Pedro dos Crentes R$ 979.796,96
  191. São Raimundo das Mangabeiras R$ 2.739.863,37
  192. São Raimundo do Doca Bezerra R$ 1.034.345,32
  193. São Roberto R$ 1.065.984,31
  194. São Vicente Férrer R$ 2.070.461,92
  195. Satubinha R$ 1.637.450,11
  196. Senador Alexandre Costa R$ 1.410.776,08
  197. Senador La Rocque R$ 1.908.995,05
  198. Serrano do Maranhão R$ 1.411.134,33
  199. Sítio Novo R$ 2.285.577,77
  200. Sucupira do Norte R$ 1.373.494,28
  201. Sucupira do Riachão R$ 960.360,68
  202. Tasso Fragoso R$ 2.356.944,08
  203. Timbiras R$ 2.648.441,50
  204. Timon R$ 15.406.483,23
  205. Trizidela do Vale R$ 2.201.409,25
  206. Tufilândia R$ 1.155.732,71
  207. Tuntum R$ 3.415.999,33
  208. Turiaçu R$ 3.563.926,34
  209. Turilândia R$ 2.903.056,04
  210. Tutóia R$ 4.842.075,17
  211. Urbano Santos R$ 3.492.103,82
  212. Vargem Grande R$ 4.500.193,53
  213. Viana R$ 4.224.582,23
  214. Vila Nova dos Martírios R$ 1.469.313,37
  215. Vitória do Mearim R$ 3.040.986,15
  216. Vitorino Freire R$ 3.136.792,56
  217. Zé Doca R$ 4.036.451,77

Paraibano (MA): Geralda pede demissão da secretaria de saúde

Nesta quarta-feira (1), circulou a notícia que a comunista Geralda Alves, professora de História, deixaria o cargo de Secretária de Saúde do município de Paraibano (MA).

O blog entrou em contato com Geralda ainda na quarta-feira para apurar a notícia, mas não obteve resposta. Entrou em contato com o vereador comunista Tico Leite (esposo de Geralda) e  com o seu padrinho político, o ex-prefeito Zequinha. Mas ambos não se pronunciaram.

Em busca de informações, o blog apurou que Geralda pediu demissão na noite de quarta-feira (1) para ocupar um cargo na Unidade Regional de Educação (URE), de São João dos Patos.  Geralda deve ocupar o cargo de Diretora Regional de Educação, no lugar de Macilene Fonseca da Silva, atual gestora. Mas Macilene ainda não sabe.

O prefeito Zé Hélio (PT) ainda não sabe quem vai ocupar a pasta da saúde com a saída da comunista. A indicação deve partir do ex-prefeito Zequinha.

A  vereadora Lucimar, ex-secretária de saúde no governo Aparecida Furtada esteve reunida com o prefeito na mesma noite que Geralda entregou o cargo.

Em nota divulgada em um grupo de WhatsApp o sargento Lopes (esposo da vereadora), afirmou que não há qualquer convite  oficial para que Lucimar assuma o cargo. E que a visita a casa do prefeito não significa dizer que ela possa está tratando de conchavos ou acordos políticos, pois é comum prefeito e vereador se reunirem  para tratar de interesses da população.

Com a saída de Geralda, a saúde fica sem comando temporariamente.

Também pediram demissão os médicos Severino Dias Carneiro Neto e Leandro Almeida,  e a enfermeira  Márcia dos Anjos.

Abre o olho, Zé Hélio.

Nota de esclarecimento do Detran-MA

Confira os valores da Complementação da União ao Fundeb repassados para os municípios do MA

O governo do estado do Maranhão recebeu R$ 88.775.628,38  (88,7 milhões) da Integralização do Fundeb 15%.O total geral repassado para o Maranhão foi 421.436.491,20 (421, 4 milhões). Para o município de Paraibano (MA) recebeu R$ 966.831,42.

Portal CNM

Nesta terça-feira, 1º de fevereiro, Municípios receberam recursos referentes à integralização da complementação da União ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) de 2016 e à primeira parcela de 2017 dessa complementação. Veja os valores anexos.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) explica que durante o ano de 2016 foram pagos 85% dos recursos da complementação da União ao Fundo, e os 15% restantes são pagos sempre no mês de janeiro do ano subsequente. A entidade lembra que esse repasse da integralização acontece somente em janeiro em cumprimento ao calendário da complementação da União estabelecido na Lei 11.494/2007, que regulamenta o Fundeb.

A CNM também esclarece que a parcela da complementação da União em 2017 está dividida em “complementação da União” e “complementação da União ao piso”.

Beneficiados

A Confederação ressalta que recebem esta complementação os Municípios dos Estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí.

O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, reforça que “é preciso que os gestores municipais acompanhem os lançamentos em suas contas para que o planejamento municipal da área da Educação não fique prejudicado”.

Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o valor total dos repasses efetuados na data de hoje é de R$ 2,6 bilhões e já está disponível nas contas dos Municípios.

Confira abaixo os valores da Complementação da União ao Fundeb repassados para o Maranhão.

Maranhão: Integralização do Fundeb 2016 e Complementação do Fundeb 2017 

Presidente Dutra (MA): Motociclistas transportam passageiros sem capacete em frente a Ciretran

Maria Leite de Macedo, titular da 12ª Ciretran, nada faz para exigir e impor a obediência e o devido cumprimento da legislação de trânsito em Presidente Dutra

Em Presidente Dutra (MA), município com 46.970 habitantes, localizado na região Centro Maranhense, as leis de trânsito foram jogadas na lata de lixo.

Todos os dias, centenas de motociclistas trafegam pela BR-135 bem em frente a 12ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) com excesso de passageiros  e sem capacete, e não são barrados.

A titular da Ciretran em Presidente Dutra, Maria Leite de Macedo, aliada do governador Flávio Dino (PC do B) nada faz para exigir e impor a obediência e o devido cumprimento da legislação de trânsito no âmbito de sua jurisdição.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB),  transportar passageiros sem capacete é considerada uma infração gravíssima. Se fosse flagrado por um policial ou agente de trânsito, os motociclistas da imagem acima seriam multados e teriam a CNH suspensa. O valor da multa por infração gravíssima pulou de R$ 191,54 para R$ 293,47.

Eles também receberiam uma infração média por levar excesso de passageiros. Neste caso, a multa pulou de R$ 85,13 para R$ 130,16 e quatro pontos na CNH.  Caso a criança transportada tenha menos de sete anos, o motociclista cometeu outra infração considerada gravíssima, com multa de R$ 293,47.

Por não ter fiscalização no interior do Maranhão, o governo do estado deixa de arrecadar milhões por ano. No caso destes dois flagras, o governo deixou de arrecadar  R$ 1.564,36 só em multas.

Acorda, Maria Leite de Macedo. Tenha atitude e faça a lei ser cumprida.

Fotos: Hilton Franco

Moto Club empata com o Altos-PI na estréia da Copa do Nordeste 2017

Na estréia da Copa do Nordeste 2017, jogando no estádio Castelão, em São Luís, o Moto Club empatou em 1 a 1 com o Altos-PI.

O Moto saiu na frente com gol de Felipe Dias, aos 23 minutos do primeiro tempo, mas depois recuou e a pressão resultou no empate do Altos, que saiu dos pés de Manoel, aos 15 minutos do segundo tempo.

O Altos ainda acertou a bola na trave por três vezes.

Com o empate em São Luís, a torcida do Moto protestou bastante na saída do time de campo. Sob muitas vaias, o único jogador poupado dos protestos foi o volante Felipe Dias, autor do gol do Papão na noite.

No outro jogo do grupo, na Arena Castelão, o Fortaleza empatou sem gols com o Bahia.

Próximos jogos

O Moto Club volta a campo no próximo dia 4 de fevereiro, quando visitará o Bahia, às 19h15, no Estádio Pituaçu, em Salvador. Já o Altos, no dia 5, recebe o Fortaleza, às 17 horas, no Estádio Lindolfo Monteiro, em Picos, no Piauí.

Moto Club começa o campeonato Maranhense 2017 com derrota

Em partida realizada na tarde deste sábado (21),  no estádio Leandrão, em Barra do Corda, o Moto Club perdeu para o Cordino por 2 a 1 de virada na abertura do Maranhense 2017.

O Moto abriu o placar com gol de Wanderson, mas ainda no primeiro tempo, Ulisses marcou dois gols para garantir a vitória do Cordino.

Ainda na tarde de sábado, jogando no Castelão, o Sampaio venceu o Santa Quitéria por 2 a 0. Em Imperatriz, o Cavalo de Aço venceu o São José por 1 a 0.

Na tarde deste domingo (22), o MAC empatou com o Americano em 1 a 1.

A próxima partida do Moto será na quinta-feira (26), contra o Altos-PI às 21h30 no estádio Castelão. O jogo é válido pela primeira rodada da Copa do Nordeste 2017.

Próximos jogos

25/1 – Quarta-feira
15h45 – Santa Quitéria x Imperatriz
20h30 – MAC x Cordino

29/1 – Domingo
16h – Moto x Americano

01/2 – Domingo
20h30 – Sampaio x São José

Classificação 

Grupo A

1º Sampaio – 3 pontos
2º Imperatriz – 3 ponto
3º São José – 0 ponto
4º Santa Quitéria – 0 ponto

Grupo B

1º Cordino – 3 pontos
2º Maranhão – 1 ponto
3º Americano  – 1 ponto
4º Moto Club  – 0 ponto

Foto: Weliandrei Campelo