Wellington do Curso processará Márcio Jerry por injúria

jerry

O deputado Wellington do Curso (PP), candidato a prefeito de São Luís vai processar secretário de Articulação Política e Comunicação Social, Marcio Jerry (PC do B) por injúria.  Durante toda a tarde desta quinta-feira (29), Wellington foi alvo da fúria de Jerry nas redes sociais.

“Não sei se é bandido, mas foi hoje se solidarizar com movimento de bandidos repelidos por toda a sociedades”, escreveu Jerry, no Twitter, numa clara referência ao deputado Wellington.

As publicações de Jerry serviram para os “blogueiros do Eixo do Mal” partirem de novo para a pancadaria contra o deputado que ameça derrotar a comandita do PDT em São Luís, liderada pelo prefeito Edivaldo Holanda e o deputado federal Weverton Rocha (aquele que destruiu o ginásio Costa Rodrigues no governo de Jackson Lago).

Em nota, Wellington diz que Márcio Jerry é um fanfarrão e tenta atrapalhar o processo eleitoral de São Luís.

Veja a nota:

Encontrava-me hoje na praça D. Pedro II gravando um programa de televisão e, também, concedendo uma entrevista à TV Mirante, quando, um pouco adiante, um grupo de esposas e parentes de presidiários se aglomerava em frente ao Palácio dos Leões, solicitando um encontro com membros do governo.

Ao verem os equipamentos de televisão que faziam a minha gravação e, a partir daí, me reconhecerem, algumas delas se aproximaram para pedir alguns selfies, algo que, como candidato a prefeito, sempre me ocorre quando saio às ruas de São Luís.

Tratei todas elas com o respeito e a sobriedade com que sempre trato as pessoas. Nada além disso.

Para minha surpresa e indignação, tomei conhecimento de que o secretário de Comunicação e Articulação Política do Estado, o inquieto e fanfarrão Marcio Jerry, cometeu a irresponsabilidade de acusar-me de associação com o crime organizado, utilizando, para isso, as redes sociais e os blogs de sua facção, todos financiados com a verba publicitária do Governo do Estado.

Claro que essa iniciativa tem um escancarado objetivo eleitoreiro, quando faz o uso ardiloso das redes sociais, especialmente na véspera das eleições e já encerrada a propaganda eleitoral, com a visível intenção de impossibilitar-me o amplo e necessário esclarecimento à população. Uma covardia a mais.

Por tudo isso, venho comunicar aos meus conterrâneos que estou ingressando em juízo para processar o referido agressor, dentro do que faculta o artigos 243 da Lei 4.737/65 e artigos 17 e 18 da Resolução TSE 23457/2015, tudo com o objetivo de reprimir essa e tantas outras atitudes rasteiras com que o secretário Marcio Jerry busca interferir fraudulentamente no processo eleitoral.

Edivaldo tem 38% e Wellington, 28%, na disputa em São Luís, diz Ibope

G1 MA

Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (26) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Prefeitura de São Luís:

– Edivaldo Holanda Júnior (PDT) – 38%
– Wellington do Curso – 28%
– Eliziane Gama ( PPS ) – 8%
– Eduardo Braide (PMN) – 5%
– Fábio Câmara (PMDB) – 4%
– Rose Sales (PMB) – 3%
– Cláudia Durans (PSTU) – 2%
– Valdeny Barros (PSOL) – 1%
– Zeluis Lago (PPL) – 0%
– Branco/nulo – 6%
– Não sabe/não respondeu – 5%

Considerando apenas os votos válidos, os números são os seguintes:

– Edivaldo Holanda Júnior (PDT) – 42%
– Wellington do Curso (PP) – 32%
– Eliziane Gama (PPS) – 9%
– Eduardo Braide (PMN) – 5%
– Fábio Câmara (PMDBx) – 5%
– Rose Salesx (PMB) – 4%
– Cláudia Duransx (PSTU) – 2%
– Valdeny Barrosx (PSOL) – 1%
– Zeluís Lago (PPS) – 0%

No levantamento realizado pelo Ibope entre os dias 10 e 13 de setembro, Edivaldo Holanda Júniorx tinha 37%, seguido por Wellington do Curso (31%), Eliziane Gama (10%), Eduardo Braide e Fábio Câmarax (3% cada), Rose Sales (2%), Cláudia Durans, Zeluís Lago e Valdeny Barros (1% cada). Brancos e nulos era 8% e não souberam ou não responderam, 3%.

No primeiro levantamento, realizado pelo Ibope, entre os dias 25 e 30 de agosto, Edivaldo Holanda Júnior tinha 29%, seguido por Wellington do Curso (20%), Eliziane Gama(16%), Eduardo Braidex (5%), Fábio Câmara (5%), Rose Sales (5%), Cláudia Durans (2%) e Zeluís Lago (1%). Valdeny Barros não tinha pontuado. Brancos e nulos eram 12% e indecisos somavam 5%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Mirante.

O Ibope ouviu 805 eleitores entre os dias 22 e 28 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) sob o protocolo MA-05305/2016.

Rejeição

O Ibope também perguntou em qual candidato o eleitor não votaria de jeito nenhum. A maior rejeição é de Eliziane Gamax (24%), Edivaldo Holanda Júnior (23%), Zeluís Lago (23%), Fábio Câmara (19%), Rose Sales (19%), Valdeny Barros(18%), Cláudia Durans (17%), Wellington do Curso (16%); Eduardo Braide (12%). Dos entrevistados, 6% não rejeitaram nenhum dos candidatos, e 11% não souberam ou não opinaram.

Segundo Turno

O Ibope também divulgou os cenários num eventual segundo turno.

Cenário entre Edivaldo Holanda Júnior e Wellington do Curso. Veja os números:
– Edivaldo Holanda Júnior (PDT) – 45%
– Wellington do Curso (PP) – 40%
– Branco/nulo – 11%
– Não sabem/não opinaram – 4%

Cenário entre Edivaldo Holanda e Eliziane Gama. Veja os números:
– Edivaldo Holanda Júnior (PDT) – 49%
– Eliziane Gama (PPS) – 29%
– Branco/nulo – 16%
– Não sabem/não opinaram – 6%

Cenário entre Wellington do Curso e Eliziane Gama. Veja os números:
– Wellington do Curso (PP) –  49%
– Eliziane Gama (PPS) – 28%
– Branco/nulo – 17%
– Não sabem/não opinaram – 6%

Avaliação da administração Edivaldo Holanda Júnior

Na mesma pesquisa, os eleitores também responderam sobre a avaliação da administração do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Veja os números:
– Ótima/Boa – 27%
– Regular – 42%
– Ruim/Péssima – 27%
– Não sabem avaliar – 3%

Justiça obriga Astro de Ogum a disponibilizar nomes e vencimentos de vereadores e servidores da Câmara de São Luís

Portal do Poder Judiciário

astro

Em decisão datada dessa terça-feira (27), o juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, determinou à Câmara Municipal de São Luís a adequação do Portal de Transparência da Casa às exigências da lei, “detalhando, entre outros itens obrigatórios, a relação de todos os vereadores e servidores, com indicação de toda remuneração percebida”. O detalhamento dos Orçamentos e Finanças da Casa, com acesso às despesas relativas a “cartões corporativos, controle de estoque, convênios, viagens e passagens aéreas, custeio de vereadores e demais despesas concernentes às verbas de gabinete” também consta da decisão. A Câmara Municipal deve ainda adaptar o Serviço de Acesso às Informações Públicas ao Cidadão de modo a atender, incentivar e orientar o público na efetiva análise das informações fornecidas; além de informar sobre tramitação de documentos e protocolo de requerimento de acesso a informações.

Também cumpre à Câmara implantar “sistema informatizado de ponto, via biometria, capaz de exercer o controle de entrada e saída de servidores, qualquer que seja o cargo. O prazo para o cumprimento das determinações é de 60 dias. Em 120 dias, a legislação da Casa também deve ser disponibilizada através de link de fácil acesso, consta da decisão.

No documento, o magistrado determina ainda ao presidente da Câmara de Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum, a exibição da relação dos servidores da Casa “com detalhamento de nome, cargo (efetivo, comissionado, contratado, requisitado), remuneração, lotação e filiação”. O prazo para cumprimento da decisão é de 10 (dez) dias. A DIRF (Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte) e GEFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e Informações da Previdência Social) relativas aos anos de 2014, 2015 e 2016 também devem ser exibidas, em até 60 dias, pelo presidente da Câmara. No mesmo prazo, cabe ao vereador providenciar o recadastramento de todos os servidores efetivos, comissionados, requisitados ou prestadores de serviço e comprovação dos recolhimentos previdenciários.

Irregularidades – As determinações do juiz atendem à Ação Civil Pública em desfavor do Município e na qual o Ministério Público requer a concessão da tutela de urgência para a adoção das medidas especificadas. Na ação, o MPE relata que, inquérito civil (002/2015) instaurado para apurar possível improbidade administrativa na Casa relacionada ao Portal de Transparência, constatou que o Legislativo municipal não disponibilizava na internet os balanços contábeis, Relatório de Gestão Fiscal, Relatório de Execução Orçamentária, peças de planejamento (PPA, LDO e LOA), convênios, licitações, contratos e relação de servidores e parlamentares com os respectivos vencimentos. Na ação, o MPE afirma que, apesar da recomendação ao presidente da Casa para que fossem sanadas as irregularidades, algumas subsistiram, o que motivou a ação.

De acordo com o juiz, apesar de intimado a se manifestar no prazo de 72 horas, o Município “manteve-se em silêncio”. Também não compareceu à audiência de conciliação designada para o último dia 26, na Vara de Interesses Difusos e Coletivos, informa o juiz.

Violação a diversos preceitos – Segundo avalia o magistrado em suas fundamentações, o parecer técnico do inquérito civil instaurado pelo MP aponta para a “violação a diversos preceitos da Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011) e Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei nº 101/2000, arts. 48 e 48-A)”, a exemplo, entre outros, de “dados desatualizados, ausência de informações referentes à execução orçamentária e financeira do órgão e ausência de informações sobre o quadro de pessoal”.

O juiz cita ainda os artigos 1º, 37 e 70 da Constituição da República, que tratam da obrigação do Estado com a publicidade, transparência, moralidade, controle e com o dever de prestar contas na administração de recursos públicos. “O direito de acesso à informação e a uma administração pública transparente está prevista também nos artigos 5º, XXXIII, e 37, § 3º, II da CF”, destaca.

E continua: “A regra, portanto, na Administração Pública, é a mais absoluta transparência naquilo que envolve a aplicação de recursos públicos. Deve-se evitar qualquer tipo de opacidade da informação, salvo quando o sigilo se mostrar justificável”, adverte.

Dano ao interesse público – Nas palavras do juiz, as medidas requeridas pelo MP, como a que trata do quadro de pessoal, têm o propósito também de proteger o erário da ação de servidores improbos. “Caso se deixe para analisar o pedido apenas na sentença, o dano à sociedade e ao interesse público, pela falta de efetivo controle social na aplicação dos recursos públicos, somente se espraiará no tempo”, declara.

Destacando que o Município não costuma perder prazos para manifestação, Douglas de Melo argumenta que, se o mesmo não apresentou argumentos para o indeferimento dos pedidos do MP foi por opção. “É possível que o Município concorde com o requerimento do MP, o que me parece razoável”, declara. E conclui: “O Município de São Luís não está obrigado a defender atos ilegais da Câmara Municipal, especialmente aqueles que podem prejudicar a probidade na administração”.

Justiça desmente farsa do terreno criada por Edivaldo e sua turma contra Wellington

Atual 7

wellington

O juiz Cícero Dias, titular da 4ª Vara da Fazenda Pública do Maranhão, extinguiu nesta quinta-feira(28), o processo movido pela Procuradoria Geral do Estado  contra o deputado estadual e candidato a prefeito da capital pela coligação “Por amor a São Luís”, Wellington 11 (PP), por suposta invasão de um terreno às margens da Via Expressa.

Desde o início da campanha eleitoral, o assunto vem sendo utilizado massivamente por setores ligados ao Palácio dos Leões, pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e pelos sistemas Mirante e Difusora de Comunicação, respectivamente, pertencentes aos clãs Sarney e Lobão, para denegrir e difamar a honra de Wellington.

Na decisão, magistrado concordou que Wellington não poderia figurar como réu na ação porque não é proprietário do imóvel e decidiu encerrar a ação, por ilegitimidade do pólo passivo. E um dos trechos, o magistrado frisou que houve perseguição contra Wellington por parte do Estado.

“O réu [Wellington], com documentos, provou não ter a propriedade da área objeto da demanda e também não há prova de que ele tenha praticado esbulho ou que detenha a posse a qualquer título da referida área. Por outro lado, o autor [Estado do Maranhão], mesmo sabendo que o réu sempre alegou não ter praticado esbulho ou deter qualquer poder sobre o imóvel objeto da lide, evitou apontar pessoa diversa responsável pelo esbulho denunciado. O réu, na realidade, é parte ilegítima para figurar no pólo passivo da demanda, razão por que acolho a preliminar suscitada e extingo o processo sem resolução de mérito”, despachou Dias.

A afirmação da própria Justiça de que houve, de fato, perseguição do Estado contra Wellington, confirma o uso da máquina pública pelo governador Flávio Dino (PCdoB) em favor de sua cria, o atual mandatário da cidade, Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

Foto: Hilton Franco

Para 57%, Zé Hélio (PT) será o próximo prefeito de Paraibano, diz Escutec

Pesquisa Escutec divulgada nesta segunda-feira (26) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Prefeitura de Paraibano (MA):

Zé Hélio (PT): 57,0%
Rejany Gomes (PSC): 34,8%
Nenhum deles: 5,6%
Não sabe/não responderam: 2,6%

Pesquisa espontânea

Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

Zé Hélio (PT): 54,6%
Rejany Gomes (PSC): 30,5%
Nenhum deles:1,0%
Não sabe/não responderam: 13,9%

Rejeição

A pesquisa Escutec também apontou o índice de rejeição dos candidatos, ou seja, o candidato no qual os eleitores não votariam de jeito nenhum: Veja os números:

Rejany Gomes (PSC): 54,6%
Zé Hélio (PT): 30,8%
Nenhum deles: 1,0%
Não sabe/não responderam: 13,6%

Avaliação da administração do governador Flávio Dino (PC do B)

O Escutec quis saber qual a avaliação do governo Flávio Dino. Veja os números:

Ótima:1,7%
Boa: 14,9%
Regular: 34,4%
Ruim: 23,8%
Péssima: 18,5%
Não sabe/não responderam: 6,6%

Ainda segundo o Escutec 49,7% desaprovam o governo Dino e 43,7% aprovam. Não sabe/não responderam: 6,6%

Avaliação da administração da prefeita Aparecida Furtado (PDT)

Ótima: 1,7%
Boa: 18,2%
Regular: 28,1%
Ruim: 22,8%
Péssima: 25,8%
Não sabe/não responderam: 3,3%

Segundo o Escutec, 54,6% desaprovam a forma como Aparecida vem administrando o município; 42,1% declaram que a aprovam. Aqueles que não sabem ou preferem não responder somam 3,3%.

A pesquisa Escutec, contratada pelo jornal O Estado do Maranhão, ouviu 302 eleitores nos dias 18 e 19 de setembro. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo MA-01923/2016. A margem de erro é de 5 pontos percentuais, para mais, ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%.

Aldeias Altas (MA): Para 60,34%, Zé Reis será o próximo prefeito, aponta MBO Publicidade

ze-reis

O Instituto MBO Publicidade, Marketing e Pesquisa divulgou pesquisa, contratada pela MR Borges Serviços, com as intenções de voto para a prefeitura de Aldeias Altas no pleito de 2016.

Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

Zé Reis (PP) – 60,34%
Dr Tinoco (PMDB) –18,76%
Kedson (PC do B) – 7,15%
Adeilson (PDT) – 1,74 %
Não sabe/Não respondeu –  11,99%

Na modalidade induzida da pesquisa (em que o pesquisador apresenta ao eleitor a relação de candidatos em quem ele pretende votar), o resultado foi o seguinte:

Zé Reis (PP) – 64,21%
Dr Tinoco (PMDB) –20,50%
Kedson (PC do B) – 9,47%
Adeilson (PDT) – 1,74 %
Não sabe/Não respondeu –  2,12%

Rejeição

A pesquisa MBO Publicidades também apontou o índice de rejeição dos candidatos, ou seja, o candidato no qual os eleitores não votariam de jeito nenhum:

Dr Tinoco (PMDB) – 46,1%
Kedson (PC do B) – 11,79%
Adeilson (PDT) – 9,09 %
Zé Reis (PP) – 10,83%
Não sabe/Não respondeu –  21,66%

Avaliação da administração do prefeito Tinoco (PMDB)

O MBO também questionou os eleitores como eles avaliam a atual administração do prefeito Tinoco:

Bom – 24,17%
Regular – 25,53%
Ruim – 22,05 %
Péssimo – 18,95%
Não sabe/Não respondeu –  9,28%

Avaliação do governo do Governado do Flávio (PC do B)

Na mesma pesquisa, os eleitores também responderam sobre a avaliação do governo Flávio Dino. Veja os números:

Bom – 28,04%
Regular – 50,67%
Ruim – 3,28 %
Péssimo – 4,06%
Não sabe/Não respondeu –  13,92

A pesquisa registrada com o número 09114/2016 no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) foi realizada entre os dias 16 e 18 de setembro com 493 eleitores entrevistados. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Escutec e Data Mérita vão divulgar pesquisa de intenção de voto em Paraibano, MA

O Instituto Escutec irá divulgar nesta segunda (25) o resultado de uma pesquisa de intenção de voto na disputa pela vaga na Prefeitura de Paraibano (MA).  A pesquisa eleitoral foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na terça-feira (20).

Em maio, a Escutec divulgou uma pesquisa que apontava a liderança do candidato Zé Hélio (PT), com 48,2% dos votos, a candidata Rejany Gomes (PSC) ficou em segundo lugar com 7,6% dos votos.  Em maio havia sete candidatos: Zé Hélio (PT), Rejany (PSC), Ferdinan Jr (PPS), Zé do Geraldo (PROS), Daniel Veloso (PSDB), Ricardo Campos (PEN) e Olivan (PMN).

Com a desistência dos candidatos, a disputa ficou apenas entre Zé Hélio e Rejany.

Na sexta-feira (30), o Instituto Mérita Comunicação divulgará seus números para prefeito e vereador. A pesquisa eleitoral foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) neste sábado (24).

Dados das pesquisas:

Escutec

Data do registro: 20/09/16
Data de início da pesquisa: 17/09/16
Data do término da pesquisa: 18/09/16
Data da divulgação: 26/09/16
Cargo: Prefeito e vereador
Número de entrevistados: 302
Contratante: Jornal O Estado do Maranhão
Valor: R$ 6.000,00

Mérita Comunicação

Data do registro: 24/09/16
Data de início da pesquisa: 25/09/16
Data do término da pesquisa: 26/09/16
Data da divulgação: 30/09/16
Cargo: Prefeito e vereador
Número de entrevistados: 400
Contratante: Editora Tribuna LTDA, de Teresina-PI.
Valor: R$ 4.500,00

Pilantragem: Veja quanto o blogueiro fantasma Jeisael Marx já embolsou da Assembleia Legislativa

jeisael

O blogueiro Jeisael de Jesus Pacheco, conhecido por “Jeisael Marx” vive atacando de forma covarde e rasteira as pessoas de bem em seu blog. O professor Hilton Franco já foi alvo da fúria desse operador de maldades por duas vezes.

Apelidado de “blogueiro de Paletó”, alcunha dada por outros blogueiros em grupos de WhastsApp,  Jeisael foi agraciado em fevereiro de 2015,  com um cargo de Assessor Parlamentar da Assembleia Legislativa com salário mensal de  R$ 5.573,25.  Desde que assumiu o cargo, Jeisael  já embolsou R$ 122.661,50 dos cofres públicos.

O salário é superior aos dos professores da rede estadual com 40h semanais.

O “blogueiro de Paletó” é apontado como funcionário fantasma na Assembleia Legislativa do Maranhão, mas recebe o salário rigorosamente em dia. “Ele trabalha na TV Difusora em um programa sem audiência e recebe pela Assembleia”, disse um blogueiro.

Há indícios que o “blogueiro de Paletó”,  recebeu dinheiro do Instituto Superior de Educação Continuada (Isec), para defender o prefeito Edivaldo Holanda (PDT) e atacar os adversários.

Com uma pilantragem dessa, o blogueiro e apresentador sem audiência, perde a sua credibilidade  e passa a não ter mais moral diante dos leitores e telespectadores.

Veja também:

Safadeza: Veja quanto o blogueiro fantasma Clodoaldo Correa já embolsou da Assembleia Legislativa do Maranhão

Safadeza: Veja quanto o blogueiro fantasma Clodoaldo Correa já embolsou da Assembleia Legislativa do Maranhão

img_8256
O blogueiro Clodoaldo Correa Garcês,  editor do blog que leva seu nome, não precisou ser aprovado em concurso para ter emprego público.

Em fevereiro de 2015, Clodoaldo foi agraciado com um cargo de Assessor Parlamentar da Assembleia Legislativa com salário mensal de  R$ 6.664,54. Desde que assumiu o cargo, o ‘blogueiro de Paletó’, alcunha dada por outros blogueiros,  já abocanhou R$ 129.998,53 dos cofres públicos.

Clodoaldo é apontado como fantasma na Assembleia, pois não comparece ao local de trabalho.

Nem professor que trabalha 40h por semana na rede pública de ensino do Maranhão recebe esse salário.

Clodoaldo ataca de forma covarde e impiedosa os que cruzam no caminho do prefeito Edivaldo ou do governador Flávio Dino.

O editor deste blog já foi alvo  da fúria de Clodoaldo em abril de 2015 . Na época, ele publicou que o professor ia juntamente com alunos do Curso Wellington bloquear a BR-135 para provocar o caos em São Luís e prejudicar o prefeito Edivaldo, fato que não aconteceu.

Hoje, Clodoaldo soltou mais uma mentira no seu blog, ao dizer que Wellington do Curso mandou “bater” em professor que o denunciou em rede social, usando um print onde Hilton Franco escreveu: ‘Wellington me ligou. Falei com ele sobre Genilson. Nós vamos pra cima. Aviso dado’.

O “vamos pra cima”, não é relacionado ao professor Genilson, e sim ao adversário político, no caso o prefeito Edivaldo.

E assim segue Clodoaldo, sem credibilidade, mentiroso e com dinheiro no bolso.

Filho de Jackson Lago desqualifica Edivaldo e pede voto para Wellington ou Eliziane

igor

Igor prega voto em Eliziane ou Wellington

O médico Igor Matos Lago, filho do ex-governador Jackson Lago, utilizou sua página no Facebook para desqualificar o inoperante prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda (PDT) e pregar voto em Wellington (PP) ou Eliziane (PPS).

Igor Lago foi candidato a deputado federal pelo PPS em 2014 e obteve 9.432 votos

Veja o que disse Igor Lago.

AOS ELEITORES DE SÃO LUIS

Administração ruim não tem direito a mais de 4 anos.

É perda de saúde, educação, infraestrutura, etc.

É tempo jogado fora para não dizer atraso.

Ruim por ruim vale a pena trocar.

O atual já mostrou a que veio: Só decepção!

É imperativo tentar mudar.

É a lógica que a atual política nos impõe!

O mesmo é atestado de burrice senão pior.

Vá adiante e vote em um dos candidatos da oposição, principalmente nos dois mais promissores: Wellington e Eliziane ou Eliziane e Wellington.

Foto/arquivo: Hilton Franco