Seletivo de Paraibano (MA) tem indícios de fraude e vira alvo de críticas dos candidatos

O processo seletivo promovido pela prefeitura de Paraibano (MA) segue rendendo críticas desde o dia que o edital foi lançado. O seletivo é alvo de muitas reclamações feitas pelos candidatos.

O blog entrou em campo e resolveu publicar as supostas irregularidades do seletivo. Vamos lá.

O edital nº. 001/2017/SEMED/SEMUS/ SEMAS, em seu item 04 previa como critério para ser aprovado e classificado no seletivo a avaliação de pontos dos títulos apresentados pelos candidatos, de caráter eliminatório e classificatório, além de uma famigerada entrevista (?), de caráter puramente classificatório.

De fato, analisar currículo e títulos adquiridos no decorrer de sua vida profissional são critérios objetivos e altamente indicados para classificação e aprovação dos candidatos mais bem preparados.

No entanto, e essa entrevista? Quais os critérios objetivos para avaliação da entrevista? Que perguntas foram feitas? Foram gravadas ou transcritas para posterior controle? Qual a gradação de pontuação de acordo com cada pergunta?

Dizem alguns candidatos que uma das perguntas dos entrevistadores era: o que você está achando ou espera da administração do prefeito Zé Hélio? Sério???? Mais um vacilo e ilegalidade, caso comprovada essa denúncia…

Esse concurso está eivado de vícios, e deixar essa “entrevista” no campo do subjetivismo abre brecha para a contratação apenas de apadrinhados e apoiadores do atual gestor, deixando de lado aqueles que até possuem capacitação suficiente, mas lhes falta o Q.I (Quem Indica). Lamentável!

Segundo denúncias, o vereador Ricardo Xavier (PT) foi flagrado fazendo entrevista. Os candidatos denunciaram que Hérica Pereira Lopes Silva,  aliada do vereador foi aprovada mesmo sem ter o COREN. O vereador Ricardo Campos confirmou que o Xavier fazia parte da banca

O vereador Ricardo Campos (PEN) também foi acusado em um grupo de WhatsApp de ter favorecido aliados. Segundo denúncia, sua mãe, Maria das Graças Queiroz  Campos, foi aprovada para  o cargo de coordenadora da Secretaria de Assistência Social, tendo ainda vários aliados seus aprovados: Fernanda Sousa (namorada), aprovada para agente administrativo, João Gabriel (sobrinho), aprovado para o cargo de advogado e Antônia Lúcia Pereira de Sousa (cunhada), aprovada para o cargo de orientadora social.

O vereador negou que tenha tido influência sua e disse que não participou de entrevistas ou tocou em fichas de inscrição. Disse ainda que até recusou o convite do padre Iran (representante da sociedade civil) para participar da banca de entrevistas.

Outra denúncia é contra os médicos Fábio Barra, Leandro Barroso Barbosa e Waldênio da Silva Souza.

Segundo denúncias,  o médico Fábio Barra (Ortopedista), não pisou no solo de Paraibano para se inscrever e fazer a entrevista. ‘Dr Fábio Barra é médico ortopedista riquíssimo e muito orgulhoso. Jamais iria parar numa fila de sol escaldante’, disse uma fonte. No último dia de inscrição o médico não estava com o diploma. Tudo  foi resolvido por telefone e o médico ficou de apresentar a documentação depois, revelou a fonte.

Já o médico Leandro Barroso Barbosa estava de plantão em Colinas e também não foi ao local de inscrição e assim como Fábio Braga, tudo foi resolvido por telefone.

Outro médico que também não foi visto fazendo a inscrição e a entrevista foi o ex-prefeito de São Joao dos Patos, o Waldênio, aprovado em quinto lugar para médico plantonista. Eram oito vagas.

A próxima denúncia é contra Jarineide Bezerra de Amorim. Segundo a denúncia, a referida candidata nunca trabalhou e não tinha títulos ou certificados conhecidos, muito menos certidão de tempo de serviço. Sabe o que aconteceu? Jarineide foi aprovada em segundo lugar para agente administrativo. “Nunca vi a esposa do Marcio da Play Áudio trabalhando, a não ser em sua própria casa ou na loja do marido”, contou uma vizinha.

De outra banda, a candidata identificada por Itabira Barreto Costa foi aprovada em terceiro lugar para o cargo de professora, sem nunca ter dado uma aula sequer. Ninguém sabe onde ela arrumou tanto título, e isso em detrimento de professores que lecionam há mais de 10 anos, revela a fonte. A Itabira é cunhada de Inara, que fazia parte da banca.  O esposo de Inara também foi aprovado.

Itabira deixou para trás professoras  que lecionam há vários anos, como por exemplo Ana Lúcia Brito Lucena e Ana Paula Pinheiro Rego, que ficaram excedentes.

Os candidatos também relataram outras broncas.

Edital do seletivo

 Tudo foi muito rápido. Divulgação, inscrição, entrevistas, prazo para recursos e divulgação foi meteórico. Todo o cronograma foi feito dentro de 11 dias. Por conta disso, muitos acreditam que o seletivo foi feito nas coxas.

Número de inscritos

A prefeitura não informou quantos candidatos foram inscritos. Um blog local chegou a noticiar que foram mais de 2 mil candidatos inscritos. Faltou transparência.

Filas gigantescas

O seletivo atraiu candidatos de vários municípios e de estados vizinhos. Por conta disso, a estrutura montada foi precária e os candidatos ficaram vários horas debaixo de um sol escaldante. Para garantir lugar, muitos dormiram no local.

Tempo curto e banca de entrevistadores com parentes inscritos

Tempo de entrevista muito curto para a quantidade de pessoas, além do subjetivismo das perguntas, sem qualquer controle ou critério de avaliação. Os títulos não valeram nada, uma vez que todos os inscritos passaram para a segunda fase. Quem tinha três pontos foi para a entrevista do mesmo jeito de quem tinha 10 pontos. Ou seja, fortes indícios de facilitação na entrevista…

Vários secretários eram da banca de entrevista, mesmo tendo parentes inscritos no seletivo. O vereador Ricardo Xavier também fez parte da banca e foi condenado pelos candidatos.

Por conta de tanta irregularidade, o processo seletivo virou chacota na cidade e passou a se chamar escolhetivo, e certamente será questionado pelo Ministério Público Estadual.

Mesmo com tanto indícios de irregularidades, aliados do prefeito e novatos do poder acham tudo normal.

 O blog abre espaço para esclarecimentos de todos.

Foto: Léo Lasan

Ex-prefeito de São João dos Patos aprovado em seletivo da prefeitura de Paraibano

Waldênio vai trabalhar 48h por semana  como médico plantonista e receber R$ 3.000,00 por mês, segundo o edital do seletivo

Olha como o mundo dá voltas.

O médico Waldênio da Silva Souza (PMDB) passou quatro anos sendo prefeito de São João dos Patos (MA) e fez um péssimo governo. Com com medo de ser derrotado, nem sequer se candidatou a reeleição.

Sem mandato, Waldênio foi em busca de emprego em Paraibano, através de um seletivo marcado por reclamações. Segundo informações, o ex-prefeito não foi visto nas enormes filas para entregar o currículo e nem nas filas para ser entrevistado.

O resultado do seletivo foi divulgado nesta terça-feira (28). Waldênio foi aprovado para o cargo de médico plantonista em quinto lugar com 13 pontos. Eram oito vagas.

Agora Waldênio vai trabalhar 48h por semana no município e receber salário de R$ 3.000,00 por mês.

O blog deseja boa sorte ao médico.

 

Divulgado resultado do seletivo da prefeitura de Paraibano (MA)

Desorganização: Candidatos passaram horas expostos ao sol durante a inscrição

Na tarde desta terça-feira (28), foi divulgado o resultado do processo de seleção simplificado da prefeitura de Paraibano (MA) para contratação de profissionais destinados a atuar as secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social.  Não foi divulgado o número de candidatos inscritos no seletivo.

A divulgação foi feita em grupos de WhatsApp (isso mesmo, em grupos de WhatsApp) e no Facebook de assessores do prefeito Zé Hélio (PT). Quem não participa dos grupos não soube do resultado.

No total, foram oferecidas 228 vagas: saúde 137,  assistência social 26 e educação 65.

A seleção foi feita por meio de avaliação de títulos e entrevistas. Conforme o edital, o salário oferecido varia entre R$ 937,00 e R$ 8.000,00.

Ainda de acordo com o edital,  os candidatos classificados  deverão comparecer à respectiva secretaria no dia 31 de março, das 9h às 12h e das 14h às 17h e será convocado para assinatura de contrato na sede da prefeitura, junto à secretaria de administração.

O prazo do contrato é 09 (nove) meses para a educação e 12 (doze) meses para a área de saúde e assistência social.

Veja a lista dos classificados

RESULTADO FINAL SELETIVO EDUCAÇÃO

RESULTADO FINAL DO SELETIVO SAÚDE

RESULTADO FINAL SELETIVO SEMAS

Foto: Léo Lasan

Deputado Weverton Rocha vira réu no STF por violação à Lei de Licitações e peculato

G1

A primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal e tornou réu nesta terça-feira (28) o deputado federal Weverton Rocha (PDT-MA) pelos crimes de violação à Lei de Licitações e peculato (desvio de recursos praticado por servidor público).

O deputado é acusado pelo Ministério Público Federal de irregularidades, em 2009, quando era secretário de Esporte e Juventude do Maranhã, na contratação de uma empreiteira e de dispensa de licitação para a reforma de um ginásio de São Luís.

O Ministério Público afirma na denúncia que o contrato, com dispensa de licitação, foi fechado inicialmente em R$ 1.988.497,34. Posteriormente, destacou o MP, Weverton Rocha assinou um termo aditivo ao contrato inicial no valor de R$ 3.397.944,90.

Procurada pelo G1, a assessoria do deputado informou que ele acredita no Judiciário e tem “plena confiança” de que, ao final da ação penal, “ficará provado que não houve obtenção de vantagem indevida ou injusta para ele ou para outra pessoa, não houve superfaturamento ou prejuízos ao erário público”.

“A licitação em questão foi dispensada com base em decreto de emergência do então governador Jackson Lago, dentro do prazo estipulado, e fundamentada pelo parecer da Assessoria Jurídica da Secretaria de Esportes”, acrescentou a nota.

A denúncia

Segundo a denúncia do Ministério Público, o deputado do PDT cometeu irregularidades ao contratar uma empresa para a reforma de um ginásio em São Luís sem licitação.

A suspeita de irregularidades na contratação da construtora começou a ser investigada pelo Ministério Público maranhense, mas o caso foi enviado ao Supremo quando Weverton Rocha assumiu uma cadeira na Câmara dos Deputados.

Segundo as investigações do MP, houve fraude no procedimento administrativo que contratou a empresa Maresia Construtora Ltda para executar a obra. Os procuradores da República afirmam que houve omissões, descuidos e condutas irregulares por parte de Weverton Rocha.

A denúncia do Ministério Público acusou Weverton de alterar contrato “de forma ilegal”, contrariando o que prevê a Lei de Licitações.

Ainda de acordo com os procuradores da República, o dono da empreiteira contratada sem licitação desviou dinheiro da obra para “benefício próprio” com o apoio do então secretário.

O julgamento

No julgamento da denúncia, a relatora do processo, ministra Rosa Weber, recomendou que o tribunal aceitasse a acusação de violação à Lei de Licitações. A magistrada, no entanto, rejeitou a denúncia por peculato.

Ao votar, os ministros Alexandre de Moraes, Marco Aurélio Mello e Luiz Fux acompanharam Rosa Weber em relação ao crime das licitações, mas divergiram dela sobre rejeitar a acusação de peculato. Por maioria, Weverton se tornou réu pelos dois crimes.

Com a decisão da Primeira Turma, será iniciada, a partir de agora, a fase chamada de instrução processual, na qual há a coleta de provas e depoimentos de testemunhas, tanto de defesa quanto de acusação. Ao final desse processo, o STF terá que decidir se condena ou absolve o parlamentar do PDT.

Buraco toma conta de avenida no bairro Cohatrac, em São Luís

Trafegar pelas ruas e avenidas de São Luís está cada vez mais difícil. Por todos os cantos há buracos. Um maior que o outro.

Esse da imagem fica na Avenida Leste, no bairro Cohatrac I, bem próximo à igreja católica. De tão grande, a pista está cortada de um lado ao outro. Nas outras avenidas do bairro a situação é igual ou pior.

Motoristas estão revoltados, pois estão tendo prejuízos com pneus furados e suspensão do carro se quebrando de tanto cair em buracos.

Por onde anda o prefeito Edivaldo e o secretário de obras, Antônio Araújo que não toma uma  atitude para resolver o problema? Que cidade eles vivem que não vê as avenidas e ruas tomadas por buracos?

O cenário de São Luís é de total destruição.

 

Definidos os finalistas do primeiro turno do Maranhense

Neste sábado (26), foram definidas as equipes finalistas do primeiro turno do Campeonato Maranhense 2017.

No primeiro jogo da semifinal, no estádio Leandrão, em Barra do Corda, o Cordino garantiu vaga na final ao vencer o São José por 2 a 1.  Ulysses marcou para o Cordino e Keuson para o São José.

Na outra semifinal, no estádio Frei Epifânio, o Imperatriz venceu o Maranhão por 3 a 1 e garantiu a outra vaga. Bruno Lopes, Cris e Rubens marcaram para o Imperatriz, enquanto Moisés descontou para o MAC.

O jogo de ida da decisão será nesta quarta-feira, no Estádio Leandrão, às 15h45. A volta acontece no Frei Epifânio D’abadia, no próximo sábado, às 19h15.

Por ter melhor campanha durante as fases anteriores, o Imperatriz jogará a partida de volta em casa e terá a vantagem da igualdade dos confrontos.

O campeão do primeiro turno garantirá vaga na final do Campeonato Maranhense e já estará na Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro Série D em 2018.

Edivaldo Holanda é xingado no terminal da integração

Usuários do transporte coletivo deixaram um recado nesta sexta-feira (24), no terminal da integração do bairro São Cristóvão, para o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda (PDT).

No recado escrito a punho, o prefeito é chamado de bosta. ‘Isto é um desrespeito! Fora Edivaldo, seu bosta’!

Segundo os usuários do transporte coletivo, o sistema de recarga de passagens do transporte coletivo de São Luís está fora do ar há vários dias e ninguém resolve o problema.

De acordo com o cartaz, o problema vai perdurar até segunda-feira (27), deixando a população prejudicada. O sistema vive tendo falhas e ficando fora do ar constantemente.

O blog aponta também outro culpado: Canidé Barros, Secretário Municipal de Trânsito e Transportes.

E assim segue São Luís, tomada por problemas.

MPMA denuncia ex-prefeito de Sucupira do Norte por falsidade ideológica

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) denunciou, em 21 de março, o ex-prefeito de Sucupira do Norte, Marcony da Silva dos Santos, por crime de responsabilidade e falsidade ideológica.

A Denúncia foi motivada pela omissão no encaminhamento à Câmara de Vereadores das cópias das prestações de contas do Município durante os exercícios financeiros de 2011 a 2015, como determina a lei. Além de não ter remetido os documentos ao Legislativo, o ex-gestor fez declarações falsas ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre o envio.

“Ao encaminhar as prestações de contas ao Tribunal de Contas, o ex-prefeito afirmava que já havia enviado uma cópia desses documentos à Câmara de Vereadores, ou seja, inseria uma declaração falsa”, explica o promotor de justiça da comarca, Thiago de Oliveira Costa Pires.

APURAÇÃO

A manifestação ministerial tem como base a Notícia de Fato nº 24/2016, de outubro de 2016, instaurada após representação de um vereador sobre a falta de envio da prestação de contas do exercício financeiro de 2015 ao órgão legislativo.

Ao solicitar ao ex-prefeito e à presidência da Câmara informações sobre o encaminhamento das contas, o MPMA apurou que a prestação de contas mais recente enviada foi a o exercício financeiro de 2010.

Entretanto, um ofício datado de outubro de 2016 comprova que o ex-prefeito enviou as prestações de contas do período somente naquele mês. “Pelo ofício, ficou claro que as prestações de contas foram encaminhadas apenas no final de 2016, após a abertura de investigação pelo Ministério Público”, enfatiza o representante do MPMA.

PENAS

Devido à prática do crime de falsidade ideológica, o MPMA pede a condenação de Marcony Santos à reclusão por período que pode variar entre um a cinco anos.

Outra sanção requerida é a condenação do ex-prefeito por crime de responsabilidade, resultando em detenção de três meses a três anos.

Mirador (MA): Vereador emite nota de esclarecimento e desmente blog de São Luís

O vereador Geraldo Sá (PSC), de Mirador (MA), entrou em contato com este blog para esclarecer uma matéria publicada no blog Maranhão de Verdade. O blog Maranhão de Verdade denunciou que o vereador estava utilizando carro oficial em um rally.

Segundo o vereador, o carro da Secretaria de Saúde estava sendo utilizado para dá apoio aos participantes do rally. Um ofício da prefeitura comprova  que o carro foi usado para dá suporte ao evento.

Veja a nota:

Venho por meio desta nota, declarar a realidade dos fatos e manifestar a minha total indignação e insatisfação relativa a matéria publicada no blog Maranhão de Verdade na data de 18/03/2017.

A lamentável matéria objetiva denegrir a reputação de minha família Pereira de Sá. Tal meio de comunicação não transmitiu a realidade dos fatos de forma clara e verdadeira.

Portanto, esclareço para minha família, amigos, eleitores e para toda população do nosso querido município de Mirador, além de todas as pessoas que se fizerem interessar que o veiculo retratado na matéria estava a serviço da Secretaria de Saúde oferecido pela Administração Municipal de Mirador para transportar profissionais da saúde de Mirador-MA e materiais de saúde, tendo como profissional representante o Enfermeiro Rubens Eduardo durante o evento, tendo em vista os perigos que o mesmo oferece durante o seu percurso.

Deve-se frisar que a divulgação da matéria tem unicamente objetivo político, pois a Edição do Blog não aguardou o final do percurso para saber a verdade sobre os fatos publicados.

Diante do exposto, reafirmo meu compromisso de respeito, lealdade e transparência com a população.

Mirador, 22 de Março de 2017

 

Acidente na BR-135 causa morte e deixa feridos em Paraibano (MA)

Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas após um acidente envolvendo duas carretas na noite desta quarta-feira (22), na rodovia a Rodovia BR-135, no povoado Santo Antônio, no município de Paraibano (MA).

Segundo informações da Polícia Militar, os dois veículos seguiam no sentido contrário e houve uma colisão lateral. A carreta da vítima fatal estava carregada de soja, enquanto a outra estava vazia. Com a colisão, o motorista identificado por Manoel Alexandre, de 63 anos, sacou da cabine uns 25 metros, caiu na pista e teve morte instantânea.

A vítima estava com a esposa, Terezinha de Abreu Alexandre, de 62 anos. Ainda de acordo com a Polícia Militar, a esposa da vítima foi socorrida por populares e levada para o hospital municipal de Paraibano. Em seguida foi transferida para a UPA de São João dos Patos (MA) e passa bem.

O motorista da outra carreta teve escoriações leve e também foi levado para a UPA de São João dos Patos. A polícia não divulgou o nome do outro motorista.

As causas do acidente não foram informadas. Há suspeitas da vítima ter sofrido um infarto. Segundo os moradores, a vítima se sentiu mau no povoado Orozimbo, algumas pessoas pediram-lhe para não seguir viagem. Este respondeu que: vou dormir na próxima cidade, está perto, aproveito e procuro hospital.

O blog optou por não publicar a imagem da vítima morta.