Vídeo: Fundação Sousândrade elimina candidato que denunciou irregularidades no concurso

O professor Júlio Graziane Correa Sales, candidato a  uma vaga para o cargo de Língua Portuguesa no concurso para professor do estado do Maranhão, foi eliminado do certame pela Fundação Sousândrade. A denúncia foi feita através de um vídeo publicado pelo professor em seu perfil nesta terça-feira (19).

‘Fui eliminado de forma arbitraria. Isso é apenas uma retaliação de Fundação Sousândrade que assume uma postura mesquinha e ridícula, tentando se vingar deste candidato que denunciou algumas irregularidades’, disse o professor no vídeo.

O vídeo postado nesta terça-feira (19) às 20h, foi compartilhado 252 vezes, curtido 412 vezes e visualizado 11 mil vezes até às 02h desta quarta-feira (20).

Clique aqui e veja o que diz o edital sobre eliminação de candidatos no item 6.8 e 6.9.

Candidato que denunciou irregularidades no concurso da Fundação Sousândrade tem notas zeradas

Sousandrade 8

O professor Júlio Graziane Correa Sales, do Preparatório Provões e Concursos, candidato a  uma vaga para o cargo de Língua Portuguesa no concurso para professor do estado do Maranhão, organizado pela Fundação Sousândrade fez uma grave denúncia em sua página no Facebook.

Ao consultar o Boletim de Desempenho, o professor notou que todas as suas notas estavam zeradas.

‘Mesmo tendo acertado 57 questões das 70 a que me submeti, mesmo que o primeiro colocado em língua portuguesa tenha feito 61 questões, e os últimos classificados tenham feito 54, a Fundação Sousândrade resolveu me eliminar do concurso público para professor do estado por mau comportamento durante a realização das provas. Eles nem computaram meus 57 pontos. Denunciar é crime? Governador Flávio Dino, mostra a tua cara! Vais compactuar com esse tipo de atitude? Não creio!, escreveu Júlio em seu perfil.

Segundo o professor, a Fundação Sousândrade lhe eliminou de forma arbitrária e assume uma postura mesquinha e ridícula tentando se vingar das denúncias de irregularidades feitas por ele.

Por conta da eliminação, o professor disse que vai acionar a justiça e processar a Fundação Sousândrade e o Estado.

Entenda o caso

Júlio diz que realizou o exame na sala 13, no colégio Pio XII, no bairro da Vila Palmeira, em São Luís e afirma ter percebido, antes do início do certame, que o envelope com as provas já estava aberto.

Após protestar, a fiscal da sala aceitou consignar a reclamação em ata. Ao  final do exame o candidato foi levado até a sala da direção da escola para assinar a ata e para sua surpresa  ao chegar  à sala percebeu que no local havia uma pilha de provas – as mesmas provas,  fora do envelope.

“Esse concurso não seguiu os protocolos de segurança que transmitem a tranquilidade aos candidatos, que garantem a lisura. Há fortes indícios de fraude e nós não podemos compactuar com isso”, afirmou.

Veja o vídeo da primeira denúncia aqui.

Correção: Edital da Fundação Sousândrade garante candidato com deficiência figurar duas vezes na lista de aprovados

O blog do Hilton Franco cometeu nesta terça-feira um erro grave ao noticiar  – Candidato é aprovado duas vezes no mesmo concurso organizado pela Fundação Sousândrade para professor no Maranhão.

O erro aconteceu porque o editor deste blog não consultou o edital do concurso antes de publicar a reportagem.

O blog vem a  público corrigir o erro.

Segundo o edital,  o item 3.9  diz que o candidato que, no ato da inscrição, declarar ser pessoa com deficiência, se aprovado e classificado neste Concurso Público, figurará em listagem específica e também na listagem geral dos candidatos aprovados e classificados para o cargo público  de sua opção, devendo, quando convocado, submeter-se à perícia médica promovida pelo Estado do Maranhão, na forma da lei.

Por conta desse item, o candidato Salustiano Sousa de Abreu apareceu duas vezes na listagem de aprovados.

Como era de se esperar, a notícia gerou grande repercussão nas redes sociais e o blog chegou a sair do ar com tanto acesso.

Erro corrigido, o blog segue acompanhando todo o desfecho deste concurso marcado por muitos erros.

Candidato é aprovado duas vezes no mesmo concurso organizado pela Fundação Sousandrade para professor no MA

Virou bagunça. O concurso para professor no Maranhão realizado pela Fundação Sousândrade (FSADU) continua dando o que falar.

Depois de plagiar questões, anular 22 questões no concurso, publicar lista de aprovados com gabarito errado , entre outros erros,  a Fundação Sousândrade resolveu aprovar duas vezes no mesmo concurso e para o mesmo cargo –  professor de Geografia, o candidato Salustiano Sousa de Abreu, natural do Piauí.

Conforme denúncias dos candidatos, o nome de  Salustiano aparece na lista dos aprovados de pessoas com deficiência em 6º  lugar e na lista de aprovados de ampla concorrência em 103º lugar. Não há duvidas que o candidato é a mesma pessoa.  O número da inscrição e a identidade é o mesmo. Nos dois casos o candidato obteve 53 pontos.

Com tanto desmantelo denunciado nas redes sociais e nos blogs até o momento ninguém se pronunciou.

O governador Flavio Dino (PC do B), o presidente do sindicato dos professores, Júlio Pinheiro (PC do B) e o Ministério Público estão calados.

A revolta dos candidatos é geral. Em grupos de WhatsApp os candidatos já planejam protestar em frente ao Palácio dos Leões, sede do Poder Executivo Estadual.

Veja abaixo as imagens que comprovam as denúncias dos candidatos.

Salustiano 1

Salustiano 2

Fundação Sousândrade corrige gabarito do concurso para professor do Maranhão e divulga nova lista de aprovados

Após denuncia do blog do Hilton Franco, Fundação Sousândrade corrige gabarito e faz nova lista de aprovados. Até agora já foram anuladas 22 questões no concurso.

Sousandrade 4

A Fundação Sousândrade (FSADU), corrigiu nesta segunda-feira (18) a lambança que cometeu ao divulgar o resultado do concurso para professor permanente da Secretaria de Educação do Maranhão (Seduc-MA) com gabarito errado.

O alerta do erro foi feito pela professora Camila Trajano Borges e Jorge, que se inscreveu para o cargo de professora de Língua Estrangeira –  Inglês. Segundo ela, a Sousândrade distorceu seu recurso sobre uma das questões do certame.

“Consultem a resposta que a FSADU dá ao recurso de vocês. No meu caso, eles distorcem até o que eu pedi. Na questão 30, peço que a correta seja a letra B e eles dizem que pedi a C”, disse  Camila na página do Facebook ‘Concurso Professor do Estado do Maranhão 2015/2016’.

O erro cometido estava custando a eliminação de alguns candidatos que acertaram a questão e beneficiando alguns que erraram.

Por meio de um edital de retificação a  Fundação Sousândrade corrigiu o erro. ‘No item 1 e Anexo II do Edital nº. 15/2016, ONDE SE LÊ que o Gabarito Oficial após fase recursal da questão 30, do Conteúdo de Legislação Básica da Educação, é LETRA “C”, LEIA-SE LETRA B’.

Com a correção do gabarito houve mudança na lista de aprovados. Alguns candidatos que estavam aprovados foram eliminados e alguns candidatos que estavam eliminados foram aprovados. A Fundação Sousândrade não informou quantos foram eliminados e quantos foram aprovados com a correção do gabarito.

Uma coisa é certa – a Fundação Sousândre virou chacota nacional com tantos erros e plágios.

Veja abaixo a  nova lista de convocados após a correção do gabarito.

Edital nº 018 – Retificação do Edital 016/2016 (18/01/2016)

Fundação Sousândrade divulga resultado do concurso para professor do Maranhão com gabarito errado e prejudica candidatos

 A Fundação Sousândrade segue errando. Desta vez o erro foi  divulgar a relação de candidatos aprovados para a prova de títulos do concurso para professor do Maranhão com uma questão com gabarito errado. O erro pode ter eliminado milhares de candidatos.

Segundo a candidata Camila Jorge a Fundação Sousândrade distorceu seu recurso.  ‘Consultem a resposta que a FSADU dá ao recurso de vocês. No meu caso, eles distorcem até o que eu pedi. Na questão 30, peço que a correta seja a letra B e eles dizem que pedi a C’, relata  Camila na página do Facebook chamada Concurso professor do estado do Maranhão 2015/2016.

Veja bem: a candidata pede para alterarem o gabarito para letra B. A banca defere o pedido, mas alteraram para a letra C, ou seja, o candidato continua sem o ponto.

Após a publicação, a Fundação Sousândrade foi criticada de novo pelos candidatos.

‘Essa fundação é um circo. Palhaçada. Quanto mais eles tentam acertar, mais eles erram., disse a professora Maria Aldenora Cena.

‘Também aconteceu o mesmo comigo. Eles distorceram o que pedi. Disseram que eu pedi a letra C (tendo pedido a B como correta que nem os colegas aqui). E ainda confirmaram mesmo (admitiram) que o item II está errado! Como assim??, disse o candidato Rafael Matos.

Cabe mencionar que segundo os candidatos  a Fundação Sousândrade plagiou dezenas de questões e até hoje nunca se pronunciou para esclarecimentos.

Mesmo com tantas denúncias o presidente do sindicado dos professores, Julío Pinheiro (PC do B) e o governador Flávio Dino (PC do b) que vive no Twitter não eram um pio.

Vejam as imagens do recurso interposto por Camila.

sousandrade 2

sousandrade 1

Prefeito de Colinas (MA) anuncia abono de quase R$ 4 mil aos professores municipais

Blog do Badeco

Em comunicado aos professores da rede municipal de ensino, o prefeito Antonio Carlos (PSB) anunciou dois abonos salariais, a serem pagos no final do mês de janeiro e início de fevereiro, cuja soma chega a quase R$ 4 mil.

No comunicado o prefeito informa que o primeiro abono no valor de R$ 940,00 será pago até o dia 30 de janeiro e será destinado a todos os professores que estiveram em efetivo exercício por todo o ano de 2015.

Numa outra situação o abono de R$ 443,99 será pago aos novos professores que ingressaram na docência municipal por intermédio do concurso público realizado pela prefeitura.

O segundo abono, no valor de R$ 2.500,00, será pago a cada professor logo que os recursos para este fim forem disponibilizados para a prefeitura, com previsão para a primeira semana de fevereiro.

Abaixo o comunicado do prefeito aos professores.

Abono do prefeito de Colinas

Veja a entrevista com Ferdinan Júnior, pré-candidato a prefeito de Paraibano (MA)

As eleições de 2016 no município de Paraibano (o município fica localizado a 511Km da capital) pode ser uma das mais concorridas. Dando continuidade à séria de entrevistas com os pré-candidatos a prefeito de Paraibano, realizada com exclusividade pelo Blog Maranhão de Verdadeapresentamos a entrevista com o pré-candidato a prefeito do PPS, o advogado Ferdinan Júnior, que prontamente atendeu o pedido de entrevista do blog.

Ferdinan Jr

Ferdinan Jr com o deputado Wellington do Curso e o professor Hilton Franco

 

Confira a íntegra da entrevista:

Ferdinan Júnior, o que te fez entrar na política?

Inicialmente, quero agradecer o convite para esta entrevista. Fico muito honrado em poder mostrar um pouco sore mim neste espaço democrático de amplo acesso Brasil a fora. Bom, dentro da política todos nós estamos inseridos desde quando nascemos, querendo ou não. Sempre soube que somente através da política é que a vida dos cidadãos poderia ser transformada. A ideia de ser pré-candidato foi mais um atendimento a um chamado, uma missão, do que um desejo pessoal. A conjuntura política local e os seus bastidores me indicaram, e acredito que hoje possuo preparo e conhecimento técnicos para levar adiante esse projeto.

E por que você quer ser candidato a prefeito de Paraibano?

Sou Advogado, bacharel em Direito pela Universidade Federal do Maranhão, Pós-graduando em Direito Administrativo, professor e voluntário em ações sociais diversas. Após o chamado que me foi feito pelos integrantes do grupo da oposição, refleti e descobri que de nada vale nosso conhecimento senão para servir ao próximo. Não adianta acumular informações, conhecimento e experiência se não puderem ser utilizados para o bem de alguém, não apenas o nosso próprio. A partir desta constatação é que coloquei meu nome à disposição da oposição em Paraibano, cujo objetivo maior é fazer o município desenvolver em 4 anos o que não foi desenvolvido em 40 sob a dominação de um mesmo grupo político familiar.

A sua candidatura é irrevogável?

A nossa pré-candidatura sim é irrevogável. Entretanto, integro um grupo de oposição unido, que atualmente fala a mesma linguagem: união na escolha e apoio do melhor pré-candidato, e o que tenha menos rejeição será o candidato do grupo. Esse é o caminho: união!

Você, então, não descarta a possibilidade de uma aliança?

De forma alguma! A nova política, aquela que queremos e vamos praticar, tem uma característica única, que é o constante diálogo e formação de alianças saudáveis. No entanto asseguro que nenhum acordo político escuso ou obscuro será feito pela juventude de Paraibano, hoje encabeçada pelo nosso grupo político. Inclusive, não contamos com apoio de qualquer empresário ou magnata em termos de futuro financiamento de campanha. Se eventualmente formos o nome da oposição para 2016, faremos uma campanha limpa e transparente. A velha política não terá vez em Paraibano neste 2016!

Em caso de não lançar sua candidatura a prefeito, você apoiará qual grupo político?

O grupo político da oposição, sem sombra de dúvidas! E nosso apoio seria para o candidato que mais se aproximasse da nossa linha de atuação e pensamento.

Quais são seus principais projetos para Paraibano?

Especialmente na área de educação.

Um povo com educação de qualidade poderá transformar o município num grande polo de desenvolvimento. Outro ponto sensível, e negligenciado pela atual gestão, é atender com eficiência e qualidade as demandas dos mais carentes, os que vivem na miséria. Não por piedade ou pena, mas por obrigação. Além disso, fomentar a instalação de indústrias no município, incentivar pequenos e micro empresários, financiar bolsas de estudo e esportivas para jovens, investir na construção de logradouros públicos próprios, deixando, assim, de gastar centenas de milhares de reais anuais com alugueis, como hoje acontece, etc. Mas, acima de tudo, fazer o que nunca foi feito: um governo honesto e comprometido com o anseios povo, com maior participação social. Essa é a proposta do PPS em Paraibano.

O PPS de Paraibano vem com força para as próximas eleições?

Contamos com o apoio do Presidente Estadual do PPS, Dr. Paulo Matos, que sabe da situação porque passa o município de Paraibano, e entende como viável nossa pré-candidatura. O Partido Popular Socialista, em 2016, nos dará todo o apoio necessário. Além disso, quero registrar meus agradecimentos, em nome da juventude e do povo de Paraibano ao Deputado Estadual Wellington do Curso (PPS), pelas suas intervenções e indicações em favor do município de Paraibano. Ele também é nosso parceiro fiel nessa jornada.

O governo Flávio Dino (PCdoB) trouxe mudanças positivas para a nossa cidade?

Sim, é evidente que o Governo Flávio Dino mudou em grande escala a realidade do Estado do Maranhão perante o mundo. Tirar o Maranhão do atraso, reduzir as desigualdades sociais, priorizar o atendimento às pessoas. Em paraibano essas mudanças ainda não foram sentidas com intensidade, mas ainda estamos iniciando o segundo ano de mandato do Governador, eu confio na sua liderança e capacidade de governar, e logo logo sentiremos a revolução que tanto almejamos. Exemplo que grande atuação do novo governo estadual é, sem sombra de dúvidas, o “mais IDH”, que priorizou os 30 (trinta) municípios com pior índice de desenvolvimento humano.

E como definir Paraibano?

Paraibano, um município de pouco mais de 20mil habitantes é um lugar de grandes pessoas, humildes, hospitaleiras, pacíficas e, infelizmente, muito massacradas por esses sistema político perverso de quase 40 anos de abandono, nas mãos de um mesmo grupo político familiar. Paraibano merece muito mais, merece ter o “freio de mão” destravado. Merece dias melhores.

Qual a avaliação que você faz desses três anos de administração Aparecida Furtado levando em conta as áreas: Saúde, Educação, Cultura e Infraestrutura?

A Prefeita Aparecida Furtado faz uma administração de pouco ou nenhum avanço. Repete a mesma velha política de sempre. Não há o que se enaltecer de bom na gestão Aparecida Furtado, com exceção de alguns poucos integrantes do governo, que mesmo de “mãos atadas” conseguem atuar na medida do possível e prestar serviço público contínuo e de qualidade, quando não são impedidos. A educação de Paraibano nunca esteve tão ruim. Escolas saqueadas, merenda escolar de péssima qualidade, professores lecionando disciplinas diferentes de sua formação acadêmica. Assim, os estudantes estão ingressando no ensino médio com deficiência no aprendizado.

A saúde de Paraibano resume-se a ambulância para transportar doentes. O hospital geral parece mais um posto básico de saúde, sem estrura física, sendo salvo pelos poucos bons profissionais que ali sofridamente atuam. Ações culturais não existem! Não há preocupação com difusão e valorização de manifestações culturais locais. Carnaval é medíocre, vaquejada está em decadência, esta que era o grande motivo de orgulho para os paraibanenses, e agora envergonha a todos, pois transformou-se em um negócio altamente lucrativo para poucos que se entitulam os “donos” de Paraibano.

Antes de finalizar o nosso bate-papo, eu agradeço novamente pela participação valorosa, que abrilhantou este espaço democrático. Deixe aqui uma mensagem de esperança de dias melhores para a população do nosso querido município.

Eu que agradeço mais um vez o convite. Digo ao povo de Paraibano que tudo tem um tempo certo para acontecer, e acredito que a mudança que tanto nosso município precisa e clama nas últimas décadas virá já neste ano de 2016. Acreditem e apostem no novo, desprendam-se das raízes das “forças do atraso”, percam o medo, utilizem com sabedoria seu voto, não o troque por nada, pois é o bem maior que um cidadão possui numa democracia. Deus abençoe a todos. Grande abraço.

Festival Musical de Paraibano (MA) atrai bom público em sua primeira edição com atrações locais

Evento foi idealizado pelo professor Amaury Carneiro e contou com a participação de bandas locais.

Xote da Xeta

O primeiro Festival Musical de Paraibano, realizado no sábado (9), foi bem sucedido e contou com bom público. Nesta primeira edição participaram somente atrações locais –  o DJ Douglas, a banda Xote da Xêta e Pagodão KI Farra.

Foi o único evento festivo da cidade realizado na semana em que o município completou 63 anos de emancipação política, pois as festas que seriam realizadas pela prefeitura foram canceladas pela prefeita Aparecida Furtado.

‘Resolvemos fazer este  festival em cima da hora, iríamos fazer em outra data, porém, com o cancelamento das festividades do aniversário de Paraibano, feito pela administração municipal, muitos jovens – estudantes que estão de férias na cidade, estavam cobrando e nos procuraram para realizarmos alguma festa. E assim foi feito, graças a Deus ocorreu tudo bem, dentro das expectativas.  No próximo ano iremos fazer a segunda edição e uma festa ainda mais organizada valorizando os talentos de nossa terra,’ disse o professor Amaury Carneiro ao blog.

‘Vocês estão de parabéns pela realização do evento, todas essas pessoas que estão aqui vieram de livre e espontânea vontade, de coração, não foi atrás de sorteio de prêmios’ comentou a jovem Alcione durante o show.

O evento foi patrocinado pelo deputado deputado estadual Wellington do Curso e o empresário Zé Hélio e ainda o restaurante Espetinho do Alcântara e  depósito de bebida do Elton.

Cabe mencionar que o evento contou com o apoio do professor Amaury, do professor Ricardo Campos, vereador Jair, Cândido Melo e Luduvico Diniz.

Altamira do Maranhão: Há três meses, município permanece sem água e sem prefeito

Desde que assumiu o cargo de prefeito em Altamira do Maranhão, Ricardo já recebeu só em repasses do Governo Federal a bolada de R$ 66.367.140,61 (sessenta e seis milhões, trezentos e sessenta e sete mil, cento e quarenta reais e sessenta e um centavos.

Ricardo

Habitantes do município de Altamira do Maranhão, localizado a 327 km de São Luís, iniciaram o ano novo sem água.

De acordo com informações de moradores do local, este é o terceiro mês que a população sofre com o desabastecimento provocado, segundo populares, pela queima de uma bomba que abastecia a cidade.

Segundo populares, a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão  (CAEMA), juntamente com a Prefeitura de Altamira, até hoje não resolveram a situação e até o momento não prestaram nenhum esclarecimento para a população sobre o ocorrido, mesmo a bomba tendo sido levada pela CAEMA para um possível conserto. Foi informado, ainda, que os cidadãos do município estão pagando R$ 40,00 por 100 litros de água, que, segundo fontes bem posicionadas, viria do antigo Hospital São Raimundo, de propriedade do pai do atual prefeito.

Sem o fornecimento de água pela CAEMA, mas com as contas de água batendo nas portas dos altamirenses, a população do município segue sendo desrespeitada e sem o mínimo de dignidade ao básico, além de terem seus direitos de consumidores lesados pela insensibilidade da gestão municipal.

É desumana, repudiante e ultrajante a falta de responsabilidade e compromisso do prefeito de Altamira, Ricardo Miranda (PMDB), na busca por soluções para o problema da falta d’água na cidade, que afeta todos os âmbitos da população, principalmente os menos favorecidos.