Concurso para vagas de professores na rede estadual

Jornal O Estado do Acre

O Governo do Acre, através das secretarias de Educação e Gestão Pública, lançou nesta sexta-feira, 29 de outubro, o edital do concurso público para 800 vagas de professor, além de cadastro de reserva para suprir futuras necessidades.

As inscrições serão realizadas exclusivamente via internet pelo site daFundação Professor Carlos Augusto Bittencout (http://www.funcab.org/see2010) no período entre 18 horas do dia 29 de outubro a 28 de novembro do corrente ano. O valor da taxa de inscrição  é de R$ 59,00. As provas terão serão aplicadas no dia 12 de dezembro de 2010.

pdf Leia aqui o edital. 

O salário base para a carga horária de 30 horas semanais é de R$ 1.675,79 (Um mil, seiscentos e setenta e cinco reais e setenta e nove centavos). Para concorrer o candidato tem que possuir diploma de curso de licenciatura em uma das  seguintes áreas: Pedagogia, Artes, Biologia, Matemática, Português, Física, Química, Filosofia, Sociologia, História, Geografia, Inglês, Espanhol e Educação Física.

Sabe o que Jesus Cristo diria sobre a execução da iraniana Sakineh Mohammadi?

 Hilton Franco

O  Evangelho de João, no capítulo 8, narra que Jesus foi para o monte das Oliveiras, e, pela manhã cedo, voltou para o templo, e todo o povo vinha ter com Ele, e, assentando-se, os ensinava.

E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério.  E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando, e, na lei, nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?

Isso diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se e disse-lhes: Aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.  

Quando ouviram isso, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficaram sós Jesus e a mulher, que estava no meio. E, endireitando-se Jesus e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão àqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?   E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te e não peques mais.

O maior pecado o governo iraniano está cometendo ao alijar inocentes, cortando mãos, pés e língua (dos mentirosos) ou ainda matando-os e  deixando crianças órfãs.

Em 2010,o  governo de Mahmoud Ahmadinejad já executou 115 pessoas. Além de Sakineh,outros 24 presos estão no corredor da morte segundo o Comitê Internacional Contra Apedrejamento – ONG que monitora este tipo de execução no Irã.

“Esse é um regime que apedreja e executa, que prende pessoas todos os dias e corta suas mãos e seus pés”, enfatizou Mina Ahadi, porta voz da ONG.

 Alguém lá em Teerã,precisar dizer para o Mahmoud Ahmadinejad que a mensagem de Jesus Cristo é majestosa e que ele precisa conhece-la.

Muitas vezes julgamos atos pecaminosos do irmão, por ter praticado pecado que não praticamos, no entanto, estamos contaminados por outros pecados.

E o Senhor Jesus nos admoesta dizendo:  Não julgueis, para que não sejais julgados, porque com o juízo com que julgardes sereis julgados (Mateus, VII: 1-2).

Jesus é amor! A execução de Sakineh não vai acabar com os pecados no mundo.

Nota:

Sakineh é mãe de dois filhos e havia sido condenada à morte por adultério, por manter relações consideradas ilícitas com dois homens após ficar viúva. Em 2006, ela levou 99 chibatadas por esse “crime”.

Sakineh Ashtiani será executada na quarta-feira no Irã, diz ONG.

Folha.com

A iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, cuja condenação à morte por apedrejamento provocou uma onda de manifestações na comunidade internacional, será executada nesta quarta-feira (3), de acordo com a ONG Comitê Internacional contra Apedrejamento.

Informações obtidas pela organização apontam que as autoridades iranianas teriam ordenado a execução na prisão de Tabriz, onde Sakineh está detida.

A ONG convocou um protesto em Paris para esta terça-feira, às 14h local (11h de Brasília), em frente à embaixada iraniana na França, e outro em frente à sede do Parlamento Europeu, em Bruxelas.

O Comitê Internacional contra o Apedrejamento já tinha informado no último dia 11 que o filho da iraniana tinha sido detido pela polícia junto ao advogado de sua mãe e a dois jornalistas alemães que pretendiam entrevistá-lo.

O governo de Berlim confirmou posteriormente a detenção dos dois cidadãos alemães, identificados pela imprensa como jornalistas do jornal “Bild”. Eles foram presos no dia 10 de outubro, na cidade iraniana de Tabriz, onde está localizada a prisão em que a iraniana encontra-se detida.

ACELERAÇÃO

Ainda na segunda-feira (1º) outra ONG, baseada na Itália, já tinha adiantado que o processo de execução de Sakineh poderia ter sido acelerado pela Justiça iraniana.

“Recebemos do Irã informações fundamentadas de uma aceleração dos tempos de execução. Podemos estar na vigília do enforcamento”, afirmou o presidente da associação Refugiados Políticos Iranianos na Itália, Karimi Davood.

Davood explicou que Teerã enviou a Tabriz, a cidade onde estão detidos o filho de Sakineh, Sajjad Ghaderzadeh, e seu advogado, Javid Houtan Kian, uma ordem para não soltá-los até que seja efetivada a pena.

A iraniana havia sido inicialmente condenada a morrer apedrejada, pena que foi suspensa em agosto, mas autoridades anunciaram em setembro que o castigo havia mudado para o enforcamento. Com isso, passaria a valer o crime mais grave pelo qual Sakineh era acusada — de ter sido cúmplice no assassinato do marido.

Logo depois que a informação foi divulgada, o Ministério de Relações Exteriores iraniano rejeitou que a decisão fosse definitiva e garantiu que os procedimentos legais ainda não estavam concluídos.

De acordo com Davood, o que o governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad busca é “enforcar Sakineh em segredo e deixar o mundo diante de um fato consumado”, o que causa “grande preocupação”.

A porta-voz do Comitê Internacional contra o Apedrejamento, Mina Ahadi, afirmou que “também nós recebemos indicações deste tipo”. “Haveria uma carta da Alta Corte de Teerã a Tabriz na qual se pede não soltar o filho de Sakineh e seu advogado até que a mulher seja executada”, comentou ela.
Sajjad e Kian foram detidos junto a dois jornalistas alemães enquanto davam uma entrevista, há três semanas. Neste sábado, Ahadi afirmou que o familiar da iraniana estava “isolado em uma cadeia secreta” e vinha sendo “brutalmente agredido pela polícia”. Segundo as últimas informações, Sakineh continua presa

ENTENDA

O caso de Sakineh, de 43 anos, atraiu a atenção do mundo inteiro, em uma campanha que mobilizou inúmeros governos e entidades humanitárias. Considerada culpada de adultério pela Justiça iraniana, ela foi condenada à morte por apedrejamento, mas a pena acabou sendo suspensa no início de setembro.

No final do mês passado, autoridades locais anunciaram o castigo de enforcamento como punição pela participação na morte do marido. A medida foi logo retificada pela Chancelaria do Irã, a qual afirmou que as formalidades legais do processo ainda não estavam concluídas.

Entre os que tentaram intervir estiveram o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pediu a libertação de Sakineh e ofereceu-lhe asilo. Em resposta, o governo de Mahmoud Ahmadinejad afirmou que o brasileiro estava “desinformado” sobre o caso.

No dia 5, Sajjad informou à ter pedido a interferência do papa Bento 16 a favor de sua mãe e solicitou asilo político à Itália. Na ocasião, o jovem afirmou que ele e a irmã, Sahideh, temiam ser presos em seu país, e que Kian também corria esse risco.

População do Acre decide pela volta do horário antigo.

A Gazeta do Acre

Após a contabilização dos votos que sacramentou a vitória do “Não” no Referendo do Fuso Horário, agora a decisão do eleitorado acreano segue para Brasília. De acordo com o TRE (Tribunal Regional Eleitoral), o 77, número que correspondia à resposta negativa na urna, recebeu 56,77% dos votos, ou o apoio de quase 180 mil eleitores. Já o 55, o “Sim” da consulta popular, contabilizou 43,23%, o que representa ao menos 136 mil eleitores.

Fechado os números, o TRE encaminhará o resultado para o Tribunal Superior Eleitoral em Brasília. O TSE, por sua vez, protocolará a vitória do “Não” junto ao Congresso Nacional. No Parlamento, a decisão popular precisa virar projeto de lei para ser aprovada pelos plenários da Câmara e do Congresso.

Com a volta aos trabalhos legislativos somente a partir de amanhã, não há expectativa de que todo esse trâmite seja cumprido ainda em 2010. O mais certo é que a nova lei seja sancionada pela futura presidente Dilma Rousseff. Realizado em todo o Estado, mais de 320 mil acreanos responderam ao referendo.

Cada seção eleitoral tinha duas urnas; uma para escolher o presidente da República, outra para a consulta popular. A pergunta na urna era: “Você é a favor da recente alteração na hora legal promovida no seu Estado?”. A realização do referendo foi feita por meio de lei aprovada pelo Congresso.

O autor do projeto foi o deputado federal Flaviano Melo (PMDB). O fuso horário do Acre foi alterado em 2008 por meio de projeto apresentado pelo senador Tião Viana (PT). À época a mudança foi feita sem consulta popular. A diferença de horas do Acre em relação a Brasília foi reduzida de duas para uma.

Eleições 2010- Candidatos a Governador: 2º turno

Em sete estados brasileiros e no Distrito Federal  a decisão da escolha de governador  foi no 2º turno. Amapá, Alagoas,Distrito Federal,Goiás, Pará,Piauí, Rondônia e Roraima.

Veja o resultado final. Clique  aqui.

Eleições 2010 – Candidato à Presidencia por Municípios

Hilton Franco

Como se observa no mapa do Maranhão abaixo, em nenhum município maranhense José Serra venceu. A tonalidade da cor vermelho indica a diferença de votos. Quanto mais forte for o vermelho,maior a diferença pró-Dilma.

Confira o resultado das eleições  no segundo turno para os candidatos à presidente município por município no Brasil e no Maranhão. Clique aqui

Eleições 2010 – Candidatos à Presidência:2º turno resultado final

 Clique Folha.com e saiba mais.

Votação no 2º turno terá transporte coletivo gratuito em Manaus

Portal da Amazônia – AM

 
 

Transporte coletivo em Manaus-AM

MANAUS – Mil e trezentos ônibus convencionais, 200 veículos do sistema Executivo e 200 do Alternativo vão circular neste domingo (31) com tarifa gratuita.

A circulação dos coletivos será acompanhada por 40 fiscais da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), que vão observar o cumprimento do decreto municipal que estabelece a gratuidade no transporte coletivo no dia das eleições.

A gratuidade nos coletivos começa às 4h de domingo e se estende até as 23h59 do mesmo dia. Os coletivos das sete empresas operadoras do sistema convencional vão circular na cidade, cumprindo as rotas tradicionais.

Os fiscais da SMTU acompanharão a circulação dos veículos nos terminais e principais corredores, observando o cumprimento da frota e dos itinerários. Os usuários do transporte coletivo convencional devem passar normalmente pela catraca. Grávidas, idosos e portadores de necessidades especiais entram pela porta dianteira.

Em caso de descumprimento à gratuidade e para reclamações sobre transporte coletivo, os usuários poderão ligar para o Núcleo de Atendimento à Comunidade da SMTU: 3632-2115 ou 3632-2116, das 8h às 17h. (JK)

Acreanos irão votar para Presidente e Referendo do fuso horário.

Hilton Franco

Os  470.975 eleitores acreanos vão às urnas escolher hoje domingo(31) o novo Presidente da República e ainda decidir sobre a mudança ou manutenção do fuso horário local.  

As votações começam a partir das 8h e terminam as 17h. Serão duas urnas eletrônicas separadas, localizadas na mesma seção. Na primeira, o eleitor deverá escolher entre a candidata Dilma Rousseff, do PT, ou o candidato José Serra, do PSDB.

Na segunda urna, a disputa será entre a Frente 55 e a Frente 77, que defendem o “Sim” e o “Não”, respectivamente, em relação a alteração do fuso horário vigente no Acre desde 2008.

 O eleitor terá que responder a seguinte pergunta: você é a favor da recente alteração do horário legal promovida em seu estado? Quem for a favor da manutenção, do “sim”, vai digitar 55. Quem for contra, do “não”, vota 77. O voto é obrigatório no referendo.

Entenda o caso – profº Hilton Franco.

O Acre fazia parte do 4º fuso horário brasileiro,juntamente com o extremo Oeste do Amazonas. 

Em 2008, um projeto do senador Tião Viana (PT-AC), eleito governador este ano, reduziu o fuso de duas para uma hora de diferença, com o intuito de aproximar do horário brasileiro.

O projeto se transformou na  Lei 11.662 e foi sancionada pelo presidente Lula em de 24 abril de 2008, alterando o  fuso horario  do Acre, Amazonas e Pará.Com a mudança, o Brasil que tinha quatro fusos horários, passou a ter três fusos horários.

O adversário de Tião (PT- AC) , deputado Flaviano Melo (PMDB/AC) , propôs um referendo e o Congresso promulgou no final de 2009 um decreto marcando para que o mesmo ocorresse junto com as eleições de 2010.

Pesquisa:

Em pesquisa que eu fiz no site do Jornal o Estado do Acre, uma enquete perguntava se os acreanos eram a favor do horário antigo ou do horário atual e o resultado parcial apontava vítória do horário antigo com 78,2% dos votos contra 21,6% a favor do horário atual e 0.2% estão indecisos

Caso se confirme a vitória do horário antigo, o Brasil voltará a ter quatro fusos horários e os livros de Geografia terão que mudar mais uma vez. Pior para alguns estudantes que terão um fuso a mais para estudar.

Nota do professor Hilton Franco:

O referendo é apenas no Acre. Caso os acreanos decidam pela volta do horário antigo, o Acre será o único estado brasileiro no 4º fuso.

O oeste do Amazonas que era do 4º fuso continuará no 3º fuso e o Oeste do Pará que era do 3º fuso continuará no 2º fuso.

As campanhas Frente 55 e Frente 77

Agência Brasil

Campanha do SIM

“Já faz mais de dois anos que a hora foi ajustada para você aproveitar melhor o dia e o Acre ficar mais integrado com o Brasil. No começo foi preciso adaptar alguns horários e costumes.

E agora, que você está bem acostumado para aproveitar melhor essa hora mais certa, pra quê mudar tudo de novo? Para não atrasar o Acre, para não atrasar você, deixe a hora como está! Vote 55” – A frente do sim é  formada pelas  Federações de empresários da indústria e do comércio

Campanha do NÃO

“Quando o fuso horário do nosso estado foi alterado, você não foi consultado. Dizem que a economia se fortaleceu com a mudança. Aí eu lhe pergunto: seu salário aumentou após a mudança? E os milhares de trabalhadores e crianças que têm de sair de suas casas para ir ao trabalho ou à escola no escuro com medo da violência? Você se acostumou na marra, por uma lei imposta.

Não está certo isso! Agora você pode escolher se quer que o Acre volte à hora antiga, como sempre foi. Para voltar ao horário antigo, vote 77”. A frente do NÃO é formada por sindicatos de trabalhadores, como professores e servidores públicos.

Informações:Agência Brasil, A Gazeta do Acre e o Jornal O Estado do Acre

Não sabe onde votar?

 Hilto Franco

Não lembra a seção em que você vota? Serviço do TSE informa endereço, zona, seção e a situação do eleitor pesquisado.

Clique e consulte onde votar TSE