Paixão pelo futebol.

Correio da Bahia

 Amor Tricolor: torcedor em estado terminal acompanha jogo do Bahia

Apesar do jogo entre Bahia e Coritiba ser importante para todos os tricolores, ele é mais especial para Ronaldo Lopes. Em estado terminal, aos 40 anos, o torcedor do Bahia sofre de esclerose lateral amiotrófica, doença neurodegenerativa progressiva e fatal. Isso não o impediu de vir a Pituaçu para acompanhar a partida que vale a liderença do Brasileirão da Série B.

“Ele sempre foi Bahia, desde pequeno frequentava a Fonte Nova com os tios”, conta Rosaide Rosa, esposa do tricolor. O sonho começou quando um fisioterapeuta disse que traria um paciente ao estádio. Ronaldo não sossegou enquanto não tivesse a mesma chance. Junto com a esposa, passou um mês agilizando a visita.

Durante o jogo, seus batimentos, monitorados todo o tempo, chegavam à mais de 140, quando o Bahia atacava. Piscando os olhos para responder como se sentia ele definiu em uma palavra o que seu coração gritava: “Feliz”. Realmente, a paixão pelo futebol não tem mesmo limite.