Piscina do Complexo Esportivo do Castelão vira criadouro do mosquito da dengue no melhor governo de Roseana Sarney

O local deveria está sendo usado para preparar e incentivar os esportistas maranhenses para Olimpíada de 2016.

Blog do Varão

Piscina do Complexo Esportivo do Castelinho vira criadouro do mosquito da dengue.

Enquanto a Secretaria de Saúde do Governo do Estado gasta milhões com campanha contra a dengue, a Secretaria de Esporte mantém um criadouro  de mosquito Aedes aegypti no Complexo Esportivo do Castelão.

As piscinas de natação estão abandonadas com água pela metade, que sem duvida, é o maior foco de dengue da capital. As denúncias aqui são  para mostrar que o descaso com as piscinas vão muito além do abandono com a coisa pública. Virou um problema de saúde pública.

 As imagens captadas falam por si só. Dizem tudo.  O Brasil vai sediar as Olimpíadas de 2016, nem isso sensibiliza os governantes do Maranhão. O local deveria está sendo usado para preparar e incentivar os esportistas maranhenses para  o maior evento do esporte mundial. A situação do  descaso com o esporte mostra a falta de compromisso com os jovens do nosso Estado.

 O complexo do Castelão é a praça de esporte mais importante do Maranhão. Vejo em alguns blogs alinhados ao Governo, que a Secretaria  de Esporte não tem dinheiro nem para manter  as despesas do Estádio Castelão, que giram em torno de R$ 300 mil reais por mês. Mas o problema não é simplesmente a falta de recurso. E sim, a ausência de  políticas públicas para o setor. Se não tem política, não tem projeto e não vai ter recurso.