Polícia Federal prende ex-secretários em Bom Jardim (MA)

Beto Rocha e Cesarino

A Polícia Federal realizou na manhã desta quinta-feira (20/08) uma operação na cidade de Bom Jardim (MA), que fica a 275 km de São Luís, para cumprir mandados de busca e apreensão e prisão de suspeitos por desvios de verbas de merenda escolar, de reforma de escolas, do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Na ação, foram presos os ex-secretários de Assuntos Políticos, Humberto Dantas dos Santos, o Beto Rocha, namorado da prefeita Lidiane Leite (PP) e o de Agricultura, Antônio Gomes da Silva, o Antônio Cesarino, também presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Bom Jardim (STTR).

Também há mandato de prisão contra a prefeita Lidiane Leite, mas ela não foi encontrada pelas autoridades e encontra-se foragida.

O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) e Ministério Público Federal (MPF) já vinham investigando as irregularidades.

Troca de candidato

lidi 3Em 2012, Lidiane Leite, aos 22 anos, tornou-se candidata porque seu namorado, Beto Rocha, então candidato a prefeito, ficou impossibilitado de concorrer ao cargo por ter sido impugnado por meio da Lei da Ficha Limpa. Na época, Lidiane trabalhava em um mercado e assumiu o lugar do namorado como candidata e foi eleita prefeita do município de Bom Jardim.

A prefeita já havia sido afastada do cargo em dezembro de 2014 pela Justiça do Maranhão. Lidiane deveria obedecer a ação judicial para regularização das aulas na educação infantil e fundamental, fornecimento de merenda e transporte escolar. Entretanto, pelo não cumprimento das disposições ela foi afastada pela Justiça. Após recursos judiciais, ela foi reconduzida ao cargo.

No início de 2014, o decreto da prefeita que tornou nulas as nomeações dos excedentes do concurso público homologado em novembro de 2011 foi cassado pela Justiça a pedido do MP-MA.

Com informações do O Imparcial