Professores fazem campanha nas ruas de São Luís contra Flávio Dino

DSC_4859

Professores da rede pública estadual de ensino do Maranhão iniciaram uma campanha nas ruas de São Luís contra o governo Flávio Dino (PC do B) exigindo o reajuste salarial de 11,36%.

Desde que o MEC concedeu o reajuste dia 14 de janeiro deste ano, Dino não cumpre a lei. Já são 124 dias sem reajuste.

Segundo os professores foram confeccionados 500 adesivos. Mais 1000 adesivos serão entregues para os professores nas escolas a partir de segunda-feira (23).

O presidente do sindicato dos professores, Júlio Pinheiro (PC do B), ligado ao governador não esboça qualquer reação para cobrar o reajuste, prejudicando milhares de professores.

A explicação para não cobrar o governo é simples: A diretoria do sindicato ocupa vários cargos no governo.

Foto: Hilton Franco