Questões sobre Climatologia e Fitogeografia do Brasil.

 

Hoje foram elencadas questões de Geografia do Brasil, abordando os conteúdos de Fitogeografia e Climatologia. O tempo aproximado de leitura é de 11 minutos e 51 segundos.O tempo aproximado de interpretação é de 33 minutos.

Boa sorte. O gabarito estará disponível as 23h do dia 11/11/2010.

1. (Fatec 2009)  Os cerrados brasileiros são formados por árvores com aspecto xeromórfico, com árvores tortuosas e espaçadas, com troncos de cortiça espessa e folhagem coriácea e pilosa, muitas vezes lembrando a caatinga arbustiva densa, da região do semiárido nordestino.

            [Adaptado de: ROSS, J. (org.). “Geografia do Brasil”. São Paulo: Edusp, 1996].

O fator que pode explicar tal semelhança fisionômica entre os dois tipos de vegetação é:

a) a baixa umidade nos solos do cerrado, com árvores com menor capacidade de captar e armazenar água do ambiente.  

b) a baixa fertilidade natural dos solos do cerrado, em geral muito ácidos, pobres em cálcio e nutrientes em geral.  

c) a vigência de um clima tropical seco e de altitude no cerrado, responsável por invernos mais chuvosos e verões mais quentes e secos.  

d) o uso intensivo das queimadas como fator de manejo e controle do cerrado, para eliminação de gramíneas.  

e) o extenso desmatamento do domínio dos cerrados para a produção de soja e gado, tornando a região mais seca.  

2. (Fuvest 2009)  Considere as afirmações a seguir, relativas à ocupação do Centro-Oeste brasileiro, onde originalmente predominava a vegetação do Cerrado.

I. A vegetação nativa do Cerrado encontra-se, hoje, quase completamente dizimada, principalmente em função do processo de expansão da fronteira agrícola, que avança agora na Amazônia.

II. O desenvolvimento de tecnologia apropriada permitiu que o problema da baixa fertilidade natural dos solos no Centro-Oeste fosse, em grande parte, resolvido.

III. O modelo fundiário predominante na ocupação da área do Cerrado imitou aquele vigente no oeste gaúcho, de onde saiu a maioria dos migrantes que chegaram ao Centro-Oeste nos últimos 30 anos.

Está correto o que se afirma em:

a) I, apenas.  

b) II, apenas.  

c) III, apenas.  

d) I e II, apenas.  

e) I, II e III.  

3. (Mackenzie 2009) 

Os climogramas anteriores se referem, respectivamente, aos climas brasileiros:

a) Tropical de altitude, Tropical e Tropical úmido.   

b) Equatorial Semiúmido, Tropical de altitude e Tropical Semiárido.   

c) Tropical Úmido, Equatorial Semiúmido e Equatorial úmido.   

d) Equatorial úmido, Tropical e Tropical úmido.   

e) Tropical, Subtropical e Tropical de altitude.  

4. (Ufc 2009)  As florestas equatoriais, na atualidade, sofrem grande pressão ambiental, principalmente porque se mantiveram relativamente preservadas até o século XIX, quando se intensificou a sua exploração por empresas madeireiras, mineradoras e agropecuárias, entre outras. Nesse contexto, a Floresta Amazônica sofre particularmente em razão de atividades que produzem desmatamento.

Em relação ao desmatamento que ocorre na Região, é correto afirmar que:

a) Diminuiu nas duas últimas décadas em decorrência da pressão internacional.  

b) Traz consequências graves, restritas ao espaço da floresta.  

c) Decorre principalmente da atividade madeireira legal.  

d) Altera a biodiversidade animal e vegetal.  

e) É um problema eminentemente nacional.  

5. (Ufc 2009)  Os diferentes tipos de clima resultam da combinação de vários fatores, tais como latitude, altitude, penetração de sistemas frontais, taxas de evapotranspiração, linhas de instabilidade, existência de superfícies líquidas.

Em relação ao quadro climático da Amazônia, é correto afirmar que:

a) A temperatura média é elevada porque se trata de uma região de baixas latitudes.  

b) O clima da Região sofreu variações muito reduzidas ao longo do tempo geológico.  

c) As brisas fluviais formam-se nos setores em que os cursos fluviais são mais estreitos.  

d) A possibilidade de ocorrência de chuvas na Região é menor que em áreas de altas latitudes.  

e) O norte da Região, entre os meses de dezembro e março, sofre o fenômeno da friagem em função da invasão de ar polar.  

6. (Ufmg 2010)  Leia este trecho:

E as mariposas e os cupins de asas vinham voar ao redor da lamparina… Círculo rodeando a lua cheia, sem se encostar… E começaram os cantos. Primeiro, os sapos: – “Sapo na seca

coaxando, chuva beirando”, mãe Quitéria!… – Apareceu uma jia na horta, e pererecas dentro de casa, pelas paredes… E os escorpiões e as minhocas pulavam no terreiro, perseguidos pela correição das lava-pés, em préstitos atarefados e compridos… No céu sul, houve nuvens maiores, mais escuras. Aí, o peixe-frito pegou a cantar de noite. A casca da lua, de bico para baixo, “despejando”… Um vento frio, no fim do calor do dia… Na orilha do atoleiro, a saracura fêmea gritou, pedindo três potes, três potes, três potes para apanhar água… Choveu.

ROSA, João Guimarães. Sagarana. 27. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1983. p. 344.

A partir da leitura e interpretação desse trecho, é INCORRETO afirmar que

a) a chegada de ventos frios, em contraste com o calor do dia, é uma criação do autor, pois é impossível de ocorrer.  

b) o autor reuniu, de forma criativa, um grande número de crenças populares sobre a previsão de ocorrências meteorológicas.  

c) o comportamento dos animais, para os homens do campo, se altera com a aproximação da chuva.  

d) o sertanejo busca, na aparência do céu e dos astros, sinais de mudanças do tempo atmosférico.  

7. (Ufrgs 2010)  A relação entre eventos meteorológicos e as características de ocupação do território resultou em catástrofes no estado de Santa Catarina em 2008.

Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) os fatores a seguir, conforme eles estejam ou não relacionados a essas catástrofes,

(     ) Combinação de frentes frias vindas do sul e massas de ar quentes e úmidas vindas do norte do país,

(     ) Influência da corrente marítima quente vinda do sul, conhecida como corrente das Malvinas.

(     ) Expansão da ocupação humana nas áreas de risco no btoma Mata Atlântica.

(     ) Chuvas torrenciais que geram deslizamentos de encostas,

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, e

a) V – V – F – V.  

b) F – F – V – F.  

c) V – F – V – V.  

d) F – V – F – F.  

e) F – V – V – V.  

5. (Ufc 2009)  Os diferentes tipos de clima resultam da combinação de vários fatores, tais como latitude, altitude, penetração de sistemas frontais, taxas de evapotranspiração, linhas de instabilidade, existência de superfícies líquidas.

 

Em relação ao quadro climático da Amazônia, é correto afirmar que:

a) A temperatura média é elevada porque se trata de uma região de baixas latitudes.  

b) O clima da Região sofreu variações muito reduzidas ao longo do tempo geológico.  

c) As brisas fluviais formam-se nos setores em que os cursos fluviais são mais estreitos.  

d) A possibilidade de ocorrência de chuvas na Região é menor que em áreas de altas latitudes.  

e) O norte da Região, entre os meses de dezembro e março, sofre o fenômeno da friagem em função da invasão de ar polar.  

  

6. (Ufmg 2010)  Leia este trecho:

 

 E as mariposas e os cupins de asas vinham voar ao redor da lamparina… Círculo rodeando a lua cheia, sem se encostar… E começaram os cantos. Primeiro, os sapos: – “Sapo na seca coaxando, chuva beirando”, mãe Quitéria!… – Apareceu uma jia na horta, e pererecas dentro de casa, pelas paredes… E os escorpiões e as minhocas pulavam no terreiro, perseguidos pela correição das lava-pés, em préstitos atarefados e compridos… No céu sul, houve nuvens maiores, mais escuras. Aí, o peixe-frito pegou a cantar de noite. A casca da lua, de bico para baixo, “despejando”… Um vento frio, no fim do calor do dia… Na orilha do atoleiro, a saracura fêmea gritou, pedindo três potes, três potes, três potes para apanhar água… Choveu.

7. (Ufrgs 2010)  A relação entre eventos meteorológicos e as características de ocupação do território resultou em catástrofes no estado de Santa Catarina em 2008.

Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) os fatores a seguir, conforme eles estejam ou não relacionados a essas catástrofes,

(     ) Combinação de frentes frias vindas do sul e massas de ar quentes e úmidas vindas do norte do país,

(     ) Influência da corrente marítima quente vinda do sul, conhecida como corrente das Malvinas.

(     ) Expansão da ocupação humana nas áreas de risco no btoma Mata Atlântica.

(     ) Chuvas torrenciais que geram deslizamentos de encostas,

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, e

a) V – V – F – V.  

b) F – F – V – F.  

c) V – F – V – V.  

d) F – V – F – F.  

e) F – V – V – V.  

8. (Ufpr 2010)  Nesta terça-feira (15/09/09), áreas de instabilidade que se deslocam pelo norte da Argentina devem chegar ao Brasil a partir da tarde e voltam a provocar pancadas de chuva no oeste e norte do RS, no centro-oeste de SC, no oeste do PR e no sul de MS, onde tem-se uma massa de ar quente e úmida.

O texto acima refere-se à previsão do tempo para o dia 15/09/09, realizada pelo Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Levando em consideração os dados apresentados, assinale a alternativa correta.

a) A Frente Polar Atlântica, principal área de instabilidade da América do Sul meridional, é responsável pelas chuvas previstas no texto.  

b) As áreas de instabilidade são geradas por nuvens de desenvolvimento vertical, por isso a previsão de pancadas de chuva.  

c) As pancadas de chuva são típicas dos climas úmidos, muito bem representados pelas regiões mencionadas no texto.  

d) O deslocamento da massa de ar tropical em direção a leste é que gera as áreas de instabilidade mencionadas no texto.  

ROSA, João Guimarães. Sagarana. 27. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1983. p. 344.

A partir da leitura e interpretação desse trecho, é INCORRETO afirmar que

a) a chegada de ventos frios, em contraste com o calor do dia, é uma criação do autor, pois é impossível de ocorrer.  

b) o autor reuniu, de forma criativa, um grande número de crenças populares sobre a previsão de ocorrências meteorológicas.  

c) o comportamento dos animais, para os homens do campo, se altera com a aproximação da chuva.  

d) o sertanejo busca, na aparência do céu e dos astros, sinais de mudanças do tempo atmosférico.  

e) A massa de ar quente e úmida que se encontra sobre o estado do Mato Grosso do Sul corresponde à massa tropical continental, geradora de chuvas em pancadas.  

9. (Unicamp simulado 2011)  Se eu pudesse alguma coisa para com Deus, lhe rogaria muita geada nas terras de serra acima, porque a cultura da cana nessas terras, onde se faz o açúcar, tem abandonado ou diminuído a cultura do milho e do feijão e a criação dos porcos; estes gêneros tem encarecido, assim como o trigo, o algodão e o azeite de mamona; tem introduzido muita escravatura, o que empobrece os lavradores, corrompe os costumes e leva ao desprezo pelo trabalho de enxada; tem devastado as matas e reduzido a taperas muitas herdades; tem roubado muitos braços à agricultura, que se empregam no carreto dos africanos; tem exigido grande número de mulas que não procriam e consomem muito milho.

 (Adaptado de José Bonifácio de Andrada e Silva, Projetos para o Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1998, p. 181-182.)

As geadas são comuns em algumas áreas do Brasil, especialmente nas regiões Sul e em parte do Sudeste brasileiro. As condições que favorecem a ocorrência de geadas são, além do domínio de uma massa fria,

a) céu com muitas nuvens, fortes ventos na superfície do solo e topos dos morros.  

b) céu sem nuvens, fortes ventos na superfície do solo e topos dos morros.  

c) céu com muitas nuvens, pouco vento na superfície do solo e fundos de vale.  

d) céu sem nuvens, pouco vento na superfície do solo e fundos de vale.  

10. (Ufu 2010)  Observe a seguir a carta sinótica do Brasil, que evidencia os campos de alta pressão (A) e de baixa pressão (B) sobre o continente. A carta apresenta, ainda, as linhas de mesma pressão (isobaras), que vão de 1010 a 1030 milibar (mb), a propagação de uma frente fria sobre o Brasil central, do centro de mais alta pressão (1030mb) para os de pressões menores (1014 e 1012mb) e, também, o deslocamento de uma frente quente sobre a porção Sudeste do País, além de uma frente fria sobre o litoral do Nordeste.

Sobre as informações contidas na carta sinótica, assinale a alternativa correta:

a) Os centros de alta pressão de 1030 e 1014 indicados em “A” dificultam a ocorrência de chuvas pelo fato de serem áreas dispersoras de vento.  

b) Uma frente fria ocorre quando o ar quente, mais denso e mais pesado, empurra o ar frio para cima e para frente.  

c) A frente fria que corta o Brasil de NW a SE deixa o tempo estável, com baixa umidade e nebulosidade reduzida, uma vez que o ar frio é normalmente seco.  

d) A frente fria, localizada próxima ao litoral do nordeste, não consegue produzir chuvas nesta região, fato este que explica a seca no semiárido nordestino.

Gabarito Oficial sobre Climatologia e Fitogeografia do Brasil.

1 – B; 2 -D; 3 – D; 4 – D; 5 – A; 6 – A; 7 – C; 8 -A; 9 – D; 10 – A

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uma Resposta para Questões sobre Climatologia e Fitogeografia do Brasil.

  1. Yuri Givago Alhadef Sampaio Mateus disse:

    Professor por favor envia pra mim questao de geografia do MA pra segunda etapa.