Roseana Sarney precisa entregar um hospital e meio por dia para concluir o Saúde é Vida

Blog Marrapá

DSC_0904

Hospital de Bequimão-MA, em 16/11/2013. Foto: Hilton Franco,

Faltando apenas 28 dias para o fim do ano, a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), precisa correr contra o tempo se realmente leva a sério a promessa de entregar todas as unidades hospitalares do programa Saúde é Vida dentro do prazo estabelecido.

Até o momento, nada além de 30 hospitais – ou postos de saúde com 20 leitos, como preferem alguns secretários municipais de saúde – foram entregues. Ainda assim, belas peças publicitárias exibidas nas rádios e TVs da governadora insistem que todos eles serão inaugurados até o final de dezembro.

Ou seja, se pretende cumprir os prazos para a conclusão dos 72 hospitais, o governo do Maranhão precisa promover uma maratona de inaugurações, entregando um hospital e meio por dia até o último dia do mês.

Sem o menor senso do ridículo ou de responsabilidade e diante de um auditório lotado de prefeitos maranhenses, Roseana já anunciou, há alguns dias, uma segunda etapa do Saúde é Vida, com previsão de construir mais 28 novos hospitais, totalizando 100 até o fim de 2014.

“Isso é uma mentira deslavada”, garante o deputado estadual Rubens Pereira Junior (PCdoB), lembrando que hospitais como os dos municípios de Jenipapo dos Vieiras, Matinha, Tufilândia e Lago do Junco até foram entregues pelo governo, mas fechados logo após a inauguração devido a falta de condições das prefeituras municipais em mantê-los.