Sabe o que Jesus Cristo diria sobre a execução da iraniana Sakineh Mohammadi?

 Hilton Franco

O  Evangelho de João, no capítulo 8, narra que Jesus foi para o monte das Oliveiras, e, pela manhã cedo, voltou para o templo, e todo o povo vinha ter com Ele, e, assentando-se, os ensinava.

E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério.  E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando, e, na lei, nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?

Isso diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se e disse-lhes: Aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.  

Quando ouviram isso, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficaram sós Jesus e a mulher, que estava no meio. E, endireitando-se Jesus e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão àqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?   E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te e não peques mais.

O maior pecado o governo iraniano está cometendo ao alijar inocentes, cortando mãos, pés e língua (dos mentirosos) ou ainda matando-os e  deixando crianças órfãs.

Em 2010,o  governo de Mahmoud Ahmadinejad já executou 115 pessoas. Além de Sakineh,outros 24 presos estão no corredor da morte segundo o Comitê Internacional Contra Apedrejamento – ONG que monitora este tipo de execução no Irã.

“Esse é um regime que apedreja e executa, que prende pessoas todos os dias e corta suas mãos e seus pés”, enfatizou Mina Ahadi, porta voz da ONG.

 Alguém lá em Teerã,precisar dizer para o Mahmoud Ahmadinejad que a mensagem de Jesus Cristo é majestosa e que ele precisa conhece-la.

Muitas vezes julgamos atos pecaminosos do irmão, por ter praticado pecado que não praticamos, no entanto, estamos contaminados por outros pecados.

E o Senhor Jesus nos admoesta dizendo:  Não julgueis, para que não sejais julgados, porque com o juízo com que julgardes sereis julgados (Mateus, VII: 1-2).

Jesus é amor! A execução de Sakineh não vai acabar com os pecados no mundo.

Nota:

Sakineh é mãe de dois filhos e havia sido condenada à morte por adultério, por manter relações consideradas ilícitas com dois homens após ficar viúva. Em 2006, ela levou 99 chibatadas por esse “crime”.