São Jose de Ribamar: passeata marca início da greve da educação municipal

A culpa da greve é do prefeito. “Ele não implantou os direitos dos trabalhadores porque não quis”.

Do site do SINPROESEMMA

Os educadores da rede municipal de educação de São José de Ribamar iniciaram greve, por tempo indeterminado, na última sexta-feira, 26, para cobrar direitos negados pelo prefeito do município Gil Cutrim (PMDB).

Um ato público, realizado no centro da cidade, marcou o início da greve, sob liderança do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão – Sinproesemma.

Na ocasião, os trabalhadores explicaram à comunidade que decidiram aprovar a paralisação após as sucessivas faltas da prefeitura no cumprimento de compromissos firmados com a categoria.

Entre a pauta de reivindicações, está a luta pelas promoções indeferidas pelo executivo municipal, as progressões não concedidas, além da cobrança pelas gratificações de difícil acesso e melhoria das condições físicas das unidades de ensino.

A coordenadora do núcleo do Sinproesemma em São José de Ribamar, Ilza Almeida, esclarece que a culpa da greve é do prefeito. “Ele não implantou os direitos dos trabalhadores porque não quis. Só estamos lutando por educação de qualidade”, afirma.