TCE do Maranhão exonera filho de presidente da Câmara que atua como médico em São Paulo

Filho de Waldir morava em São Paulo, distante 2.936 Km de São Luís, onde era um fantasma no TCE-MA com salário de R$ 6.529,85. Em 28 meses, Thiago recebeu quase R$ 200 mil

Da coluna Painel, da Folha de S. Paulo

thiago-maranhão

O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão exonerou nesta segunda-feira (9) o filho do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA).

A coluna revelou que, apesar de estar lotado no gabinete do conselheiro Edmar Cutrim — que é aliado de Maranhão no Estado –, Thiago Augusto é médico e declara trabalhar em dois hospitais em São Paulo, além de cursar pós-graduação na mesma cidade.

Seu salário mensal no tribunal girava em torno de R$ 6,5 mil.

Ele já estava lotado no gabinete de Edmar Cutrim quando concluiu sua residência médica, no Rio de Janeiro.

Funcionários que trabalham com gestão de pessoas no tribunal informaram à coluna que o cargo de Thiago Augusto — assessor de conselheiro TC04 — prevê expediente diário no gabinete.

Procurado pela coluna, Cutrim disse inicialmente que o filho de Waldir Maranhão ia ao trabalho “todo mês”. Depois se corrigiu e disse que o funcionário aparecia “duas, três, quatro vezes por semana”. Desligou o telefone e não voltou a atender às ligações.

Waldir