Veja a entrevista com Daniel Furtado, pré-candidato a prefeito de Paraibano-MA

Daniel Veloso

O blog do Hilton Franco publica a partir desta segunda-feira (4), uma série de entrevistas com os pré-candidatos a prefeito de Paraibano. Foram entrevistados os pré-candidatos Daniel Veloso (PSDB), Zé Hélio (PT) e Rejany Gomes (PSC).

As entrevistas com Zé do Geraldo (PROS) e Ferdinan Júnior (PPS) serão encaminhadas aos pré-candidatos nesta semana e assim que forem respondidas serão publicadas.

Veja abaixo a entrevista com Daniel Furtado Veloso.

1. Quem é Daniel Furtado?

R: Daniel Furtado Veloso é um jovem advogado que tem suas raízes na cidade de Paraibano, onde viveu desde a sua infância e, ao concluir o curso de Direito na Universidade Federal do Maranhão, mesmo já fazendo parte de um grande escritório de advocacia em São Luís, ocupante o cargo de Diretor Jurídico, fez a opção de abrir seu escritório em Paraibano onde presta seus serviços profissionais a todos os seus conterrâneos e onde convive com sua família ao lado de parentes e dos amigos.

2. A prefeita Aparecida Furtado apoia sua candidatura? Caso a prefeita não apoie sua candidatura, você continua sendo candidato ou desiste para apoiar outro?

R: Inicialmente, é oportuno destacar que todas as conquistas que já obtive em minha vida foram frutos exclusivamente do meu esforço pessoal, pautado exclusivamente no estudo e no apoio incondicional dos meus pais e irmãos, para tanto, cumpre ressaltar que com 19 (dezenove) anos fui aprovado no vestibular da UFMA e no concurso do IBGE, trabalhando no censo de 2000. Sempre batalhei e conquistei meus objetivos com méritos próprios.

Como todo pré-candidato, almejo angariar o maior número possível de adesões à minha candidatura, pois como sabemos ninguém é candidato de si só, quanto maior o número de pessoas a nos apoiar, mais forte será essa candidatura. Não tenho motivos para duvidar   que não terei o apoio da Prefeita, mas no momento estou mais preocupado em fortalecer a nossa candidatura junto às bases populares, pois sabemos que no final quem decide é o povo; e é esse sentimento que vem das ruas, que me estimula a continuar. Sinto que estamos no caminho certo.

3. Em 1992, a atual prefeita Aparecida Furtado derrotou seu pai Veloso na disputa pela prefeitura de Paraibano e houve um racha no grupo Furtado. Caso você não tenha o apoio da prefeita o grupo Furtado racha de novo?

R: Como lhe respondi na pergunta anterior, não trabalho com a hipótese de racha dentro do grupo, trabalho sim pela união e pela paz, nossa candidatura é de união e pacificação, precisamos unir todas as forças políticas que desejam o desenvolvimento de Paraibano; a situação econômica pela qual passa o Brasil é muito séria e precisamos é de união de forças. E quando falo em união é de todas as correntes políticas do nosso município que desejam o bem da nossa cidade. Precisamos é estar unidos.

4. A família Furtado da qual você faz parte sempre foi ligada a oligarquia Sarney que esteve no poder por quase meio século e o município de Paraibano segue atrasado em desenvolvimento. O que tem contribuído para esse atraso no desenvolvimento de Paraibano?

R: A permanência de determinado grupo político por muito tempo no poder acaba tendo um determinado desgaste o que é natural. O Município de Paraibano, como a maioria dos pequenos municípios brasileiros, enfrenta problemas sociais, ocasionados principalmente pela desigualdade no repasse dos recursos pelos Governos Federal e Estadual, que concentram quase toda a arrecadação dos impostos, entretanto, impõe aos Municípios as maiores responsabilidades. Entendo que o Município de Paraibano evoluiu muito nos últimos anos, claro que ainda há muito o que ser feito, mas se compararmos com os demais municípios do Estado e principalmente da nossa região, não deixamos a desejar.

5. Como está a escolha do vice de sua chapa?

R: Ainda é um pouco cedo para falarmos em nome do candidato a vice, mas no momento certo esse nome será escolhido entre todas as forças políticas que apoiam a nossa candidatura. Esse nome será de consenso, que venha para somar e para ajudar na nossa administração. Não quero um vice figurativo, quero ele participativo ajudando na administração e no desenvolvimento da nossa cidade.

6. A família Furtado domina a política de Paraibano desde 1982 elegendo correligionários e gente da própria família. Por conta disso já vem sendo chamada de oligarquia Furtado pelos adversários. Você representa a continuidade dessa oligarquia?

R: O povo de Paraibano é muito inteligente e sabe fazer as escolhas certas. Sempre tive uma personalidade muito forte, tenho minhas próprias ideias e são com elas que vou contribuir para o desenvolvimento do nosso município. São das pessoas mais simples que recebo o apoio para continuar nesta caminhada.

7. Você se reuniu com o ex-prefeito Sebastião Pitó e os ex-secretário Cruz e Lêda. Há comentários que você ofereceu a vaga de vice para a Lêda. O que você tem a dizer sobre isso?

R: Tenho me reunido com várias lideranças que comungam dos mesmos pensamentos e com os quais temos discutido sobre o futuro de nossa cidade, mas como disse anteriormente ainda é um pouco cedo para tratarmos da questão do cargo de vice. No momento certo esse assunto será o tema de uma reunião que vai envolver todas as lideranças.

8. Houve uma reunião em Teresina (PI) entre a prefeita Aparecida Furtado, Doracy Furtado, o promotor Sérgio Henrique e o ex-presidente da OAB, Marco Vinicius (todos da mesma família). O que ficou decidido nessa reunião sobre sua candidatura?

R: Como já relatei acima, tenho tido várias reuniões com familiares, lideranças políticas e amigos, entretanto, nada de concreto ficou definido. Neste momento só posso afirmar do meu propósito em ser candidato, bem como do incondicional apoio que tenho recebido dos familiares, amigos e correligionários.

9. Qual sua avaliação do governo Aparecida Furtado, do qual você faz parte como secretário de assuntos jurídicos?

R: O governo da Prefeita Aparecida, como o da maioria dos municípios brasileiros amarga as consequências da atual política econômica do Brasil. Mas ela tem conseguido manter o equilíbrio das contas públicas, honrando com os compromissos financeiros na medida do possível e investindo nas obras de interesse das comunidades, principalmente dos mais carentes. Como disse anteriormente se eleito for vamos trabalhar para diminuir a dependência do nosso povo da máquina administrativa. O poder público tem de fazer bem o seu papel que é fornecer Educação, Saúde e Serviços Sociais de primeira qualidade para o povo.

10. Porque você quer ser prefeito de Paraibano?

R: Desejo ser prefeito de Paraibano porque tenho a consciência que estou preparado para esta missão, pois tenho muito a contribuir com o desenvolvimento do nosso município. Espero ter a oportunidade de pôr em prática as ideias de administração moderna que terá como foco principal o social, dando sempre prioridade aos mais necessitados, pois são eles que mais precisam dos serviços públicos, e esses serviços tem de ser de excelente qualidade.

11. Quais seus planos para o desenvolvimento de Paraibano-MA?

R: Tenho planos de fazer uma administração moderna com educação de qualidade e saúde ao alcance dos mais necessitados. Levantar a autoestima do nosso povo, trazer de volta a felicidade aos lares com a abertura de novas frentes de trabalho para dar emprego aos pais de família. Vamos fazer isso em parceria com a iniciativa privada, estimulando a abertura de empresas em nosso município. Vamos discutir a vocação do nosso povo e estimular a capacitação.

Capacitar nossos jovens para que eles estejam aptos a ocupar o mercado de trabalho.

12. Em Paraibano tem se observado que é comum a prática no nepotismo na prefeitura. Caso você seja eleito essa prática vai perdurar?

R: O preenchimento de cargos públicos por parentes apenas com o objetivo de receber o salário é algo abominável; o que não podemos também é descriminar as cabeças pensantes e deixar de aproveita-las para o bem comum. Tudo tem de ser bem analisado e o interesse público tem de estar acima de tudo e todos.

13. O ex-presidente da OAB, Marco Vinicius é seu primo e garantiu o apoio à sua candidatura. Qual a importância desse apoio se o mesmo raramente vai em Paraibano ou faz algo por Paraibano?

R: O apoio do meu primo o Dr. Marcus Vinicius Furtado Coelho à nossa candidatura é algo que me deixa muito feliz. Qualquer candidato gostaria de ter seu apoio. Embora suas inúmeras atividades não permitam que ele esteja com mais frequência em nossa cidade, o mesmo é um Paraibanense que enche de orgulho a todos os seus conterrâneos e aos nossos vizinhos do Piauí, já tendo contribuído muito para o nosso Município, através de seu prestígio a nível Federal e Estadual.

14. Tem se observado que você deixou de usar o sobrenome Furtado e passou a usar somente o nome Dr. Daniel. Porque você abandonou o sobrenome Furtado?

R: Acho que quanto ao meu sobrenome existe um pequeno equivoco, meu pai é Veloso e minha mãe é Furtado, amo aos dois com a mesma intensidade, foram e representam tudo na minha vida; nada teria conseguido sem o apoio deles. Portanto vou continuar a amar minha mãe Deonice Furtado e meu pai José Ribamar Veloso e vou continuar a usar o mesmo nome de sempre Daniel Furtado Veloso.

O sobrenome Furtado é algo que muito me orgulha, pois me remete ao meu avô João Furtado, um dos fundadores deste Município, homem de caráter e grande empresário, que muito contribuiu para o desenvolvimento da nossa querida Paraibano.

Agradeço a oportunidade e me coloco sempre à disposição.

Atenciosamente,

Daniel Furtado Veloso