Veja como ficarão as gratificações dos gestores de escolas públicas no governo Dino

DSC_2006

O governador Flávio Dino (PC do B) anunciou  na quinta-feira (1/1/15) três projetos de lei que serão submetidos à deliberação dos deputados na Assembleia Legislativa.

Dois projetos estão relacionados à educação. O Programa Estadual “Mais Bolsa Família – Escola” e  Gratificação de Incentivo e Desempenho da Gestão Escolar. O outro projeto “Institui a Transição Republicana de Governo.

O projeto de lei sobre a Gratificação de Incentivo de Desempenho da Gestão Escolar, permite que o exercício da Direção das Escolas da Rede Estadual torne-se atrativo, em medida de valorização da classe dos professores do Estado.

Com a medida, diretor geral de escola de grande porte ( acima de 2.000 alunos) passará a ter gratificação de R$ 2.000,00. Já o diretor adjunto terá gratificação de R$ 1.700,00.

Para diretor de escolas de médio porte ( de 1.000 a 1.999 alunos) os valores serão R$ 1.600,00 e R$ 1.300,00 para diretor geral e adjunto respectivamente.

Para diretor de escola de básico porte ( abaixo de 1.000 alunos) os valores são R$ 1.200,00 e R$ 900,00 para diretor geral e adjunto respectivamente

Gratificação dos gestores atualmente em vigor

A Lei n° 8.903, de 10 de dezembro de 2008, sancionado pelo governador Jackson Lago, está em vigor desde 01/2/2009. Nessa lei os diretores de escola de grande porte possuem gratificação de R$ 950,00. O diretor adjunto é de R$ 850,00.

Os diretores de escola de pequeno porte possuem gratificação de R$ 750,00 e o adjunto R$ 650,00.

Já os diretores de escola de básico porte possuem gratificação de R$ 550,00 e o adjunto R$ 450,00.

Nota: As informações tem por base o Diário Oficial de 10 de dezembro de 2008 e 02 de janeiro de 2014.

Foto: Hilton Franco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Respostas para Veja como ficarão as gratificações dos gestores de escolas públicas no governo Dino

  1. Diana Guimaraes disse:

    Muito justo, pois osgestores da minha escola são muito competentes, então como ficam os professores?

  2. Pontes disse:

    Acredito que esta gratificação ainda é pouco. Veja os motivos:

    Serão estipuladas metas a cumprir, se não atingidas haverá demissões;
    A maioria das estruturas das escolar são precárias, o que inviabiliza um trabalho de qualidade;
    A maioria das escolas só possuem professores e gestores, falta quase tudo: secretários, técnicos para laboratórios e bibliotecas, que inclusive precisão de reparos urgentes, vigia, pessoal de limpeza, entre outros.

    Provavelmente, com esta gratificação, não haverá mudanças significativas, pois as metas não serão atingidas.