Veja como votaram os deputados maranhenses na Câmara em relação ao voto impresso e outros temas

O Plenário da Câmara dos Deputados votou, nesta terça-feira (16), mais dez temas da reforma política (Proposta de Emenda Constitucional 182/07, do Senado). Depois de votada em primeiro turno, a reforma política ainda passará por segundo turno de votações na Câmara e, posteriormente, seguirá para o Senado.

Os deputados Júnior Marreca (PEN), Sarney Filho (PV), Rubens Pereira Júnior (PC do B), João Marcelo (PMDB) e Waldir Maranhão (PV) estavam ausentes nesta sessão.

Detalhe: A ausência de João Marcelo e Waldir Maranhão tem sido constante nas votações.

Voto impresso

Com o objetivo de aumentar o controle do eleitor e de permitir auditorias nas urnas eletrônicas, a emenda prevê que a urna deverá imprimir o voto, a ser conferido pelo eleitor antes da conclusão da votação. O voto impresso dessa maneira será depositado automaticamente em local lacrado.

Foram 433 votos favoráveis, 7 contrários e 2 abstenções.

Permissão para policial militar não reeleito voltar às suas funções

Por 392 votos a 43 e 15 abstenções, destaque,  do PR à reforma política (PEC 182/07) para permitir ao policial ou bombeiro militar retornar a suas funções se não reeleito para mandato eletivo.

O texto estabelece ainda que o policial ou bombeiro, independentemente do tempo de serviço que possui, ficará agregado desde o registro da candidatura até dez dias após o término das eleições, com remuneração até o limite máximo de três meses.

Atualmente a Constituição determina que o militar com menos de dez anos de serviço se afaste da atividade para se candidatar. Aqueles com mais de dez anos, se eleitos, passam automaticamente para a reserva.

Cota para as mulheres

Por falta de votos, o Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou nesta terça-feira (16) emenda apresentada pela bancada feminina à reforma política (PEC 182/07, do Senado) que garantia um percentual de vagas no Legislativo para as mulheres. Foram apenas 293 votos a favor do texto, mas o mínimo necessário era de 308. Houve 101 votos contrários e 53 abstenções.

O texto previa uma espécie de reserva de vagas para as mulheres nas próximas trêslegislaturas. Na primeira delas, de 10% do total de cadeiras na Câmara dos Deputados, nas assembleias legislativas estaduais, nas câmaras de vereadores e na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Na segunda legislatura, o percentual subiria para 12% e, na terceira, para 15%.

Veja como votou a bancada maranhense

DEPUTADOS IMPRESSÃO DO VOTO PERMISSÃO PARA POLICIAL MILITAR NÃO REELEITO VOLTAR ÀS SUAS FUNÇÕES  COTA PARA MULHERES
Alberto Filho (PMDB) SIM SIM SIM
Aluísio Mendes (PSDC) NÃO NÃO NÃO
André Fufuca (PEN) SIM SIM SIM
Cléber Verde (PRB) SIM SIM SIM
Eliziane Gama (PPS) SIM SIM SIM
Hildo Rocha (PMDB) NÃO SIM SIM
João Castelo (PSDB) SIM SIM SIM
João Marcelo (PMDB) AUSENTE AUSENTE AUSENTE
José Reinaldo (PSB) SIM SIM NÃO
Júnior Marreca (PEN) AUSENTE AUSENTE AUSENTE
Juscelino Filho (PRP) NÃO SIM NÃO
Pedro Fernandes (PTB) SIM SIM NÃO
Rubens Pereira Junior (PC do B) AUSENTE AUSENTE AUSENTE
Sarney Filho (PV) AUSENTE AUSENTE AUSENTE
Victor Mendes (PV) SIM SIM  SIM
Waldir Maranhão (PP) AUSENTE AUSENTE AUSENTE
Weverton Rocha (PDT) SIM SIM SIM
Ze Carlos (PT) SIM SIM SIM

Com informações da Agência Câmara