Violência em São Luís é destaque na BBC News

Gangues criminosas no Brasil incendiaram quatro ônibus e atacaram uma delegacia de polícia na cidade norte-oriental de São Luis, as autoridades dizem.

Ônibus incendiado na Avenida Ferreira Gullar (Foto: De Jesus/O Estado)

A onda de violência que tomou conta de São Luís já repercute na imprensa internacional.  O portal de notícias BBC News destacou neste domingo (5) os ataques criminosos ocorridos na sexta-feira (3) na capital maranhense.

Veja abaixo a matéria da  BBC News.

Dizem que a ordem para o ataque veio de líderes de gangues presos na penitenciária notório Pedrinhas, onde pelo menos 59 detentos morreram no ano passado.

“Os ataques são uma reação às medidas recentes para conter a violência cadeia”, disse o governo do estado do Maranhão.

A seis anos de idade, menina que estava dentro de um dos ônibus sofreram queimaduras graves.

“A mãe dela pediu que os criminosos para não prejudicar as crianças, mas eles não mostrou misericórdia e incendiaram a menina”, disse um parente O jornal O Globo.

Quatro outras pessoas ficaram feridas nos ataques, que ocorreram na sexta-feira à noite na periferia de São Luis.

A delegacia de polícia também foi atacado, com vários tiros disparados de um carro que passava.

Oito suspeitos foram presos, disse o secretário de Segurança Estado do Maranhão Aluísio Mendes.

Tropas extras tinham sido implantado em toda a cidade, acrescentou.

Decapitações

Gangues locais foram acusados ​​de ataques similares na capital do estado do Maranhão no início do ano passado.

As autoridades ligaram a mais recente onda de violência com um relatório recente cumprido pelo governo federal.

O relatório de um juiz destacou violência dentro da penitenciária de Pedrinhas e exercer pressão sobre o governo do Estado para agir, correspondentes dizem.

Vídeo levado para dentro da prisão também mostra a tortura de um preso nas mãos dos outros – e casos de decapitações.

Policiais extras já foram implantados dentro de Pedrinhas. Mas na quinta-feira mais dois corpos foram encontrados na penitenciária.

O Brasil tem a quarta maior população carcerária do mundo, com meio milhão de presos ocupando espaços para 300.000.

Saiba mais

Guerra de gangues em Pedrinhas prisão no Brasil mata 59 em 2013